Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um problema chamado Brasil

por Pedro Silva, em 09.04.18

imagem crónica RS.jpg 

Antes de mais, sobre a temática dominante (a prisão de Lula da Silva), gostaria, tão-somente, de ressalvar que do meu ponto de vista é crucial não se analisar o dito sob o ponto de vista político. Usar-se uma lupa partidária e/ou até mesmo ideológica para a analise da prisão de Lula é meio caminho andado para que se transforme o problema num problema ainda maior. O caso “Lava Jato” e os seus actores e actrizes devem ser julgados e, eventualmente, condenados tendo por base todos os cabais preceitos orientadores da Justiça para que esta evite, ao máximo, ser levada pela onda do politicamente correcto.

 

O problema em si é que este caso nunca foi, pelas mais variadas razões, um caso normal. O famoso processo “Lava Jato” teve na sua génese formadora uma base estritamente política. Todos - da esquerda à direita - concordarão comigo quando digo que o “Lava Jato” foi o passaporte que o Presidente Temer e seus apoiantes usaram para alcançar o poder no Brasil. A clara evidência de tal é a forma pouco clara (e até mesmo artificial) como Dilma Rousseff foi afastada do cargo de Presidente da República Federal do Brasil.

 

Ora face aos recentes desenvolvimentos que tem sido tornado públicos, o timing da decisão judicial que determinou a prisão de Lula da Silva, a fundamentação utilizada por um dos Juízes que votou contra o último recurso de Lula, o facto de Lula liderar toda e qualquer sondagem respeitante às eleições presidenciais de Outubro e as recentes declarações e posicionamento público das altas chefias da Polícia Militar e do Exército brasileiro obrigam-me a ter de olhar para a prisão de Lula da mesma forma que olho para o afastamento de Dilma.

 

Colocando as coisas de uma forma mais simplista; tenho para mim que a prisão de Lula da Silva (mais do que o resultado de um processo judicial que visa combater o flagelo crescente da corrupção) é antes o princípio do culminar de um processo puramente político. Processo este que poderá ter um fim trágico não só para o Brasil, mas para toda uma América Latina que ainda tem muitas feridas abertas pela “dança das cadeiras” que as Ditaduras e Democracias levaram a cabo no século XX.

 

E, partindo (mais uma vez) do princípio de que há por aí muita gente distraída a ler o que escrevo, esta minha opinião é puramente desprovida de qualquer orientação política. Algo que, a meu ver, deveria ser feito por todo e qualquer comentador político seja ele português ou brasileiro em vez de se alinhar no politicamente correcto.

 

Para terminar gostaria somente de fazer chegar uma mensagem ao famoso comentador político António Lobo Xavier (personalidade pública que respeito e pela qual tenho uma enorme admiração).

 

No último programa “Quadratura do Círculo”, Lobo Xavier deixou bem patente a sua discordância sobre o facto de os seus colegas de debate não conseguirem falar da prisão de Lula sem invocar o nome de Temer. E, em jeito de remate final, Lobo Xavier passou a ideia de que o Presidente Temer há-de ser, também ele, julgado e condenado pela Justiça brasileira.

 

Confesso que até que concordo, mesmo que em parte, com esta forma de ver a questão por parte de Lobo Xavier. O problema reside, tão-somente, no quando é que Temer será levado à barra dos Tribunais e se alguma vez isto será uma realidade! Não se pode seguir a tese do politicamente correcto com Lula da Silva e deixar-se Temer de fora só porque este é o actual Presidente (não eleito) do Brasil.

 

Artigo publicado no site Repórter Sombra (0'9/04/2018)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


9 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 10.04.2018 às 14:04

Concordo com a forma como analisa a questão. Indubitavelmente!


Simplesmente não percebo o que quer dizer com "gostaria, tão-somente, de ressalvar que do meu ponto de vista é crucial não se analisar o dito sob o ponto de vista político."
É impossível não o fazer porque o assunto é político. Como expôs.
Analisar o assunto sob o ponto de vista jurídico exigiria deter muitos mais dados do que os que foram facultados - e ainda assim subsistiria as diferenças abissais no tratamento deste e de outros suspeitos presidenciais, para não falar dos suspeitos "menores" e das delações (e delapidações) premiadas. Mas isso é já talvez uma análise cultural. E ainda assim seria política.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.04.2018 às 14:05

* subsistiriam
Imagem de perfil

De Pedro Silva a 10.04.2018 às 22:59

Sarin, o que eu quis dizer com tal é que para mim a questão de Lula não deve ser analisada sob o ponto de vista político porque quando tal sucede - por norma - temos uma facção ideológica "aos berros" com a outra.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.04.2018 às 23:08

Certo, tentar a imparcilidade no binómio Esquerda/Direita.
Ou, no limite, ignorar os partidos e as pessoas, como numa prova cega.


Mas quem? É que a isenção é mais rara que o plutónio...
Imagem de perfil

De Pedro Silva a 10.04.2018 às 23:14

"É que a isenção é mais rara que o plutónio..."


É a tal Hidra de Sete Cabeças que ninguém (em Portugal e no Brasil) consegue (ou quer) derrotar.
Imagem de perfil

De Pedro Silva a 10.04.2018 às 23:06

"Analisar o assunto sob o ponto de vista jurídico exigiria deter muitos mais dados do que os que foram facultados - e ainda assim subsistiria as diferenças abissais no tratamento deste e de outros suspeitos presidenciais, para não falar dos suspeitos "menores" e das delações (e delapidações) premiadas."


É exactamente este o ponto fulcral desta minha reflexão. 


Quem tem o dever de informar deveria questionar quem tem o dever de investigar e de julgar/condenar sobre a razão pela qual tomou as decisões que tomou com tão parcos meios (entenda-se, provas cabais)  e porque razão se deixou "embalar" pela "onda mediática" do politicamente correcto.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.04.2018 às 23:11

Como disse em resposta anterior, o caso é político. E nada correcto.
Perfil Facebook

De Fernando Oliveira a 11.04.2018 às 05:09

Político ou não, lugar de ladrão e na cadeia. Lula é o pior de todos, não só pelo que roubou, mas por ter transformado o povo em zumbis, jogando uns contras os outros, estimulando o ódio entre as pessoas. Eu era moleque e a esquerda já fazia lavagem cerebral nas escolas. Dinheiro do povo é usado para manter exércitos comandados por eles. Mantem uma grande parte da imprensa na sua lista de pagamentos. Funcionários públicos pagos com nosso dinheiro, trabalhando exclusivamente para manipular informações, etc, etc. Dilma é muito mais do que corrupta, é totalmente incompetente. Antes de fazer comentários, leia o processo, veja a quantidade de provas existentes, e esse é só o primeiro, tem muito mais. Temer é corrupto sim, e deveria estar na cadeia, não só ele, mas muitos outros como é o caso do Aécio. Mas ele são só ladrões. Lula e sua corja, criaram o crime organizado na política. Quanto ao voto da ministra do supremo tribunal federal, gostaria de dizer que este assunto, da prisão em segunda instância, já havia sido colocado em votação em 2016, e confirmado. Ora , então para que votar de novo, ou será que deve ser votado porque agora envolve o Lula. Não esqueça que do onze ministros do STF, 7 foram colocados pelo PT. Quanto as forças armadas, elas não só podem, como devem intervir quando as demais instituições estão corrompidas, e veja que não estou defendendo uma tomada de poder pelos militares. Eu tenho uma curiosidade? Porque a mídia portuguesa é tão cega pela esquerda corrupta do Brasil ?
Imagem de perfil

De Pedro Silva a 11.04.2018 às 17:46

Fernando Oliveira, do que expôs retirei duas conclusões:


- não gosta da ala esquerda da política e de Lula (está no seu direito);
- não leu uma única linha do texto que comentou.


Faça um favor a si próprio e leia o texto. Coloque a política de lado até porque o que está aqui em analise não é se a esquerda ou a direita são corruptas ou se uma é mais corrupta do que a outra.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Abril 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Futebol Clube do Porto


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D