Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Já não há equipas fáceis (mais uma vez)

por Pedro Silva, em 14.11.14

885678.jpg 

Nunca me canso de dizer o mesmo: não existem equipas fáceis. O tempo em que a Selecção Portuguesa “dava tareias” de 5, 6 ou 7 golos a equipas do Leste já lá vai.

 

Mas já lá vai há muito tempo! Hoje em dia é complicado, para não dizer complicadíssimo, enfrentar equipas como a Arménia que defende muito bem e tem no ataque um Atleta que marca a diferença. Não é por acaso que no Grupo da nossa Selecção os Arménios têm sofrido derrotas tangenciais.

 

Quanto ao jogo em si há que dizer algo de muito importante: os proscritos de Paulo Bento têm sido de uma utilidade impressionante. Ricardo Carvalho com 36 anos de idade traz uma segurança defensiva que há muito não se via, Tiago recupera bolas como ninguém fazendo uma dupla impressionante com João Moutinho no meio campo Luso e Ricardo Quaresma sempre que entra é para resolver. De fora deixo Bosingwa que teve uma exibição razoável e Danny que jogou muito pouco como é habitual.

 

Fernando Santos é um Seleccionador no verdadeiro sentido da palavra. Tem muita experiência e sabe o que quer e como quer. Os resultados têm sido magros, mas a verdade é que se nota que existe uma equipa unida e empenhada em dar sempre o seu melhor. E, mais importante que tudo, Fernando Santos não fecha a porta a nenhum Jogador seja ele trintão ou um puto de 20 anos como é o caso de Raphaël Guerreiro que joga no Lorient de França. Faz todo o sentido que assim seja pois a Selecção Nacional é mesmo isto; uma equipa onde jogam os melhores Jogadores Portugueses que estejam em melhor forma na altura da convocatória. Já fazia falta um Treinador assim na Equipa de Todos Nós.

 

Apesar de tudo Portugal continua a ter um problema crónico: Ponta de lança. Hélder Postiga é mais defesa da equipa adversária do que ponta de lança da nossa Selecção. Hugo Almeida é um tosco e Éder um azelha que não consegue marcar um único golo com a camisola da equipa das Quinas. É um facto que Portugal conta nas suas fileiras com o Melhor Jogador do Mundo que bate recordes atrás de recordes, mas não deixa de ser uma equipa incompleta que enquanto não tiver boas opções em todos os sectores do campo não deixará de ser uma boa equipa.

 

Após esta vitória ante a Arménia a classificação do grupo está assim ordenada:

Sem Título.jpg

Portugal depende somente de si para o apuramento directo. Felizmente Sérvios e Albaneses resolveram andar à pancada entre eles e Portugal aproveitou-se disto. Uma vitória ante a Sérvia em Março de 2015 e o apuramento “está no papo”.

 

Venha o jogo a brincar com a Argentina onde o Cristiano Ronaldo vai “bater nas canelas“ de Messi.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35


Agora sim! Habemos sinais positivos!

por Pedro Silva, em 14.10.14

Ao contrário da histeria que se instalou após uma derrota ante a França, sim leram bem: derrota, a nossa Selecção mostrou ante a Dinamarca sinais positivos. Ainda existem arestas para limar, muitas mesmo, mas começam a ser notórias algumas melhorias na Equipa de Todos Nós. E isto porque acabaram de vez as cismas de Paulo Bento.

 

Tiago fez um jogo muito bom no meio campo. Ricardo Carvalho trouxe uma tranquilidade que já há muito não se via na defesa Lusa e Ricardo Quaresma, mesmo tendo jogado pouco, foi fundamental para a vitória Portuguesa em solo Dinamarquês, algo que não acontecia desde o ´seculo passado. Como já alguém disse em pleno facebook: tantas bofetadas de luva branca Paulo Bento. O que teríamos feito de bom no Mundial se tivesses colocado o teu orgulho de lado.

 

Para além dos regressos dos “D. Sebastiões”, eis que voltamos a ter um Treinador no banco. Fernando Santos teve olho e coragem para colocar em campo um meio campo com William Carvalho, Tiago e João Moutinho que deram uma dinâmica muito boa ao jogo Português e apresentou uma defesa onde, como já aqui o disse e repito, um Ricardo Carvalho que reinou de tal forma que até o mediano Patrício não teve de fazer defesa alguma no verdadeiro sentido do termo. Ainda no campo do Seleccionador, uma palavra de apreço para o sistema táctico que este encontrou para tirar o melhor proveito de um País Futebolístico que não consegue “produzir” um ponta de lança de qualidade, criando na frente de ataque um carrossel ofensivo onde Cristiano vai aparecendo como falso n.º 9. Mais ou menos o que vai sucedendo no Real Madrid CF onde Cristiano vai batendo recordes atrás de recordes.

 

Pela negativa destaco somente Eliseu. Este Jogador nunca foi um defesa lateral esquerdo e não tem qualidade para estar ao serviço da Equipa Tuga. Foram várias as ocasiões de golo dos Dinamarqueses que surgiram pelo seu flanco fruto da sua aselhice. É daquele tipo de Jogador que está sobrevalorizado pela Imprensa uma vez que é um Atleta do SL Benfica que na Liga Portuguesa que “desenrasca a coisa” sem ser sublime. Jogadores de Selecção devem ser sublimes e não desenrascados. O inverso aconteceu com Cédric que desta vez mostrou ser, de longe, bem melhor que o caceteiro mor João Pereira.

 

Agora é seguir em frente. Nada está ganho, assim como nada está perdido, mas a nossa Selecção ainda tem muito trabalho pela frente. Para mais uma rápida vista de olhos sobre os resultados do apuramento para o EURO de França rapidamente nos colocamos em sentido… Não é por mero acaso que venho dizendo sempre que hoje em dia não existem equipas fáceis. Que o digam a Alemanha, Grécia, Bélgica, etc., etc…

ng3626740.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07


Falemos então da Selecção

por Pedro Silva, em 29.06.14

Passada que está a onda, eis que chegou o momento que considero ser o ideal para deixar aqui a minha opinião sobre o que se passou no Mundial e qual o rumo que Portugal deverá seguir daqui para a frente.

 

Primeiro que tudo há que dizer que houveram equipas que passaram a fase de grupos com tantos pontos quanto os que Portugal tinha. O problema dos Lusos foi a tal goleada sofrida ante a Alemanha. Se a nossa Selecção tivesse jogado ante os Germânicos com um Guarda-redes e não com um “Rui Correia” a história teria muito provavelmente outra.

 

Mas Portugal ficou pelo caminho. Quem tem culpa no cartório?

 

Fazendo uma análise fria e “sem obedecer à voz do dono” como muitos tem feito no Universo Azul e Branco, sou da opinião que tanto Paulo Bento como a Federação Portuguesa de Futebol tiveram culpas no nosso triste fado.

 

O Seleccionador Nacional fechou-se num grupo de Atletas da sua confiança. Ignorou os avisos, agira tornados públicos de que estes estavam mais propensos a sofrer lesões musculares, ignorou o facto de alguns Jogadores (como João Moutinho por exemplo) terem tido uma época terrível nos seus Clubes, apostou num fraquíssimo Guarda-redes de nome Rui Patrício para a jornada inaugural quando no passado este já tinha dado mostras de que não era o Homem ideal par tão complicado cargo, insistiu num 4x3x3 mesmo tendo Atletas para jogar em qualquer outro sistema táctico que tivesse aproveitado melhor os atributos do Plantel que tinha à sua disposição (neste aspecto temos o caso de Éder que no jogo de preparação ante a Grécia mostrou jogar muito melhor no 4x4x2), deixou de fora da sua convocatória Jogadores que lhe fizeram falta tal como Antunes por exemplo em detrimento de polivalentes, não deu oportunidades a Atletas como o William Carvalho que acabaram a temporada em grande forma ao serviço dos seus Clubes e depositou em Cristiano Ronaldo a obrigatoriedade de ter de fazer tudo como se o facto de este ser actualmente o Melhor Jogador do Mundo fizesse deste um Super Herói.

 

De fora das críticas a Paulo Bento deixo Ricardo Carvalho, Tiago e Ricardo Quaresma. Isto porque quem teve no passado comportamentos execráveis ao serviço da Selecção não deve nunca mais voltar a representar a equipa de Todos Nós, quem renunciou á Selecção não deve querer voltar só porque esta se apurou para o Mundial e porque Quaresma é um talento nato que desde Abril do corrente ano está em claro decréscimo de forma.

 

Vistas assim as coisas, PB terá tido 50% de culpa na eliminação de Portugal. E não me venham cá com a letra de não existirem alternativas porque elas existem e há muito por onde escolher entre Seniores e Jovens promessas que tem dado cartas nas camadas jovens da Selecção e até mesmo nos Clubes como foi o caso do Sporting CP.

 

Quanto à Federação, podem ter mudado os Dirigentes mas o amadorismo continua a ser a nota dominante. Senão vejamos.

 

O local de estágio no Brasil foi mal escolhido dado que não proporcionou a devida tranquilidade uma vez que sempre que queriam as malucas “fintavam” a segurança para poder abraçar Cristiano Ronaldo perturbando assim os treinos, aceitou-se realizar um estágio de preparação nos Estados Unidos num clima que nada tem a ver com aquele que a nossa Selecção enfrentou nas Terras de Vera Cruz e quando se começou a perceber que Portugal mão ia longe eis que os Dirigentes começaram a agir como “baratas tontas” em vez de assumirem as suas responsabilidade e de colocarem ordem na tremenda balbúrdia que todos vimos com tristeza.

 

Ora perante tal se me perguntarem se sou a favor do despedimento de Paulo Bento, eu respondo que enquanto os “Amândios” não forem corridos de vez da FPF podem até lá colocar o José Mourinho que não vamos longe nem que a vaca tussa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20


Finito. Venha o EURO!

por Pedro Silva, em 23.06.14

Acabou. Não vale a pena pensar que a Deusa da Fortuna se vai lembrar deste pequeno País à beira mar plantado e ajudar a nossa Selecção a alcançar uma goleada ante o Gana e obrigar a Alemanha a vencer os Estados Unidos da América que é treinado por um antigo Seleccionador Germânico.

 

O Mundial do Brasil acabou para Portugal. O jogo ante os Africanos será somente para cumprir calendário e dar rodagem a quem dela precisar. Agora é hora de se apurar responsabilidades e sobretudo para se iniciar a renovação da Equipa de Todos Nós.

 

Responsabilidades? São várias.

 

Primeiro há que perceber o que andou a equipa técnica Lusa e equipa médica a fazer nos estágios anteriores à participação no Mundial dado que lesões musculares é coisa que parece não ter fim nesta Selecção.

 

Depois há que perceber porquê razão Paulo Bento resolveu apostar num Guarda-redes na verdadeira afeição da palavra somente no segundo jogo da fase de Grupos. Era escusado Portugal ter apanhado uma “tareia” enorme ante uma Alemanha que se viu grega para empatar com o Gana.

 

E por último há que perceber a razão pela qual não se apostou em 2 Jogadores para cada posição em detrimento da polivalência. Teria sido preferível que Portugal tivesse um “verdadeiro suplente” para Fábio Coentrão por exemplo em vez de ter de se recorrer a adaptações que até correram mal.

 

E poderia dizer aqui muito mais mas não vale a pena. Agora há que olhar em frente e pensar no EURO de França que é a Competição que se segue.

 

Se vai ser com Paulo Bento? Não sei, mas o que sei é que é preciso começar a pensar seriamente no futuro, no fim de certas teimosias e no aproveitamento que deverá ser feito do que de bom temos visto nos Sub. 21 Portugueses.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:10


Muitos ais

por Pedro Silva, em 16.06.14

Que dizer depois desta tremenda “tareia” que a nossa Selecção “levou” da Alemanha?

 

Pouco ou quase nada senão que há que levantar a cabeça e seguir em frente porque por muito que não queiramos a Vida continua e há mais dois jogos para disputar.

 

O apuramento para a Fase seguinte é possível, mas se há ilação que se deve retirar desta derrota é que isto não pode nunca mais voltar a acontecer.

 

Muitos são os culpados desta goleada, mas há alguns que são mais culpados do que outros sendo o principal culpado Paulo Bento que insiste num Guarda-redes mediano de nome Rui Patrício.

 

Quem conta nas suas fileiras com um Guardião que simplesmente ”entregou” a Liga Europa ao Sevilha depois de ter estado “enorme” na Final da Liga Europa e coloca no seu lugar um indivíduo que já na Fase de Apuramento para o Mundial já tinha metido água por todos os lados ante Israel das duas uma, ou é estúpido ou é burro.

 

O resto veio por acréscimo. Quando na Baliza está um “Frangueiro” dificilmente se pode pedir serenidade e confiança a todos os outros. Contudo isto não invalida a burrice de Pepe e de João Pereira que prejudicaram fortemente a Selecção de Todos Nós.

 

Agora é seguir em frente. Como já aqui disse, nada está perdido e há que vencer os jogos que faltam. Esta parece ser uma triste Sina a dos Portugueses que tem sempre de sofrer até ao fim para poderem alcançar os seus objectivos.

p.s.: A Comunicação Social Portuguesa tem -se fartado de “bater na tecla” da arbitragem como se a equipa de arbitragem tivesse sido a principal responsável pelo resultado final. Meus caros, Portugal não jogou absolutamente nada e ninguém esteve bem desde o Treinador até aos Jogadores. Por uma vez na Vida sejam sérios e honestos para com quem vos garante o ordenado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D