Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Night of the Living Deb

por Pedro Silva, em 04.12.16

Night-of-the-Living-Deb-Poster-1.jpg 

ComédiaTerror, Romance - (2015) "Night of the Living Deb"

Realizador: Kyle Rankin

Elenco: Maria Thayer, Ray Wise, Michael Cassidy

 

Sinopse: Deb acorda na casa do atraente Ryan após uma suposta noite de sexo casual. Embora não tenha certeza de nada do que ocorreu por ter bebido muito, ela imediatamente fica muito interessada no rapaz. No entanto, logo Ryan diz que tudo não passou de um erro e gentilmente lhe mostra a porta de saída. Quando Deb está voltando para sua casa, percebe que sua pequena cidade foi invadida por zumbis. Ela é obrigada a retornar para o apartamento de Ryan, e ambos iniciam uma aventura de sobrevivência e auto-descoberta, na qual devem aprender que a única coisa mais assustadora do que confiar em alguém com suas vidas é confiar com seus corações.

 

Critica: Há alturas em que temos pouca sorte na escolha dos filmes que queremos ver. Desta vez calhou-me a mim esta falta de sorte pois "Night of the Living Deb" é precisamente aquele tipo de cinema que mais detesto. Existem limites para o cinema palhaçada, mas esta produção de Kyle Rankin ultrapassa todo e qualquer limite… A única cosia que se aproveita é o trabalho da actriz Maria Thayer. Tudo o resto é de uma parvoíce sem limites.

 

Argumento… Mas será que este filme tem realmente um argumento no verdadeiro sentido do termo? Ou será que o seu Realizador se limitou a meia dúzia de disparates com a ajuda de uma actriz que sabe ser verdadeiramente engraçada? A resposta está – obviamente – na segunda opção… Mas é pouco, manifestamente pouco, para se poder apelidar de argumento isto que nos é apresentado por Kyle Rankin. Isto de se querer fazer filmes estilo Scary Movies não é para qualquer um. Ou se sabe o que se está a fazer ou então sai um “Night of the Living Deb”.

 

Quanto ao elenco penso já ter dito o que tinha a dizer. Acrescento apenas que palhaços do circo teriam tido um desempenho bem melhor. Isto tirando a protagonista principal, pois claro.

 

A banda sonora e cenários - como não podia deixar de ser - acompanham a fraquíssima qualidade da produção cinematográfica desta “coisa”. Já tinha visto filmes com falhas graves nestes dois aspectos, mas agora fiquei a saber que é possível fazer-se bem pior. E nem vou aqui falar dos efeitos especiais que em certos momentos parecem ter sido feito à base do “corta e cola”.

 

Em suma; “Night of the Living Deb” não tem a minha recomendação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Janeiro 2021

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Publicidade


Futebol Clube do Porto

<<

Dios falleció (RIP 25/11/2020)

<<


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D