Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Aguenta-te, Canalha!

por Pedro Silva, em 19.10.14

41f917efb2a7493dd81fefde6ca4e2fa.jpg

Western (1971) - Giù la testa

Realizador: Sergio Leone 

Elenco: Rod Steiger, James Coburn, Romolo Valli, Maria Monti

 

Sinopse: James Coburn é John Mallory, um fanático da dinamite e um activista revolucionário irlandês, que foi para o México para praticar com explosivos. Juntos, os dois invadem uma prisão para libertarem os presos políticos, defender os seus compatriotas de um oficial sádico e de uma milícia armada até aos dentes, arriscando as vidas num comboio cheio de explosivos.

 

Critica: Confesso que me custa imenso criticar Sergio Leone. O Italiano é um dos poucos realizadores de que gosto bastante. Os seus filmes costumam ser um mimo para qualquer amante de cinema e mais ricos se tornam quando sabemos que estamos a falar de filmes de baixo custo. Isto de criar Westerns em solo Europeu é algo que poucos conseguem fazer com algum sucesso e brilhantismo.

 

Contudo o Aguenta-te, Canalha! foi, para mim, uma desilusão. Não pela história que está muito boa, original e cativante. Não pelo estilo que se aproxima muito do de Tarantino apesar de não ter os habituais banhos de sangue. Mas sim pelo Elenco uma vez que os Actores que contracenaram nesta produção de Leone não estiveram mal, mas sim péssimos!

 

Não é preciso ser-se um expert nisto do cinema para se perceber que com Actores maus, o filme não pode ser outra coisa senão mau. Foi aqui que Leone pecou em força e “matou” uma produção sua que tinha tudo para ser muito boa.

 

Pessoalmente, coloco esta obra entre os piores, senão o pior, dos trabalhos de Sergio Leone.

 

Concluindo; estamos perante um filme engraçado mas muito mal trabalhado. Com muita pena minha não o recomendo, mas com toda a certeza haverá quem o queira ver e, quem sabe, fique satisfeito com o que viu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45


O Meu Nome é Ninguém

por Pedro Silva, em 19.04.14

Comédia, Western (1973) - Il mio nome è Nessuno

Realizador: Tonino Valerii, Sergio Leone 

Elenco: Terence Hill, Henry Fonda, Jean Martin, R.G. Armstrong

 

Sinopse: Novo México 1898, o legendário cowboy Jack Beauregard (Henry Fonda) decidiu deixar ficar o Oeste americano para viver pacificamente na Europa. Embora Beauregard considerado como o pistoleiro mais rápido que existe sente que a sua carreira chegou ao fim e que já fez a sua parte tendo disparado contra muitos criminosos, Nobody não vê as coisas da mesma forma e tenta convencê-lo que ainda tem muito para fazer em nome da justiça. Tenta convencer Jack que necessita da sua ajuda para lutar contra um perigoso grupo de foras da lei. Depois de muita persuasão Beauregard começa a mudar a sua opinião e apenas Nobody saberá como Jack vai sair vencedor.

 

Critica: Fazem falta filmes desta categoria. Pelo menos para que o gosto dos admiradores dos Westerns possam ser satisfeitos dado que hoje em dia parece que Realizador algum consiga fazer um filme deste género sem meter água por todos os lados. A execpção será Django Libertado, mas este filme teve um Génio como Realizador e não se pode apelidar de Western no verdadeiro sentido do termo na minha modesta opinião.

 

O Meu Nome é Ninguém não tem o mesmo brilho que O Bom, O Mau e o Vilão mas é um filme de excelência que se aproxima um pouco da saga Trinitá que é também um filme que considero dos melhores.

 

Os efeitos especiais neste filme serão um pouco avançados para a época em que este foi produzido não obstante hoje em dia podermos apelidar tal de obsoleto, mas este é um pequeno pormenor que não retira de forma alguma interesse e qualidade ao O Meu Nome é Ninguém.

 

É portanto um filme que recomendo vivamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Janeiro 2021

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Publicidade


Futebol Clube do Porto

<<

Dios falleció (RIP 25/11/2020)

<<


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D