Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Momento Mafalda (234)

por Pedro Silva, em 20.10.20

639.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09


Fosse de esquerda…

por Pedro Silva, em 02.06.20

imagem crónica RS.jpeg

Confesso que já há muito deixei de me surpreender com a forma como a hipocrisia reina no Mundo actual. Contudo não consigo deixar de olhar com espanto para forma como tudo se faz e tudo se transforma quando o actor/actriz político é oriundo da esquerda ou da direita.

Tomemos como exemplo o que se está passar no Brasil. O actual Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro, foi eleito num acto eleitoral democrático após um processo de impeachment que bisou, pura e simplesmente, afastar Dilma Roussef do Poder sem que contra essa fosse provada qualquer um dos fundamentos do dito processo. Dilma foi, tão-somente, culpada de ter a confiança política de Lula da Silva, antigo Presidente do Brasil que luta na Justiça por uma suposta presunção de inocência que não a deveria ser – nunca – colocada em causa num Mundo que se diz democrático como o nosso.

O processo de impeachment de Dilma mereceu o apoio de quase todos os membros do tal Mundo democrático. Muitas foram as pressões, investigações jornalísticas e outras coisas tais sonre Lula da silva que enfraqueceram Dilma ao ponto de esta não ter outra opção senão entregar-se a um esquecimento cruel porque, repito, não houve motivo nem justificação legal alguma que justificasse o seu afastamento. O maior erro de Dilma terá sido, a meu ver, o não embarcar no famoso plano de revitalização da economia. O tal plano que as potências do nosso Mundo tanto gostam dado que os tais processos de privatização lhes dão acesso a sectores vitais da economia de um país tendo, para tal, de pagar uma quantia irrisória.

Com a chegada de Bolsonaro ao Poder, poucos foram os que quiseram ver o óbvio.

É sempre preocupante quando um político democraticamente eleito se rodeia de militares e os coloca a liderar ministérios chave. A actual guerra aberta entre Bolsonaro e o principio da separação de poderes por causa de uma investigação federal da qual é alvo, é a justificação principal de tal estratégia…

Nada que não se soubesse, à partida que ia acontecer, mas como Jair não é de Esquerda, é encolher os ombros e deixar andar até porque isto é lá com os brasileiros. Já se Bolsonaro e a sua quadrilha fossem oriundos da Esquerda despesista, bandida, reacionária e tudo mais…

Uma nota final sobre o que está a suceder nos Estados Unidos da América.

Quem tem por hábito ler o que aqui escrevo sabe muito bem que não simpatizo com os norte-americanos.. Especialmente porque ao fim de séculos e de um guerra civil que dividiu o país em dois, estes ainda não s livraram desta coisa terrível que se chama racismo.

Contudo nada, mas mesmo nada, justificam os actos de violência e de pilhagem que os manifestantes tem levado a cabo e muitos Estados. É que de parvo, violento e ignorante já chega Donald Trump e quem o apoia.

E mais não digo…

Artigo publicado no site Repórter Sombra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


Algo vai mal

por Pedro Silva, em 29.03.20

Efectivanmete algo vai mal neste nosso Mundo.

Em vez de aproveitarmos a fase que estamos a ser obrigados a atravessar para daí retirarmos ilações que nos permitam evoluir para melhor enquanto pessoas, eis que somos capazes de fazer aquilo que pior caracteriza o ser Humano ao nos deixarmos levar pela desumanidade (vulga estupidez).

Por força do destino - com Covid-19 ou sem Covid-19 - sou obrigado a ter de fazer uma medicação regular. O que, por certo, faz com que tenha de ir regularmente a uma farmácia adquirir os ditos medicamentos.

Se a altura é de precaução e cautelas redobradas em nome da saúde da parte de quem atende ao público eu ainda que entendo.

Agora se porventura tenho dúvidas sobre o medicamento trazido pela profissional da farmácia, acredito eu que tenha o cabal direito de as ver esclarecidas e não de receber o dito medicamento empurrado pela ponta de uma caneta por entre um buraco feito no plástico que nos separa. Tudo isso em nome da aqui referida segurança.

Bem diz Einsten:

albert_einstein_duas_coisas_sao_infinitas_o_univer

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:32


Acabou-se o excel

por Pedro Silva, em 24.03.20

imagem crónica RS.jpg

Todo o que nasce, morre ou se esgota no tempo. Esta é uma verdade infalível e à qual não podemos, de forma alguma, escapar. Outro facto universal que tem uma aplicação prática perfeita mente implacável é a de que todas as acções tem consequências. A actual crise pandémica provocada pela Covid-19 (SARS-COV-2 para os entendidos) que está, lentamente, a tomar conta do nosso planeta é um bom exemplo das duas verdades universais a que fiz referência.

O dito sistema capitalista que se apoia na tese de que dinheiro gera dinheiro mesmo que tal seja na base da especulação, compadrio e destruição de quem se atrever a contrariar o sistema está a ver o seu fim a aproximar-se. O “Deus dinheiro” tem os dias contados. Tal como o comunismo que se exterminou a si próprio porque se recusou teimosamente a adaptar, o orgulhoso capitalismo tem o seu destino traçado. Isto a não ser, obviamente, que se perceba de vez que a folha de excel – tal como o papel higiénico que andou tão em voga nos últimos tempos - se acabou de vez.

Goste-se ou não, para além da clara e manifesta displicência com que a Europa tratou do problema coronavírus (é sempre a mania da superioridade que nos trama), a verdade é que estramos no estado caótico em que estamos por força dos cortes à cega em sectores cruciais como a saúde, higiene e administração das nossas cidades e países.

Repare a leitora e leitor que foi preciso uma crise sanitária sem precedentes que está, literalmente, a varrer a vida humana de Itália, Espanha, França e por aí adiante para que na Europa rica e desenvolvida surgisse, de vez, a fabulosa ideia de que os espaços e transportes públicos devem estar devidamente higienizados e que nas fronteiras e aeroportos deve haver, sempre, um claro e rigoroso controlo sanitário para, desta forma, se poder, na pior ads hipóteses, amenizar situações como a que estamos a viver hoje em dia. Situações que agora nos obrigam a ter de estar fechados em casa em nome da nossa sobrevivência.

E porquê razão não se fez o que se deveria ter feito para além da mania da superioridade que tão bem caracteriza o europeu e demais ocidentais? A resposta é simples. A folha do excel não o permitiu porque é muito melhor ter-se um belo excedente orçamental à custa de poupanças na saúde e outras coisas tais. Que o digam Itália, agora Espanha e daqui a nada a França, países onde a crise do Covid-19 está a arrasar as saus sociedades.

E agora que se acabou o excel na Europa será que se pode olhar para o futuro com esperança? Não sei até porque agora a ordem é para se gastar o que for necessário para se travar a actual crise a todo o custo. Daqui a dois anos voltamos ao mesmo… Pessimismo? Nem por isto. Basta ter memória.

Artigo publicado no site Repórter Sombra (24(03/2020)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


Já agora

por Pedro Silva, em 16.03.20
Foi preciso o raio de uma pandemia que está a arrasar o Mundo para que em Portugal os transportes públicos passassem a ser gratuitos.
 
Só é pena que os passes de Março do corrente já tenham sido pagos...

caricato.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Outubro 2020

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Publicidade


Futebol Clube do Porto

<<

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n


subscrever feeds


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D