Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The Exception

por Pedro Silva, em 23.07.17

MV5BMTk4ODcyOTI3NV5BMl5BanBnXkFtZTgwMjgyOTUxMjI@._ 

Drama, Romance, Guerra (2016)

Realizador: David Leveaux

Elenco: Lily James, Jai Courtney, Christopher Plummer

 

Sinopse: Um agente da resistência holandesa na Segunda Guerra Mundial, trabalha disfarçado para Wiston Churchill para infiltrar um agente na casa do Kaiser. Um perigoso romance inflama entre um oficial alemão e uma jovem holandesa judaica, enquanto ocorre a corrida nazista para identificar e eliminar o agente por trás da deserção potencialmente desastrosa de seu ex-imperador para a Inglaterra.

 

Critica: Excelente produção cinematográfica este The Exception de David Leveaux. Brilhante a forma como o Realizador explorou o facto de muitos alemães da época não terem concordado com o regime nazi não obstante terem sido obrigados a servi-lo. Para além disto é divinal a forma como David aproveita uma parte da história da Alemanha para criar um enredo super interessante que prende o nosso interesse desde o princípio ao fim do filme não obstante a “morronice” inicial do argumento.

 

Como já aqui disse, o argumento não tem um arranque muito brilhante. Na fase inicial existem momentos chatos e quase que fui levado a pensar que o filme era um tremendo fiasco, mas rapidamente este recupera o interesse pois o desenrolar da história retira-o da chatice de um romance extenso para um enredo onde somos brindados com um pouco de tudo. Temos romance, suspense, drama, acção e – mais importante do que tudo - uma forte critica e desprezo pela política seguida pela Alemanha da época. Simplesmente divinal. Um argumento ao nível dos melhores.

 

Faço uma vénia ao elenco dado que foram todos fantásticos. Gostei imenso do trabalho levado a cabo pela actriz Lily James, mas há que dizer que os seus colegas de filme estiveram muito – mesmo muito - bem. Uma palavra de enorme apreço para o actor Christopher Plummer que levou a cabo um trabalho fantástico!

 

Os cenários não são muito variados, mas quem disse que um filme para ser excelente (ou até mesmo bom) tem de ter muitos cenários? O importante é que os cenários sejam adequados á história que se conta e que sejam bem filmados. E foi exactamente isto que aconteceu neste The Execption que tem uma banda sonora maravilhosa.

 

Em suma, trata-se de um filme que tem a minha clara e manifesta recomendação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


O Exterminador do Futuro: Gênesis

por Pedro Silva, em 23.07.15

Exterminador do Futuro 5.jpg 

AcçãoFicção Científica (2015) - "Terminator Genisys"

Realizador:  Alan Taylor

Elenco: Arnold Schwarzenegger, Emilia Clarke, Jason Clarke, Jai Courtney, Dayo Okeniyi, Byung-hun Lee, J. K. Simmons, Matt Smith

 

Sinopse: John Connor (Jason Clarke), líder da resistência humana, envia o Sargento Kyle Reese (Jai Courtney) de volta para 1984 para proteger Sarah Connor (Emilia Clarke) e salvaguardar o futuro, mas uma mudança inesperada nos acontecimentos cria uma linha do tempo fragmentada. Agora, o Sargento Reese encontra-se numa nova e desconhecida versão do passado, onde ele encontra aliados improváveis, incluindo o Guardião (Arnold Schwarzenegger), novos e perigosos inimigos e uma missão inesperada: redefinir o futuro.

 

Critica: “Eu realmente não posso dizer isso. Os três filmes de ‘O Exterminador do Futuro’ que eu participei são muito diferentes e cada um tinha sua própria personalidade… e histórias interessantes”, revelou.” Arnold Schwarzenegger sobre o filme O Exterminador do Futuro: Gênesis.

 

Como eu não tenho o dever de ser politicamente correcto como o Actor e Político Schwarzenegger vou ser, de4sde já, curto e grosso: uma porcaria! O Exterminador do Futuro: Gênesis do Realizador Alan Taylor é das coisinhas mais terríveis que já alguma vez vi. Então se o comparáramos aos seus antecessores este filme (se é que lhe podemos dar o privilégio de o apelidar de filme) é pior do que um desastre nuclear.

 

Há coisas que não devem ser remexidas. Ou melhor, se vamos remexer algo que marcou pela positiva, e por mais do que uma vez, a história do cinema devemos faze-lo com um cuidado extremo sob pena de se criar algo completamente desastroso e humilhante. Efectivamente foi isto que Alan Taylor fez: humilhou o Mundo do Cinema e a saga do Exterminador.

 

O Exterminador do Futuro: Gênesis não tem argumento algum. Ou melhor tem um argumento, um que foi e4klaborado recorrendo ao famoso formato do corta e cola. Dito de outra forma, esta desastrosa produção assenta em recortes de filmes anteriores da saga numa espécie de baralha tudo o mais que puderes e depois atira com tudo á balda para o grande ecrã e o cinéfilo que faça por o perceber. Péssima forma de trabalhar para não dizer preguiçosa e presunçosa.

 

O elenco é das poucas coisas que se aproveita deste filme. Nota-se um tremendo esforço da parte dos actores para que o desastre não seja ainda maior do que aquele que naturalmente é, mas não fazem milagres e os seus desempenhos não retiram o título de enorme falhanço a este O Exterminador do Futuro: Gênesis.

 

Também não percebo por que razão a acção se desenrola quase toda à noite. Não havia orçamento para uma filmagem à luz do dia ou será que o seu Realizador gosta mais de filmar à luz dos holofotes?

 

Em suma não recomendo este filme. Ou melhor, recomendo o dito a quem gostar de ver pancadaria, tiros e explosões sem nexo e história alguma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:51


A Promessa de Uma Vida

por Pedro Silva, em 08.05.15

521090.jpg 

Drama, Guerra (2014) - "The Water Diviner"

Realizador: Russell Crowe 

Elenco: Jai Courtney, Olga Kurylenko, Russell Crowe, Isabel Lucas

 

Sinopse: O agricultor australiano Connor viaja para Istambul para descobrir o destino dos seus filhos, desaparecidos em combate, e aí estabelece uma relação com uma bela mulher turca, dona do hotel onde fica hospedado. Agarrando-se à esperança, e com a ajuda de um oficial turco, Connor parte numa viagem por todo o país, para descobrir a verdade sobre a sorte dos seus filhos.

 

Critica: Ao que parece nestas duas semanas tenho “andado com a pontaria afinada”. Isto porque o “A Promessa de Uma Vida” será o segundo filme ao qual atribuo um Excelente!

 

Admito que quando “retirei ” o dito da minha videoteca que estava algo receoso, mas rapidamente percebi que esta fabulosa obra de Russell Crowe viria a ser das melhores “coisinhas” que vi em cinema.

 

Em termos de argumento, pedra chave desta fabulosa produção, este está simplesmente genial, cativante, bem pensado e, mais importante que tudo, cientificamente estudado dado que assenta em factos reais da História Mundial. Assistir ao “A Promessa de Uma Vida” é muito mais do que estar a apreciar uma simples obra de ficção. È muito mais do que isto. É aprender um pouco da nossa história com alguma ficção, drama e romance pelo meio. Pessoalmente agrada-me imenso esta difícil técnica de filmagem que quando é bem, aplicada dá origem a obras geniais como esta da autoria de Russell Crowe.

 

Relativamente ao elenco, tendo em consideração as psiques da época em que tudo se desenrola tenho de dizer que trabalharam bem. Não são excelentes mas também estão longe de ser medianos. Falta uma certa carga dramática à personagem principal que em muitos momentos revela um excesso de calma, mas tirando este pequeno grande pormenor posso afirmar que em termos globais o elenco é bom e traz algo de muito positivo ao filme.

 

Temos portanto que este é um filme de excelência que recomendo. Vejam-no, sintam, e acima de tudo aprendam alguma coisa com ele, Acreditem que vale mesmo a pena!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D