Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quem quer respeito guarda-o

por Pedro Silva, em 24.04.15

Já aqui o disse e como tal não é novidade nenhuma para quem costuma ler o que aqui vou escrevendo, mas vou aqui voltar a dizer que durante a semana faço o percurso casa/trabalho/casa de bicicleta. Há quase um ano e meio que ando nisto e confesso que me tem feito muito bem á saúde e ao espirito.

 

Quando faço o dito percurso faço-o na estrada. E para o fazer em segurança tendo sempre seguir o Código da Estrada respeitado os sinais de trânsito e todos os comportamentos que são exigidos por este. Certa vez li algures que é aconselhável o Ciclista ter algum conhecimento do Código da Estrada para sua segurança e dos outros e aproveito para fazer a mesma recomendação.

 

Contudo eu deveria antes falar aqui em obrigação e não recomendação dado o comportamento errático da maioria dos Ciclistas que vou vendo por esta estrada fora. Se o sinal está vermelho, passam na mesma. Se há alguém a atravessar na passadeira, passam e só não atropelam o peão porque não calha. Mudam de direcção e não sinalizam como se o condutor/peão tivesse a obrigação de adivinhar o que vai o ciclista fazer. De noite andam na estrada sem uma única luz. O cúmulo dos cúmulos é do se ir a pedalar e a falar ao telemóvel ao mesmo tempo…

 

Meus caros amigos e amigas Ciclistas, se querem que a Bicicleta seja respeitada por todos e vista por todos como uma real alternativa aos meios de transporte tradicionais então façam o excelso favor de respeitar para sermos TODOS respeitados.

 

Antes de se fazerem à estrada em cima de uma Bicicleta leiam o Código da Estrada, tirem as vossas dúvidas e façam o impossível para que a segurança seja uma realidade para todos os que tem de se fazer á estrada para ir trabalhar (e não só).

 

Só assim poderemos impor o nosso direito de circular em pé de igualdade nas nossas estadas. Até porque diz o Povo que “quem quer respeito guarda-o”.

_12523167_5fe80168.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14

Depois de ter aqui feito notar qual a indumentária que acho que um Ciclista Urbano consciente deve utilizar para poder circular na Via Pública em Segurança e dentro da Lei, eis que agora venho falar de duas pedras chave para uma pedalada segura na Cidade. Falo, obviamente, da Paciência e da Boa Educação.

ciclistas.jpg

E porque tem um Ciclista de ter paciência na estrada? A resposta é simples: Portugal. Estamos em Portugal, País onde a “esperteza saloia” tem lugar cativo.

 

Quem não anda na rua da sua cidade e se confronta com um individuo que não sinaliza quando vira para a direita/esquerda? Quem não já não teve que "travar em cima do acontecimento" porque o automóvel que seguia atrás de repente ultrapassa para logo de imediato parar sem dar sinal algum do que o vai fazer? E pior que tudo, quem não tem que infringir o Código da Estrada porque o beltrano/fulana foi ao “cafezinho” e deixou o “popó” estacionado no meio da rua ou em cima do passeio? E quem já não teve de se desviar do chico esperto que mesmo estando mal parado resolve abrir a porta do seu carro toda para trás como se porventura fosse um elefante a entrar na viatura (já agora, este é o maior perigo para quem pedala na estrada)?

 

E é aqui que entra também a Boa Educação. Uma vez que não vale a pena discutir com esta gente, e muito menos descer ao seu nível, tentemos, nós Ciclistas, cumprir com as Regras de Trânsito sinalizando sempre a nossa presença, mudança de sentido/via e agradecendo sempre quando um condutor de um veículo automóvel nos cede a passagem. Assim como será de bom-tom que, quando surgir oportunidade e segurança para tal, que o Ciclista encoste o mais possível à berma para deixar passar os carros que seguem atrás.

 

Convêm recordar que por muito bom que um Ciclista seja este nunca conseguirá de modo algum andar ao mesmo ritmo de um carro, pelo que nunca será de mais ser-se paciente e educado com os outros para que estes olhem para nós como mais um que vai na estrada e não como um empecilho que lhe está a atrasar o dia.

 

Boas pedaladas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35

Foram levadas a cabo algumas alterações ao Código da Estrada no que ás Bicicletas diz respeito. Vou destacar as mais relevantes:

 

- Acabou a discriminação dos velocípedes na regra geral da cedência de passagem: tem prioridade quem se apresenta pela direita num cruzamento não sinalizado, seja um veículo a motor ou um velocípede;

 

- Fim da obrigatoriedade de circular o mais à direita possível. Pode reservar uma distância de segurança face à berma;

 

- Obriga o condutor a assegurar uma distância mínima lateral de 1,5 m relativamente ao ciclista e a abrandar a velocidade durante a sua ultrapassagem;

 

- Elimina a obrigatoriedade de os velocípedes circularem nas ciclovias, permitindo ao utilizador da bicicleta optar por circular juntamente com o restante trânsito, quando não considere a alternativa em ciclovia vantajosa em termos de segurança, conforto ou competitividade;

 

- Introduz a permissão de dois velocípedes circularem lado a lado numa via, excepto em vias com reduzida visibilidade ou sempre que exista intensidade de trânsito ou cause perigo ou embaraço ao trânsito;

 

- Permite a circulação de velocípedes em corredores BUS, quando tal for autorizado pelas câmaras municipais;

 

- Equipara as passagens para velocípedes às passagens para peões, tendo agora os condutores dos outros veículos que ceder passagem aos condutores de velocípedes, nos atravessamentos em ciclovia;

 

- Prevê e permite o transporte de passageiros em atrelados com crianças e isto em qualquer via;

 

- Permite (não obriga) a circulação no passeio por condutores de velocípedes até aos 10 anos de idade.

 

Neste site encontrarão todas as informações úteis relativamente à circulação das bicicletas. Até uma próxima e boas pedaladas!

P1030599.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Andar de Bicicleta significa circular a uma velocidade maior do que a pé. Não é exagero nenhum dizer que o Ciclista consegue alcançar os 30Km de velocidade. Para além disto a Bicicleta deve circular preferencialmente pela estrada, pelo que é muito importante que o façamos de uma forma segura para que não coloquemos em risco a nossa integridade física e a dos outros que estão à nossa volta.

Como tal existem itens fundamentais para que um Ciclista Urbano circule em total segurança na Cidade. São eles: Capacete, Colete Reflector/Iluminação e Luvas.

capacete 3.jpg

Capacete: Acima de tudo exige-se ao Ciclista que leve sempre a cabo uma condução segura, mas recomendo em absoluto o uso de Capacete. Especialmente para quem está a começar a dar as suas primeiras pedaladas na Cidade. Obviamente que um Capacete diminui a possibilidade de termos um traumatismo craniano em caso de acidente, mas tenhamos em atenção que o dito não nos protege dos carros. Acima de tudo deve-se pedalar sempre, mas sempre, com atenção. Aconselho a que não olhem a preços na compra de um Capacete. Mais vale gastar 30€ em que algo que nos proteja confortavelmente do que em algo muito bonito mas que não nos ofereça garantias algumas de protecção.

colete reflector.jpg

Colete Reflector/Iluminação: Sempre que circule com a Bicicleta à noite ou em condições metereológicas ou ambientais de fraca visibilidade a bicicleta tem que ter reflectores e luzes em funcionamento. Para além disto a bicicleta tem que estar equipada com:

kit-farol-led-branco-para-bicicleta-luz-traseira-v

1 Luz branca de presença, colocada na zona frontal e central da bicicleta, a uma altura do solo entre 350 e 1500 mm, e orientada para a frente. Deve ter um feixe luminoso contínuo tal que a luz seja visível de noite e por tempo claro a uma distância mínima de 100m;

1 Luz vermelha de presença, colocada à retaguarda e no centro da bicicleta orientada para trás. Deve ter um feixe luminoso contínuo ou intermitente tal que a luz seja visível de noite e por tempo claro a uma distância mínima de 100m e;

Reflectores nas rodas, orientados para fora.

Estes equipamentos não são caros (o Colete não custará mais do que 5€ e as Luzes 10€ cada uma). Para além de que a sua utilização facilita muito a circulação de Bicicleta à noite.

musckit_leather-and-lycra-mountain-bike-gloves--cl

Luvas: Não são imprescindíveis, mas convém usa-las, por dois motivos. O primeiro é que a pele pode ficar irritada pelo apoio contínuo no guiador; o outro é que, se o Ciclista cair, tentará amparar a queda com a mão, esfolando desta forma as palmas das mãos se estiver sem luvas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D