Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



TRON: O Legado

por Pedro Silva, em 19.05.18

0d45c83c247c30787427aea98125eb4b.jpg

"TRON: Legacy"

AcçãoAventuraFicção Científica - (2010)

Realizador: Joseph Kosinski

Elenco: Olivia Wilde, Jeff Bridges, Garrett Hedlund, Bruce Boxleitner

 

Sinopse: Tron O Legado é uma aventura high tech em 3D, passada num mundo digital como nunca antes vimos no grande ecrã. Sam Flynn, um rebelde de 27 anos, é assombrado pelo misterioso desaparecimento do seu pai, Kevin Flynn, um homem que ficou conhecido como líder mundial na criação de videojogos. Quando Sam investiga uma estranha mensagem enviada do antigo escritório de Flynn - uma mensagem que só poderia ter sido enviada pelo seu pai - ele é atirado para um mundo digital, o mesmo para onde Flynn foi..

 

Critica: “TRON: O Legado” é o tal upgrade que eu tinha “reclamado” aquando da análise que fiz do seu antecessor. Trata-se, sem sombra de qualquer dúvida, de um filme interessante e cativante cuja produção foi inteligentemente aproveitada pelo Realizador Joseph Kosinski que, na minha modesta perspectiva, conseguiu com êxito trazer a saga de “TRON” para os tempos do cinema moderno.

 

Efectivamente “TRON: O Legado” é a real continuação de “TRON”. O argumento do filme de Joseph Kosinski  é, basicamente, o mesmo. Ou seja; “TRON: O Legado” consegue ser tão interessante como o “TRON” de Steven Lisberger. As pequenas – grandes! - Diferenças estão não no argumento (que até que são muito parecidos), mas sim na modernidade da sua filmagem e no elenco que, a meu ver, já apresenta um certo nível de qualidade que torna a produção cinematográfica muito mais apetecível.

 

E já que aqui falei no elenco, de todos destaco o trabalho de Olivia Wilde. Não é aquilo que se pode apelidar de “papelaço”, mas é um trabalho que traz muito interesse a um filme que embora não querendo renegar as suas origens, procura ser algo inovador (o que, em certa medida, faz todo o sentido). Já a restante equipa, este fazem bem o seu trabalho e não destoam. O exigível para um filme interessante.

 

A parte que mais gostei foi, precisamente, a dos cenários /efeitos especiais e banda sonora. É o tal upgrade que falei anteriormente. E que upgrade dado que este trouxe a história de “TRON” para um patamar muito melhor e bem mais apetecível de se seguir.

 

Em suma, “TRON: O Legado“ de Joseph Kosinski tem a minha recomendação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04


Invencível

por Pedro Silva, em 08.02.15

509300.jpg 

Biografia, Desporto (2014) - Unbroken

Realizador: Angelina Jolie

Elenco: Matthew Crocker, Jack O'Connell, Domhnall Gleeson, Garrett Hedlund

 

Sinopse: Drama épico inspirado na incrível vida do atleta olímpico e herói de guerra Louis "Louie" Zamperini que, juntamente com outros dois tripulantes, sobreviveu numa jangada durante 47 dias - depois de um acidente aéreo quase fatal durante a 2ª Guerra Mundial – para ser capturado pela marinha japonesa e enviado para um campo de prisioneiros de guerra. Adaptado a partir do famoso livro de Laura Hillenbrand.

 

Crítica: Para arranque da minha crítica começo pela nota. Dou a esta produção de Angelina Jolie um satisfaz +. Só não lhe atribuo um Bom porquê a história, apesar de diferente, não é original e dentro do género gostei muito mais do A Última das Guerras de David L. Cunningham.

 

Tenho para mim que Angelina foi astuta ao ter escolhido esta temática para o seu primeiro filme no papel de Realizadora. Isto porque não estamos perante uma “americanice” pura e é quase impossível encontrar cinéfilo que não se deixe envolver pelo tema deste filme. Para mais facilmente se simpatiza com a personagem e com a sua história, sinal de que o argumento é rico e bem trabalhado.

 

O ponto negativo reside na forma algo atabalhoada como Invencível começa. Contudo é caso para se dizer que Angelina Jolie deu uma dura lição a outros Realizadores bem mais experientes sobre como produzir um filme sobre um Herói de Guerra Norte-americano.

 

Relativamente ao elenco, penso que não há aqui muito a dizer. Este tipo de filme não exige muito dos Actores. O máximo que se pede aos Actores é que sejam o mais natural possível perante as várias situações com que vão sendo confrontados, e neste aspecto acho que nenhum deles esteve mal. Em resumo; o elenco não comprometeu e isto é deveras importante num filme que se baseia mais na sua história do que no trabalho de x ou y. Mais um ponto favorável para Angelina Jolie nestes seus primeiros passos no mundo da realização.

 

Concluindo; recomendo este filme e aproveitem para o sentir porque vale a pena recordar a história para que a mesma não se volte a repetir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:45


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D