Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The Hateful Eight

por Pedro Silva, em 03.01.16

The_Hateful_Eight.jpg

ComédiaDramaMistério (2015) – “The Hateful Eight”

Realizador: Quentin Tarantino

Elenco:  Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Kurt Russell

 

Sinopse: Inspirado nos clássicos do gênero Sete Homens e um Destino (1960) e Os Doze Condenados (1967), o faroeste traz a história de uma diligência contendo vários passageiros, que são impedidos de continuar viagem por causa de uma nevasca. Logo, eles são vítimas de um ataque de caçadores de recompensas e outros criminosos.

 

Critica: Na Vida existem duas coisas inevitabilidades. Uma é que da morte ninguém escapa e a outra é que um filme de Quentin Tarantino é sempre um filme de excelência. Este The Hateful Eight é somente a confirmação (como se fosse preciso) do que escrevi atrás.

 

Tarantino é um génio do cinema que Hollywood resolveu desprezar por inveja. Os “donos do cinema” preferem uma nova geração de Realizadores que nem um filma decente sabem realizar a dar valor a um veterano que quando se retirar do mundo do cinema irá deixar a> Sétima Arte órfã para todo o sempre.

 

The Hateful Eight regressa aos bons tempos de Tarantino. Um filme contado por episódios onde o interesse no sucedido vai subindo gradualmente até atingir o seu pico máximo no final da história que Quentin nos conta com uma destreza e mestria impressionante. Ver este The Hateful Eight é como ir a um Restaurante Michelin.

 

Em termos de argumento esta produção de Tarantino está simplesmente genial. Como já aqui disse, a história desenrola-se calmamente e nenhum pormenor fica de fora. Tudo é apresentado no seu devido tempo e local. Uma excelente forma esta de fazer cinema! A história é complexa mas muito, mesmo muito, interessante e a forma como termina é do melhor que já vi em cinema.

 

Qyuanto ao elenco tenho de dizer que é do melhor que já vi. Quentin Tarantino é conhecido por trabalhar com os melhores e por exigir destes somente o melhor e nada mais. O resultado é um punhado de interpretações que fazem corar quem já venceu a tal de “estatueta de ouro”. Em suma todo o elenco tem um desempenho simplesmente perfeito.

 

Por últimos os cenários e banda sonora. O primeiro é escasso mas o tipo de história que nos é contada não precisa de variar muito em termos de cenário dado que o argumento e elenco fazem o favor de o tornar apetecível e muito apropriado para as circunstâncias. Quanto à banda sonora, esta está simplesmente divinal (assim como tudo o resto neste The Hateful Eight do Mestre Tarantino).

 

Em suma, trata-se de um filme que recomendo vivamente a que vejam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Tarantino não te reformes pá!

por Pedro Silva, em 13.11.14

Quentin_Taratino.jpg 

Esta semana fui apanhado de surpresa com a notícia de que Quentin Tarantino planeia retirar-se do cinema depois de concretizar o seu décimo filme.

 

Notícia trágica. O mundo do cinema nunca mais vai ser o mesmo com a retirada deste Génio da Sétima Arte. Tarantino como actor não foi grande coisa, mas como realizador mostrou ser dono de um talento impressionante tendo realizado filmes que entraram para história. Quem não adora o Pulp Fiction? Jackie Brown? Sacanas sem Lei (o meu preferido)? Kill Bill 1 e 2?

 

Quentin Tarantino podia ser um mal-amado em Hollywood, mas ele foi o único cineasta que colocou a nu a palhaçada corrupta que são os Óscares e criou uma forma única de fazer cinema que ainda ninguém superou ou sequer ousou igualar.

 

A sua última produção, Django Libertado, trouxe-nos de volta as emoções dos Westerns. E há quanto tempo ninguém trazia até aos tempos modernos um Western em condições que se consiga assistir sem que se saiba o seu final mal se comece a ver o filme. Mais um dos grandes feitos de Tarantino que a Academia dos bacocos de LA resolveu desvalorizar.

 

Espero sinceramente que Tarantino reconsidere esta sua retirada do Mundo do Cinema. È verdade que este Mundo não o merece nem ao seu Génio, mas para os cinéfilos Quentin Tarantino é muito mais que um simples realizador. É um Deus do cinema que conseguiu colocar a indústria do cinema acima do lodo em que está a mergulhar aos poucos.

 

Se houver por aí alguém que duvide da qualidade de Tarantino, que veja o seu historial enquanto realizador e depois diga alguma coisa. E a dizer de certeza que será para partilhar esta minha mágoa pela sua reforma antecipada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:52


Jackie Brown

por Pedro Silva, em 12.07.14

Crime, Drama (1997) - Jackie Brown

Realizador: Quentin Tarantino 

Elenco: Pam Grier, Samuel L. Jackson, Robert Forster 

 

Sinopse: A comissária de bordo trafica dinheiro para os Estados Unidos, a mando de um vendedor de armas. Quando dois polícias oferecem um acordo para que ela entregue o bandido, a mulher decide dar a volta em todos os envolvidos, com um olho na liberdade e outro numa mala cheia de dinheiro.

 

Critica: Resolvi recordar mais um dos grandes clássicos de Tarantino. E descansem os mais sensíveis porque Jackie Brown é uma versão muito light do estilo deste grandioso Realizador. Por isto guardem lá as “facas longas” e os críticos da moral que se voltem a fechar no seu Mosteiro.

 

A pedra chave deste grande filme é o seu enredo. É extraordinário o trabalho do Génio e da grandiosa equipa de actores e de actrizes que trabalharam com ele neste filme. É impossível uma pessoa perder um minuto que seja da acção do filme porque a sua história prende a nossa atenção desde o primeiro minuto até ao último.

 

É realmente uma pena que Tarantino seja um mal-amado da Academia, mas é também verdade que lá pela Academia mora cada “peça” que só visto e como tal não é de estranhar que um Realizador capaz de criar obras extraordinárias como esta que aqui recomendo fique de fora porque o seu grandioso talento perturba a mesquinhez de muita gentinha dita intelectual.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:35


Sacanas Sem Lei

por Pedro Silva, em 01.07.14

Aventura, Drama (2009) - Inglourious Basterds

Realizador: Quentin Tarantino

Elenco: Brad Pitt, Diane Kruger, Eli Roth

 

Sinopse: No primeiro ano da ocupação de França pelos alemães, Shosanna Dreyfus testemunha a execução da sua família pela mão do Coronel Nazi Hans Landa. Shosanna escapa por pouco, fugindo para Paris onde falsifica uma nova identidade como proprietária e operadora de um cinema. Noutro local da Europa, o Tenente Aldo Raine organiza um grupo de judeus americanos, soldados, para executar investidas rápidas e chocantes de retribuição. Conhecidos pelos seus inimigos como "os sacanas", o bando de Raine une-se à actriz e agente infiltrada alemã Bridget von Hammersmark numa missão para destruir os lideres do Terceiro Reich. O destino de todos eles converge sob um letreiro de cinema, onde Shosanna está determinada em criar o seu próprio plano de vingança...

 

Critica: este filme consegue conjugar duas coisas que adoro: Quentin Tarantino e nazis a levar porrada de todas as formas e feitios.

 

História genial, Actores e Actrizes fantásticos, cenários espectaculares e pormenorizados e um génio como Realizador. Este filme tem tudo para ser uma obra-prima que deve ser vista por todos.

 

Tem naturalmente a minha recomendação e está no top 10 dos meus filmes de eleição!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D