Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ghost in the Shell – Agente do Futuro

por Pedro Silva, em 12.05.17

bcb629c7-7156-4e85-bfcc-af77d22d31ca 

AcçãoDramaCrime - (2017) "Ghost in the Shell"

Realizador: Rupert Sanders

Elenco: Scarlett Johansson, Pilou Asbæk, Takeshi Kitano

 

Sinopse: Major, uma agente de operações especiais, híbrida de humano e ciborgue, lidera a equipa de elite Section 9. Decidida a parar os mais perigosos criminosos e extremistas, a Section 9 depara-se com um inimigo cujo único objetivo é eliminar os avanços tecnológicos da Hanka Robotic.

 

Critica: Quentin Tarantino com o seu famoso Kill Bill foi, até á data, o único realizador que conseguiu transferir com enorme sucesso a arte do anime para a sétima arte. Mais ninguém conseguiu fazer tal com o mesmo sucesso que Tarantino. Rupert Sanders tenta fazer o mesmo com este seu Ghost in the Shell – Agente do Futuro mas galha. E falha muito por causa de um elemento fundamental em qualquer filme: argumento.

 

Não se depreenda, desde logo, que o argumento deste filme está mau. Pelo contrário! O dito até que é interessante, mas não é nada fácil fazer uma transição perfeita do estilo anime para um filme com pessoas de carne e osso sem se fazer asneiras que acabem por “matar” algum do interesse pelo mesmo. È o que acontece com este argumento de Ghost in the Shell – Agente do Futuro. Interessante sem sombra de dúvida. Emotivo e cativante. Mas este é também demasiado confuso por ser extremamente avançado no tempo. Tal acaba por retirar muito do interesse que poderia despertar em quem assiste ao filme. Um argumento mais realista e não tão “pesado” teria sido uma boa má opção Rupert Sanders.

 

No elenco o destaque natural vai para o desempenho de Scarlett Johansson que encarna na perfeição a sua difícil – mas não original – personagem. É extremamente difícil encontrar uma má prestação da parte da actriz Norte-americana no mundo da sétima arte. O problema é que os seus colegas de trabalho ficaram muito (mesmo muito) atrás.  Tendo em consideração que Ghost in the Shell – Agente do Futuro acaba por ser muito mais do que tiros, mortes e pancadaria, exigia-se então que o elenco fosse algo mais do que lutadores de wrestling ou japoneses de uma máfia mal-amanhada do mundo dos yakuza. Coincidência ou não, Ghost in the Shell – Agente do Futuro melhora muito a partir do momento em que Scarlett Johansson trabalha – praticamente – sozinha.

 

Os cenários são, a meu ver, o parente mais pobre deste filme. Bem sei que se trata de uma espécie de anime, mas futurismo a mais confunde. Confunde e retira muito do interesse que o filme poderia ter. Para além disto estão um tudo ou nada mal filmados e trabalhados a nível de efeitos especiais. Nem a excelente banda sonora consegue “salvar” a asneirada que Rupert Sanders levou a cabo nos cenários.

 

Concluindo; Ghost in the Shell – Agente do Futuro está longe de ser brilhante mas tem a minha recomendação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:40


Capitão América: Guerra Civil

por Pedro Silva, em 12.06.16

363874.jpg 

AçcãoAventuraFicção Científica - (2016) "Captain America: Civil War"

Realizador:  Anthony Russo, Joe Russo

Elenco: Chris Evans, Robert Downey Jr., Scarlett Johansson

 

Sinopse: Devido a uma série de missões que originaram danos colaterais considerados evitáveis, o Governo norte-americano decide que a equipa de Vingadores precisa de supervisão adequada. É então criado um sistema de registo dos super-heróis, cujo trabalho terá de ser sempre controlado por um membro governamental autorizado. A partir de agora apenas poderão agir se forem formalmente solicitados. Esta nova posição vai gerar conflitos internos na equipa, cujas opiniões se dividem. De um lado está o Capitão América, que se rebela por considerar a liberdade dos Vingadores essencial para o perfeito funcionamento das suas missões; do outro está o Homem de Ferro que, contra todas as expectativas, aprova a decisão. Entre eles surge uma tensão difícil de controlar que porá em causa não apenas a amizade e união de todos, mas também a segurança da Humanidade.

 

Critica: Curto e grosso: Uma porcaria! Previsível, confuso e extremamente aborrecido. É o que me apraz dizer – de uma forma sucinta – sobre esta produção dos Realizadores Anthony Russo, Joe Russo: Após dois filmes interessantes Capitão América entra na era do disparates profundo como se para se produzir um bom filme de super -heróis fosse suficiente um cocktail destes.

 

Confesso que tentei descortinar o argumento deste “filme”. Confesso que tentei, tentei e tentei mas não tive sorte nenhuma. A determinada altura já me era tremendamente difícil seguir o enredo dado que era cada vez mais complicado perceber o que se passava. Para mais isto de ter actores e actrizes diferentes a desempenhar papéis de personagens que em filmes anteriores nos foram apresentadas de uma forma completamente diferente em nada ajudou nesta minha tremenda aventura de tentar encontrar o argumento deste Capitão América: Guerra Civil. Fraquinho… Extremamente fraquinho no que a este importante aspecto diz respeito.

 

Relativamente ai elenco… Se o argumento é uma desgraça não esperemos que o seu elenco seja muito melhor. Não existe actor ou actriz que tenha o condão de fazer o seu melhor quando se lhe é exigida a interpretação de uma cosia perfeitamente ridícula como é o “argumento” desta “produção cinematográfica” (com “” para não faltar ao respeito ao conceito).

 

Quanto aos cenários, banda sonora e efeitos especiais aviso desde já para que não fiquem muito esperançados. Péssimo. Não há aspecto algum que se aproveite. Efeitos especiais de amador. Cenários onde é notória a existência de cartão e cartolina… E a banda sonora parece ter metido baixa até ao fim do filme. Uma miséria.

 

Em suma; Capitão América: Guerra Civil está mal pensado, mal executado e muito mal (muito mal mesmo) produzido. Não tem a minha recomendação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:58


Lucy

por Pedro Silva, em 04.01.15

ly.png 

Acção, Ficção Científica (2014) - "Lucy"

Realizador: Luc Besson

Elenco: Scarlett Johansson, Morgan Freeman, Min-sik Choi, Amr Waked

 

Sinopse: Scarlett Johansson dá vida a Lucy, uma jovem que é recrutada por mafiosos orientais para transportar drogas no próprio estômago. Depois do seu corpo absorver a substância, Lucy passa a usar a capacidade total do seu cérebro, transformando-se numa super-mulher, capaz de adquirir conhecimento instantaneamente, mover objectos com a mente e incapaz de sentir dor.

 

Critica: Fraco. Esta produção de Luc Besson peca por duas razões: rapidez e falta de conteúdo.

 

Trata-se de um filme onde tudo se desenrola a uma velocidade estonteante. Bem sei que o factor velocidade é o pilar da história de Lucy, mas quando o Realizador leva isto ao extremo acaba por aborrecer porque ficamos sem perceber o que se passa, como se passa e porque razão a acção se desenrola desta e daquela forma.

 

Evidentemente que esta pressa toda de Besson redunda num vazio. Diálogos cingem-se ao mínimo necessário e os que existem tem de meter a fabulosa Scarlett Johansson “ao barulho” senão passam por banais. O resto é tiros, violência, teorias tresloucadas, perseguições e vingança. Tudo isto a uma velocidade sem precedentes.

 

Lucy vale essencialmente pelos efeitos especiais, Scarlett Johansson e pouco mais.

 

Sinceramente, filme que precisa de uma Actriz de qualidade para que não tiremos os olhos do ecrã não pode ser recomendado por ninguém. O meu caso não será, obviamente, execpção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35


Capitão América: O Soldado do Inverno

por Pedro Silva, em 06.08.14

Ficção Científica, Aventura (2014) - Captain America: The Winter Soldier

Realizador: Anthony Russo, Joe Russo 

Elenco: Chris Evans, Samuel L. Jackson, Scarlett Johansson, Robert Redford

 

Sinopse: Depois dos acontecimentos cataclísmicos em Nova Iorque com Os Vingadores, Steve Rogers, também conhecido como Capitão América, vive tranquilamente em Washington, D.C. e tentar-se ajustar ao mundo moderno. Mas quando um colega da S.H.I.E.L.D. está sob ataque, Steve vê-se envolvido numa teia de intrigas que ameaçam colocar o mundo em risco. Unindo forças com a Viúva Negra, o Capitão América luta para desmascarar a conspiração cada vez maior ao mesmo tempo que combate assassinos profissionais enviados para o silenciar a cada passo. Quando toda a trama dos vilões é revelada, o Capitão América e a Viúva Negra recorrem à ajuda de um novo aliado, o Falcão. No entanto, depressa se deparam contra um inimigo inesperado e formidável - o Soldado do Inverno.

 

Critica: Ora cá está um bom exemplo de como se faz um filme com uma personagem da Marvel sem se inventar.

 

Trata-se de um filme normal para o género. Não tem nada a mais nem a menos e para quem gostar do género está aí uma oportunidade de se dar pro bem entregue o seu tempo. Não há nada de infantil no filme, temos acção q.b. e sou da opinião que os Actores foram bem escolhidos e trabalhados.

 

Uma palavra de enorme apreço para a Actriz Scarlett Johansson que fez um “papelaço” neste filme. Um bem-haja a Actrizes com esta qualidade, brio, beleza e profissionalismo que fazem com que cada vez sejamos mais apaixonados pelo Cinema.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:34


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Futebol Clube do Porto


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D