Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foi há 50 anos. Mas ninguém se lembra.

por Pedro Silva, em 14.02.15

ng2236848.jpg 

A 13 de Fevereiro do distante ano de 1965 o General Humberto Delgado foi cobardemente assassinado pelas Forças do regime salazarista que dominavam Portugal. Isto porque o General sem Medo (como era conhecido na altura) corporizou o principal movimento de tentativa de derrube do regime através de eleições, tendo contudo sido derrotado nas urnas, num processo eleitoral fraudulento que deu a vitória ao candidato do Estado Novo, Américo Tomás.

 

Não será disparate algum afirmar que Humberto Delgado semeou aquilo que mais tarde acabou por ser conhecido como o Movimento das Forças Armadas, Movimento que a 25 de Abril de 1974 derrubou, sem recurso á força das armas, o vergonhoso salazarismo e impôs a República Democrática em que vivemos hoje em dia.

 

Como tal o General merece ser tratado como um Herói que lutou pela Liberdade do Povo Português e 50 volvidos do seu assassinato só ficaria bem ao Povo Lusitano, e respectivos órgãos de Soberania, a realização de uma justa homenagem de reconhecimento àquele que lutou. Quase que sozinho, contra a obscuridade da Direita Conservadora de Salazar.

 

Mas a realidade é outra. O esforço heroico de Delgado quase que passou despercebido numa data em que se celebraram os 50 anos da sua morte. É verdade que aqui e acolá se leu e se sentiu um ou outro manifesto de respeito para com esta importante personagem da História moderna de Portugal, mas não passaram disto mesmo: meras manifestações. E fica mal, muito mal, a um País como o nosso que tem a Democracia, Liberdade e Justiça como seus pilares não prestar uma justa Homenagem a quem perdeu a sua Vida na luta pela Democracia, Liberdade e Justiça que temos hoje em dia.

 

É o Portugal que temos. Preguiçoso de tal forma que precisa que um tal de Alexis Tsipras e seus Ministros façam valer os Direitos dos Cidadãos numa Europa onde o respeito e dignidade deram lugar à extorsão e exploração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54


Respeito acima de tudo

por Pedro Silva, em 05.01.14

Há algo que é inevitável para todos nós. A morte não escolhe horas e muito menos pessoas. Até os Gigantes sabem que um dia terão de nos deixar e iniciar a viagem para o outro Mundo.

 

Eusébio foi e é um destes Gigantes que será para toda a eternidade o símbolo do Futebol Português.

 

Eusébio da Silva Ferreira foi o primeiro Português que teve a honra de inscrever o nome de Portugal na lista dos Melhores Jogadores do Mundo. Eusébio da Silva Ferreira foi o corpo de um sonho que podia ter sido dourado no Mundial de 1966.

 

O Pantera Negra foi mais que um símbolo do SL Benfica e um fantoche do Estado Novo.

 

Eusébio da Silva Ferreira é um símbolo do Futebol Luso que merece o respeito de todos nós seja qual for o nosso clube, ideologia, nacionalidade ou raça.

 

Descansa em Paz Eusébio. Agora vais poder continuar os teus intermináveis duelos com o grandioso Yashin e um dia todos nós vamos poder ter o prazer de te ver a jogar novamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D