Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ó idiotas!

por Pedro Silva, em 17.07.14

Mal o avião Malaio foi abatido as primeiras reacções que o Mundo teve conhecimento foram que Pró-russos acusam Kiev e Governo ucraniano acusa separatistas de terem abatido o avião com um míssil.

 

Pelo meio ficamos a saber que o Presidente Ucraniano Petro Poroshenko considera que a queda de um avião das linhas aéreas da Malásia no Leste da Ucrânia, "é um acto terrorista" dos Separatistas Pró-russos.

 

Mais para o fim da noite cá pelo burgo veio-se a saber que há aviões comerciais a sobrevoar a Ucrânia. "O espaço aéreo não foi encerrado e não houve perturbações no movimento normal".

 

Ora perante tal eis que coloco a seguinte questão:

 

Ó idiotas! Em vez de andarem a trocar acusações e de aprovar mais sanções económicas contra Moscovo, não seria muito mais inteligente e sensato da vossa parte tentarem descobrir quem foi a esperteza saloia que autorizou que um avião comercial sobrevoasse o espaço aéreo de uma zona de guerra?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17


Euro ceguetas

por Pedro Silva, em 10.03.14

O meu mal será o de tentar pautar as minhas intervenções pela sensatez. Não estou com isto a afirmar de forma alguma que por vezes não cometa excessos na defesa da minha visão das coisas, mas uma coisa é certa: não alinho em fanatismos de treta e não caio em esparrelas.

 

Vem isto a propósito daquilo que aqui escrevi recentemente sobre a Crimeia/Ucrânia. Por mero acaso dei com esta Crónica do Jornalista Daniel Oliveira que, tal como eu, é um Homem de Esquerda e um “Europeista” moderado. Deixo-vos aqui alguns excertos da mesma:

 

Em resumo, é isto: os snipers que atingiram mortalmente manifestantes e polícia na Praça da Independência, em Kiev, foram os mesmos e há fortíssimas suspeitas de não estarem ligados ao regime deposto. Pelo contrário, é mais provável que fossem agentes provocadores ligados aos revoltosos. Aquilo que parecia ser uma teoria da conspiração lançada pelos russos ganha assim uma nova credibilidade. Depois de explicar que as balas só podem ter sido disparadas pelas mesmas pessoas, Paet diz a Ashton, sobre a atual coligação governamental: "Há agora um cada vez maior entendimento de que, por de trás dos snipers, não estava Yanukovych, mas alguém da nova coligação".

 

(…)

 

A oposição ucraniana, agora no governo provisório, não é só - nem sobretudo - composta por democratas. A maioria está engajada em partidos tão corruptos e tão dependentes do poder dos oligarcas como o governo deposto. E estes são os melhorzinhos. Os outros, que tiveram um papel absolutamente central na EuroMaidan e na tomada violenta de vários símbolos do poder, estão ligados a organizações bem mais sinistras do que se possa imaginar. O método de eleição de alguns membros do governo provisório, baseado na "democracia de Esparta", pode parecer apenas ingenuidade e anedota. Mas não é. Corresponde a um movimento político antidemocrático que ganhou força nos últimos anos.

 

Vamos então conhecê-los. Um é o grupo paramilitar abertamente xenófobo Pravyi Sektor ("Sector Direito"), herdeiro do "Tryzub" (Tridente) e liderado dor Dmytro Yarosh. Durante a revolução, Yarosh foi acusado de pedir o apoio de Dokka Umarov, líder da fação da guerrilha techechena que está ligada à Al-Quaeda. A acusação está ainda a ser investigada (pode tratar-se duma fraude). Mas a sua organização, bastante violenta, teve um papel central no armamento das milícias paramilitares durante os protestos. Milícias que entretanto foram reconhecidas oficialmente pelo governo provisório. O Pravyi Sektor  prometeu ilegalizar o Partido das Regiões (que estava no poder) e o Partido Comunista. Outro grupo é a Assembleia Nacional Ucraniana-Auto Defesa do Povo Ucraniano (Una-Unso), fundamentalistas ortodoxos, nacionalistas, antissemitas e defensores de um governo autoritário para país. Os seus militantes estão organizados em brigadas voluntárias, com treino na luta da Tchéchénia ao lado dos guerrilheiros.

 

Mas a força política mais importante entre os radicais nacionalistas é, de longe, a União Pan-Ucrâniana "Liberdade", conhecida apenas por Svoboda ("Liberdade"). A Svoboda é assumidamente neonazi e foi fundada em 1991, com o sugestivo nome de Partido Social-Nacional da Ucrânia. Quem não chegue lá pelo nome pode sempre ver o seu símbolo  e ficar esclarecido. Na mesma altura em que várias organizações de extrema-direita do leste europeu fizeram o devido lifting, para estarem em condições de ser apoiadas ou pelo menos toleradas por algumas potências ocidentais, o PSNU foi transformado em Svoboda pelo seu líder Oleh Tyahnybok.

 

O Svoboda é considerado pela Centro Simon Wiesenthal o quinto partido mais antissemita do mundo. É abertamente xenófobo, defendendo a segregação de judeus e polacos. Também é, claro está, homofóbico. O seu deputado Igor Miroshnichenko, assumido admirador de Röhm, Strasser e Goebbels, declarou que "a homossexualidade será banida deste país, pois é uma doença que ajuda à difusão da SIDA". Este mesmo deputado descreveu, na sua página de Facebook, a atriz Mila Kunis (ucraniana de origem, com pai russo e mãe judia) como uma "zhydovka", termo insultuoso para referir mulheres judias. O Svoboda defende não apenas a ilegalização do aborto, mas a criminalização da sua defesa pública. Defende também a ilegalização de qualquer partido comunista, o direito universal a andar armado, o regresso da Ucrânia ao nuclear e o tal "democracia espartana". A tudo isto junta as adesões à União Europeia e à NATO, consideradas absolutamente condizentes com o seu posicionamento político. O que diz qualquer coisa sobre a imagem de exigência democrática que a União Europeia está a passar para fora.

 

(…)

 

Para tentar ganhar votos à muito pouco recomendável mas agora transformada eheroína do Ocidente Yulia Tymoshenko, o não mais recomendável Vicktor Yushenko chegou a dar o título de herói da Ucrânia a Bandera, retirando-o depois de indignados protestos das organizações judaicas internacionais. A mesma União Europeia que agora abraça os pupilos de Bandera condenou, na altura, Yushenko por esta homenagem.

 

(…)

 

Na "heróica" Lviv, onde começou a revolta contra o governo e de onde é o seu líder, os neonazis tiveram mais de 50% dos votos.

 

(…)

 

Depois dos protestos estes grupos quase sem paralelo na Europa Ocidental foram postos à margem? Pelo contrário. O Svoboda tem um dos vice-primeiro-ministros, Oleksandr Sych. O seu cavalo de batalha foi a ilegalização do aborto, mesmo em caso de violação. Quando esta sua posição foi contestada, defendeu que as mulheres "devem ter um tipo de vida que evite o risco de violação, incluindo não beberem álcool e não andarem com companhias pouco recomendáveis". Tem ainda o secretário do Conselho Nacional de Segurança e Defesa, os ministros do Ambiente e da Agricultura e o Procurador Geral da Ucrânia. Isto para além do ministro da Defesa, o almirante Igor Tenjukh, que não sendo militante tem apoiado o partido nas suas iniciativas públicas. Já o Pravyi Sektor  tem o seu sinistro líder, Dmytro Yarosh, como vice-secretário do Conselho Nacional de Segurança e Defesa. E o Una-Unso tem o ministro da Juventude e Desporto e a presidente da Comissão de Anticorrupção Nacional. Ou seja: três partidos à direita do PNR e da Aurora Dourada dirigem, num governo que ninguém elegeu, a Defesa, o combate à corrupção e a Procuradoria Geral. 

 

(…)

 

Perante o crescente poder dos nazis no aparelho de Estado ucraniano, a minoria russa tem boas razões para pensar que não terá lugar nesta nova Ucrânia. Quanto a mim, não sei se me agrada que a Ucrânia do senhor Tyahnybok e do seu Svoboda tenha lugar na União Europeia. Para pior já basta assim.

 

Não preciso de dizer mais nada pois não? Apenas gostaria de perguntar à Sra. Hillary Clinton se da próxima vez quer pensar quatro vezes antes de dizer asneiras em público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:38


Falemos então da Crimeia

por Pedro Silva, em 07.03.14

Muito se tem escrito e dito sobre a crise da Crimeia. E este muito é sempre tendencioso, nada objectivo e ridiculamente subjectivo. Lá com isto fala-se de tudo menos da verdadeira questão: Porquê raio a Rússia e a União Europeia/USA desejam tanto uma “coisa tão pequena” como a Crimeia?

 

A resposta é simples. Bem mais simples que o “simplex” de Paulo Portas que parece nunca mais ver a luz do dia- Tudo o que se está passar em torno daquela região do Mar Negro em nada tem a ver com a Ucrânia e o seu Povo e muito menos a preocupação se centra no seu direito de definir o seu futuro. Nada disso. Não senhor.

 

O que está acontecer é simplesmente um jogo cruel de sobrevivência. A Rússia e a Paz no Mundo falecem se o Ocidente conseguir conquistar para si tão importante zona do Planeta.

 

E não é nada de complicado perceber o porque de tão negra conclusão. É sabido que há décadas que o Ocidente (entenda-se aqui Europa/ UE) tenta construir um oleoduto/gasoduto que quebre de vez a sua dependência do petróleo e gás Eslavo. E é também sabido que os Norte-americanos querem ter na sua posse o maior n.º possível (senão todos) de poços de petróleo e de gás. Não é por mero acaso que o Reino Unido pretende que a Turquia (e os seus poços de petróleo e gás) ingresse na UE à força toda

 

Esta tal construção que aqui falei tem sido travada pela Rússia e pelo Irão alegando questões ambientais. E tal tem sucedido porque a Federação Russa é a potência dominante no Mar Negro.

 

Agora imaginemos que a Crimeia cai nas mãos do Ocidente. Não preciso de dizer qual o resultado de tamanha catástrofe pois não? E Deus nos livre de os Russos serem alguma vez encostados à parede …

 

Só não percebo como é que os “palermoídes” que estão em Bruxelas e em Washington não conseguem perceber que rastilho estão a acender.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49


Tanta hipocrisia

por Pedro Silva, em 03.03.14

 

Isto de tomar partido por um dos lados tem que se lhe diga. Vejamos este artigo do jornal SOL que esteve em destaque no portal do SAPO.

 

Pelo menos 13 carros militares, cada um com cerca de 30 soldados lá dentro, apareceram naquele posto. Os veículos, que têm matrícula russa, rodearam o local e estão a bloquear a entrada e a saída das tropas ucranianas.

 

Pelas imagens que eu tenho visto os gajos tem aparecido com uniformes sem divisas, sem bandeira, armados até aos dentes e de cara tapada. Será que os Russos são assim tão estúpidos que disfarçam tudo menos a matrícula dos carros miltares?

 

Os comentários de Yatsenyuk surgiram após ter sido notificada a movimentação de tropas russas em direcção a Simferopol, capital da região da Crimeia, um dia depois de os russos terem ocupado aquela região estratégica do Mar Negro sem terem disparado um único tiro.

 

Isto é tudo sinal de que o novo (des)Governo da Ucrânia controla o País.

 

“Não há razão para a Rússia invadir a Ucrânia”, afirmou Yatsenyuk em Kiev. Até agora, o novo Governo ucraniano não reagiu ao avanço das tropas de Putin.

 

Claro que não pá! Então até que ias entregar a Crimeia aos teus grandiosos amigos da União Europeia e dos Estados Unidos da América que te ajudaram a chegar ao poleiro. Se depois os Russos iam andar à turra e à massa com as tropas da NATO por causa do petróleo era lá com eles.

 

Vários países do Ocidente têm mostrado o seu desagrado perante a estratégia do presidente russo. No entanto, este continua a avançar por terras ucranianas, em particular na zona da Crimeia, onde a Rússia tem a sua base naval do Mar Negro.

 

Pois, pois. A golpada não deu certo. Logo agora que se ia arranjar Petróleo a torto e a direito e estes malandros da Rússia não nos deixam. São uns sacanas sem lei este Eslavos!

 

Segundo a AP, o presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, terá telefonado a Vladimir Putin no sábado passado. A conversa durou cerca de 90 minutos e Obama mostrou “preocupação” para com a clara violação, perpetrada pela Rússia, “da integridade territorial e dos direitos de soberania da Ucrânia”, comunicou a Casa Branca.

 

Mas quando foi para entrar pelo Iraque adentro sem o apoio da Comunidade Internacional não houve preocupação alguma com a clara violação da integridade territorial e dos direitos de soberania do Iraque.

 

O presidentes dos EUA terá avisado Putin que se a Rússia continuar “a violar os direitos internacionais, o país ficará isolado política e economicamente isolado”.

 

OS Russos nem dormem só de pensar nisto. Isolados já eles estão há muito. Já o Mundo não pode viver sem a Rússia até porque esta tem assento vitalício no Conselho de Segurança da ONU.

 

Recorde-se que a Ucrânia não é membro da NATO, o que significa que os Estados Unidos e a Europa não têm qualquer obrigação, em termos de defesa colectiva, para com aquele país.

 

Então porquê carga de água o Secretário-geral da NATO veio a público mandar uma série de postas de pescada sobre o assunto? Foi para ficar bem na fotografia e ganhar uns almoços grátis?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


Bora lá para a Follow Friday

por Pedro Silva, em 28.02.14

Vamos lá então tentar terminar a semana da melhor maneira possível não obstante o Computador do escritório ter apanhado um vírus que só visto.

 

E não, o “velhinho” não andou com más companhias nem se meteu onde não devia. Teve somente pouca sorte e lá com isto obrigou-me a “fechar a loja” e a não consegui visitar a malta com quem costumo trocar comentários.

 

Passemos então a uma das coisas boas da Sexta-feira, a Follow Friday do Blogs do SAPO.

 

É sempre um desafio interessante dar a conhecer os Blogs que sigo. Posso às vezes não os comentar mas não deixo de os ler. Apenas lamento que não sejam actualizados mais vezes, mas entendo que haja coisas bem mais importantes para se fazer e o momento não dá para grandes folgas por obra e graça do Governo de “chulos” que a maioria quis colocar à frente dos destinos do País.

 

Ora portanto eis que desta vez destaco o Blog Chatos do Demócrito.

 

Trata-se de um Blog crítico, político e de esquerda, mas cuja leitura e acompanhamento se torna extremamente interessante e agradável pelo facto de o seu autor (Hélder Salgueiro) ser um Mestre sagaz na utilização da ironia.

 

Se puderem sigam também os seus posts no twitter dado que são de uma riqueza intelectual sem precedentes.

 

P.S.: Entretanto na Ucrânia as coisas andam como o previsto. A Rússia faz o que quer, os USA mandam uma farpa ou outra mas não vão mais longe que isto porque tem “pés de barro” e a União Europeia remeteu-se ao silêncio dado que já fez estragos que chegue… O FMI já foi convidado a entrar em Kiev e como tal não me admira que daqui por um ano ou dois a Praça da Independência venha a ver outro banho de sangue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:13


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D