Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Perdeu-se o Troféu mas ganhou-se um futuro

por Pedro Silva, em 30.06.15

Não segui a partida no seu todo, Apenas pide sentar-me a ver com “olhos de ver” este Portugal x Suécia aos 20 minutos da segunda parte desta partida, pelo que não estou completamente á vontade para poder opinar sobre o dito, contudo tenho uma enorme certeza: hoje perdeu-se um Trofeu, mas ganhou-se um futuro.

 

Bem sei que parece o habitual “discurso de coitadinhos” que nós Portugueses temos muito a mania de utilizar quando a coisa não nos corre como queremos, mas há que ver as coisas como elas são e esta Selecção de Sub. 21 mostrou a todos que Portugal tem um futuro brilhante pela frente. Portugal não sofreu uma única derrota no apuramento e até ao fim, da prova. Se não me engano este é um feito que ainda ninguém ousou alcançar.

 

Naturalmente que agora haverá quem diga que Rui Jorge arriscou em demasia ao ter apostado nas Grandes Penalidades quando Portugal tinha ainda possibilidade de vencer a partida durante os 90m (a saída de Sérgio Oliveira deu a entender tal), assim como haverá quem se “atire” a William Carvalho porque este não realizou um Europeu por aí além, mas a verdade é que dizer tal sem estar no relvado e no momento das decisões é fácil… Muito temos a agradecer a Rui Jorge e sua equipa Técnica porque fizeram algo que há não muito tempo atrás era impensável.

 

Uma palavra especial para José Sá. Foi, sem sombra de dúvida, o melhor Guarda-redes do Torneio. Só é pena que quando o seu Marítimo defronta o SL Benfica este se lembre de perder toda a qualidade que mostrou neste EURO que se realizou aa República Checa.

 

Agora é olhar em frente. Espero que os Clubes Portugueses apostem mais nos seus jovens talentos (alô Futebol Clube do Porto!) em detrimento de Atletas estrangeiros de qualidade duvidosos e sem amor alguma à camisola. Espero sinceramente que esta geração não se perca pelos tortuosos e inexplicáveis caminhos do futebol.

 

Para o ano há mais. A vingança é um prato que se deve servir frio. A jogar assim de certeza que Portugal trará as suas primeiras medalhas de ouro no futebol. Haja Fé e, sobretudo, muita paciência.

imgS620I157417T20150630224501.jpg 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:22


Isto de “entroikar” os “Troikanos”

por Pedro Silva, em 27.06.15

11701050_855643821152024_5523307426950127126_n.png 

Efectivamente isto de “entroikar” os “Troikanos” tem muito que se lhe diga e não é para qualquer um. Basicamente foi isto que a nossa Selecção de Sub.21 fez ante uma Alemanha que se achava a dona do universo. Os Germânicos levaram aquilo a que popularmente se chama de “banhada” e da próxima vez irão pensar cinco vezes antes de armarem em “raça superior”.

 

Quanto ao jogo em si, que é o que realmente importa, tiro o meu chapéu a todo o trabalho que tem sido levado a cabo na Federação Portuguesa de Futebol no que às Selecções diz respeito. O nosso futebol de formação tem vindo a evoluir e os resultados começam a surgir.

 

Não foi fácil lidar com a pesada herança de Scolari, mas hoje temos os vários escalões da nossas Selecções a mostrar ao Mundo do futebol que Portugal tem capacidade para formar grandes equipas. A estrutura está lá, faltava era uma equipa Técnica que soubesse trabalhar em conjunto para que o sucesso que a equipa de Rui Jorge está a ter na República Checa seja uma realidade. Para mais Portugal Sub. 21 revela uma maturidade impressionante para a idade que tem, e isto é mais um sinal de que toda a estrutura federativa está a funcionar e que podemos olhar para o futuro com calma e confiança. Por tudo isto o meu muito obrigado Rui Jorge e restante staff federativo!

 

O outro factor que, a meu ver, foi fundamental para a criação desta equipa que derrota uma Alemanha pro cinco bolas a zero é a existência de Equipas B onde militam muitos dos Atletas que fazem parte desta equipa de Sub. 21 que está somente a um passo de um feito inédito do nosso futebol. Se as equipas B não fossem uma realidade de certeza que não teríamos um José Sá, Tobias Figueiredo, João Mário, Ricardo Pereira e muitos outros ao nível que todos conhecemos. Se os Jogadores que Rui Jorge coloca hoje em campo apresentam uma maturidade fora do normal muito se deve às tais equipas B que muita comichão faz a uma certa malta que tem vistas curtas.

 

Rui Jorge mostrou neste jogo, mais uma vez, que tem toda a razão ao apostar num 4x4x2 losango tendo como Plano B um 4x3x3. Os avançados móveis da frente de ataque Lusa “colocaram a cabeça em água” ais defesas Germânicos. È sempre bom saber que no banco desta nossa Selecção está um treinador que sabe o que faz e que não cede a pressões.

 

Para terminar gostaria de dizer que me é de todo impossível destacar um Jogador nesta goelada ante a poderosa Alemanha. Todos estiveram bem, mas Sérgio Oliveira fez mais um jogo delicioso. Espero sinceramente que o Futebol Clube do Porto saiba tirar todo o proveito deste grande Jogador.

 

Venha a Suécia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Missão cumprida

por Pedro Silva, em 24.06.15

imgS620I157088T20150624220122.jpg 

Primeiro que tudo diga-se que Portugal cumpriu a sua missão. O Apuramento para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro é uma realidade e é, também, mais uma tremenda bofetada de luva branca aos velhos do restelo que previram a desgraça nas Selecções de Esperanças Lusas.

 

Quanto ao jogo em si, quem o viu fica tentado a dar razão ao Italianos que dizem ter havido uma espécie de acordo entre Suecos e Portugueses dado que o empate qualificava ambas as equipas e colocava de fora a sempre candidata à vitória no EURO de Sub. 21 Itália (a Itália é o País com mais títulos nesta categoria).

 

É que tanto Portugal como a Suécia pareciam mesmo que estavam a jogar por favor. Mas não se deveu a uma qualquer co0mbinação entre ambas as Selecções. É que se alguém perdesse hoje de certeza que ficaria em muito mais lençóis e teria que tentar a sorte num play off de acesso aos Jogos Olímpicos. Ou seja; quem arriscasse um pouco mais corria o tremendo risco de sofrer golo e de ter de “fazer pela Vida”.

 

O jogo foi sempre equilibrado por opção até porque a Itália estava a fazer o seu papel e ia vencendo a Inglaterra por números expressivos.

 

O que desequilibrou a partida a favor dos Portugueses foi a entada de Iuri Medeiros (mais uma vez). O Açoriano formado no Sporting CP entrou em campo e rapidamente colocou a defesa Sueca em xeque tendo inclusive assistido Gonçalo Paciência que tinha entrado em campo pouco antes. E diga-se, desde já, que desta vez o filho de Domingos esteve bem no jogo, não tendo comprometido e até que aproveitou a ocasião para marcar um bonito golo, confirmando assim a minha tese de o Gonçalo é Jogador para ir entrando nos jogos com calma e não naqueles onde a necessidade de marcar golos “pesa sobre os ombros” dos avançados.

 

De resto não muito mais a dizer senão que se lamenta, e muito, a lesão de Tiago Ilori. Espero sinceramente que o Atleta consiga recuperar para a decisiva partida das meias-finais da prova que será ante a Alemanha (que ficou em segundo lugar do sue grupo, atrás da Dinamarca). Não que a dupla Paulo Oliveira/Tobias Figueiredo não ofereça a Rui Jorge a segurança defensiva que se exige a uma Selecção que está a disputar o título de Campeão, mas Tiago Ilori é de uma categoria á qual só Centrais como o Ricardo Carvalho podem pertencer e isto poderá fazer muito a diferença ante a Alemanha.

 

Venham os Germânicos dado que os Jogos já cá moram!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:39


Hoje não dá...

por Pedro Silva, em 20.06.15

calor-charge.jpg 

Lamento mas hoje está calor a mais para poder escrever seja sobre o que for... Amanhã compenso com um texto de opinião sobre a nossa Selecção de sub. 21 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Eis o “vazio”

por Pedro Silva, em 18.06.15

imgS620I156777T20150618212214.jpg 

Quando a Selecção Portuguesa terminou a sua participação no último Mundial de Futebol que se realizou no Brasil foram muitas as vozes que vieram a terreiro lançar o pânico e o medo generalizado porque Portugal não tinha futuro. Para esta malta o Mundial do Brasil era o inicio de uma tremenda travessia no deserto pois depois ad Selecção de Cristiano Ronaldo haverá o vazio.

 

Ora hoje vi este tal de “vazio” a derrotar uma das Selecções jovens mais fortes da Europa no Europeu de sub. 21 que se realiza na República Checa. Portugal bateu o pé aos Ingleses, demorou um pouco a impor o seu jogo e acabou por vencer e está neste momento á porta da qualificação para as meias finais da prova bastando-lhe para tal que não perca com a Itália no próximo Domingo. Para mais após ter visto o quanto este “vazio” joga acredito numa vitória ante os Transalpinos que entrarão em campo contra Portugal desfalcados dado que Stefano Sturaro foi expulso.

 

E não me venham com falinhas mansas porque a Inglaterra tem apostado muito e bem nos sues escalões de formação. Quase todos os Jogadores desta Inglaterra sub. 21 jogam em equipas Inglesas que costumam “lutar por um lugar uefeiro”. Para mais o Campeonato Inglês é somente um dos mais competitivos e equilibrados do Mundo! No Mundial do Brasil a equipa A dos Britânicos ficou naquele que veio a ser conhecido como o Grupo da Morte, não passou à fase seguinte da prova mas ficou bem patente a grande capacidade e qualidade futebolística de uma Inglaterra em clara renovação que é cada vez mais tecnicista

 

Quanto ao jogo em si, confesso que me agrada bastante perceber que Rui Jorge tem muito por onde escolher. Hoje vimos o Seleccionador ir ao banco, fazer as substituições que pretendia sem beliscar um milímetro que fosse da qualidade do jogo Luso. Isto numa Prova que se realiza no final da época e com jogos de 3 em 3 dias é algo de excelente e que, bem aproveitado, poderá colocar Portugal nos Jogos Olímpicos e, quem sabe, na final de um Europeu da categoria. Que eu me lembre foram raras as vezes em que tivemos uma Selecção com esta qualidade.

 

Em termos individuais destaco Bernardo Silva (enorme Jogador!), Paulo oliveira (um “patrão da defesa”), Tiago Ilori (o futuro Ricardo Carvalho), Raphaël Guerreiro, William Carvalho e José Sá (este só faz frangos quando joga contra o SL Benfica).

 

A ver vamos se esta nossa Selecção mantém o bom nível exibicional ante a Itália. Temos equipa e Treinador para isto, mas não há vitórias antecipadas assim como não existem derrotas ou empates antecipados.

 

Quanto ao tal de “vazio” pós Mundial, perguntem ao RuI Santos que ele deve saber por onde o dito cujo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D