Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Alien: Covenant

por Pedro Silva, em 06.08.17

MV5BNzI5MzM3MzkxNF5BMl5BanBnXkFtZTgwOTkyMjI4MTI@._ 

"Alien: Covenant"

TerrorFicção CientíficaThriller - (2017)

Realizador: Ridley Scott

Elenco: Michael Fassbender, Katherine Waterston, Billy Crudup

 

Sinopse: A tripulação da nave Covenant, com destino a um planeta remoto do outro lado da galáxia, descobre o que acredita ser um paraíso desconhecido, mas é na realidade um estranho e perigoso mundo. Quando descobrem uma ameaça além da sua imaginação, eles tentam uma angustiante fuga.

 

Critica: Confesso que já tinha saudades de ver um filme do Alien bem produzido. "Alien: Covenant" pode não estar excelente, mas é seguramente um bom filme que fará o gosto de qualquer fã da saga Alien. O único grande problema (fatal) é que existem muitas e muitas cenas parecidas com o que já vimos em outros filmes do Aliens.

 

Confesso que gostei mesmo muito do argumento desta produção de Ridley Scott. È um facto que contêm muitas coisas parecidas com o que já vimos em outros filmes da saga, mas a forma como o Realizador explorou o pequeno vazio da história Alien é, no mínimo, brilhante. A forma como tudo termina é simplesmente fantástica. Efectivamente uma saga tão famosa como ma do Alien merecia acabar em glória e a verdade seja dita que Ridley Scott conseguiu realizou tal proeza com um brilhantismo fabuloso.

 

No elenco tenho a obrigação de fazer um enorme destaque ao trabalho de Michael Fassbender. O actor levou a cabo um trabalho extraordinário. Um “papelaço” que contrasta com a mediana prestação dois seus colegas de trabalho. O que é natural pois ao contrário do habitual o denominado “mau da fita” exigia um trabalho fora de série da parte de quem o interpretou, ou não fosse este "Alien: Covenant" o capítulo final que explica tudo o resto.

 

Os cenários e banda sonora é que poderiam ter sido um tudo ou nada mais explorados. Compreendo que o objectivo final do filme obrigasse a uma curta exploração dos cenários, mas se Ridley Scott tivesse sido um pouco mais ousado não se teria perdido nada. Já a banda sonora deveria estar um tudo ou nada melhor. Uma nota final para os efeitos especiais que são muito bons.

 

Concluindo; "Alien: Covenant" tem a minha recomendação não obstante algumas “lacunas”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28


X-Men: Apocalypse

por Pedro Silva, em 22.09.16

X-Men_-_Apocalypse.jpg 

AventuraAcçãoFantasia - (2016) "X-Men: Apocalypse"

Realizador: Bryan Singer

Elenco: Jennifer Lawrence, James McAvoy, Michael Fassbender

 

Sinopse: Desde o início da civilização, ele era adorado como um deus. Apocalipse, o primeiro e mais poderoso mutante do universo X-Men da Marvel, acumulou os poderes de muitos outros mutantes, tornando-se imortal e invencível. Ao acordar depois de milhares de anos, fica desiludido com o mundo em que se encontra e recruta um grupo de mutantes poderosos, incluindo um Magneto desanimado, para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará.

 

Critica: Interessante mas longe (muito longe mesmo) de ser sublime. O filme em si até que está “bonzinho”, mas não se livrou de me provocar uma série de bocejos. De todos os filmes da saga X-Men este é o mais “fraquinho” de todos não obstante Bryan Singer ter explorado – com alguma mestria - uma parte da história dos mutantes que ainda ninguém tinha explorado a nível cinematográfico.

 

Repetindo o que já disse anteriormente, de todos os filmes da saga X-Men este é o mais “fraquinho” de todos. E porquê? Porque o seu argumento embora original, bem pensado e (muito importante) dentro do normal para os X-Men acaba por ser algo chato. Monótono. A história anda quase sempre em torno do mesmo e não traz nada que o cinéfilo já não saiba. Presumo que este X-Men: Apocalypse seja um filme feito para os fãs da saga. Já para quem gosta da dita mas não a adora (como eu) acaba por ser algo aborrecido.

 

O elenco “não aquece, nem arrefece”. Ao contrário da imprensa “Jet7” que está sempre mais preocupada com o que veste o actor A e qual o tamanho do decote da actriz B, eu sou da opinião que os actores e actrizes deste X-Men: Apocalypse não fizeram nada mais senão o seu mais do que o seu razoável papel. Um pouco o filme. Nada de especial no que ao elenco diz respeito não obstante Jennifer Lawrence ser, hoje em dia, um dos “pesos pesados” do cinema de Hollywood.

 

Relativamente aos efeitos especiais e banda sonora, não destoam mas também não encantam. Estão ao nível do filme. Os filmes dos X-Men costumam exigir bastante da equipa de produção no que a estes dois aspectos diz respeito, e este X-Men: Apocalypse corresponde ao exigido sem no entanto ser brilhante (longe disto).

 

Em suma; recomendo o filme mas acredito que satisfaça muito mais o gosto de quem for fã da saga.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:11


X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido

por Pedro Silva, em 02.11.14

Póster_promocional_para_X-Men_Days_of_Future_Past 

Acção, Aventura (2014) - X-Men: Days of Future Past

Realizador: Bryan Singer 

Elenco: Hugh Jackman, James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence

 

Sinopse: O último grupo dos X-Men vai entrar numa guerra pela sobrevivência das espécies em dois períodos de tempo distintos, em “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”. As tão amadas personagens da trilogia original do filme "X-Men" vão unir forças e enviar Wolverine ao passado para alterar um acontecimento histórico, que poderá ter um importante impacto em humanos e mutantes. A maior produção de sempre de X-Men, realizada por Bryan Singer, com um elenco incomparável.

 

Critica: Sendo sucinto e directo; este filme deveria ser um guia de como fazer uma produção cinematográfica decente com os Super Heróis da Marvel. Guia que deveria ser de leitura obrigatória para o Realizador que criou os novos Homem Aranha e para aquele que está a realizar o Batman/Super Homem e restante malta.

 

Este filme foi genialmente produzido. Cativante, emocionante e com um argumento de excelência. Se lhe juntarmos um elenco que sabe o que tem de fazer e como fazer, como sucede nesta produção de Bryan Singer, então temos aqui algo que vale mesmo a pena ver, rever, guardar e voltar a ver mais tarde.

 

É muito complicado apontar defeitos a este X-Men: Days of Future Past. Assim vale a pena ver filmes onde os Super Heróis da Comics passam para o grande ecrã. Aconselho a que vejam, revejam e amem este filme!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:51


12 Anos Escravo

por Pedro Silva, em 10.02.14

Biografia, Drama (2013) - "12 Years a Slave"

Realizador: Steve McQueen 

Elenco: Chiwetel Ejiofor, Michael K. Williams, Michael Fassbender, Brad Pitt

 

Sinopse: Na pré-Guerra Civil dos Estados Unidos, Solomon Northup, um homem negro livre de Nova Iorque, é raptado e vendido como escravo. Enfrentando a crueldade mas também momentos de inesperada bondade, Solomon luta não só para se manter vivo, mas para preservar a sua dignidade. Após 12 anos de uma odisseia inesquecível, Solomon conhece um abolicionista do Canadá que vai mudar para sempre a sua vida.

 

Critica: Um filme tremendo. Bem produzido e com um argumento e cenários que nos leva sem enganos nem atropelos para os tempos do Sul esclavagista dos Estados Unidos. O 12 Anos Escravo toca-nos profundamente na mente e no coração. É impossível não ver esta obra de Steve McQueen sem no final acabarmos a reflectir sobre como pode a Humanidade ser tão intolerante com as diferenças.

 

Sublime foi também a mensagem um tudo ou quanto disfarçada que o Realizador passa de que só damos verdadeiro valor ao que temos quando o perdemos ou quando nos é violentamente retirado.

 

Estamos perante um bom filme sem sombra de dúvida, mas na minha sincera opinião não será merecedor de um Óscar.

 

A sua história cativa e é uma descrição cabal de uma cicatriz que a América tem para todo o sempre no seu rosto, e como tal é natural que os Norte-americanos se sintam mais emocionados com este tipo de produções mas está longe de ser merecedor de uma das estatuetas de ouro da Academia.

 

O 12 Anos Escravo é um filme que, apesar de tudo, tem a minha recomendação e admiração.

 

p.s. vi na estação do Metro que o Robocop está de volta aos grandes ecrãs. Tenham medo. Muito medo porque esta pobre personagem desde a sua terceira sequela que tem sido vítima dos maiores horrores cinematográficos que já alguma vez assisti.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:37


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D