Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este verão eu vou…

por Pedro Silva, em 08.07.18

dtira51.jpg 

Ora bem, confesso que não sou mesmo nada dado a estas “coisas” das correntes, mas como me pediram com muito jeitinho e eu tenho uma enorme consideração e respeitinho pela pessoa que o fez, eis então que vou participar nesta “coisa”. Mas é só desta vez!

 

Ora bem. Primeiro que tudo tenho de dizer que eu e o Verão temos… Uma relação complicada! Por norma quando chega Maio - mês do meu «armageddon» pessoal por causa das alergias! – o meu maior desejo é que Setembro chegue depressa e fresco. Por esta pequena amostra já todos podem ver como adoro o Verão.

 

Posto isto, vamos lá ao «challenge» … O dito consiste em listar 10 actividades que tenciono fazer este Verão. Vai ser giro fazer tal coisa, vai…

 

- Reclamar o menos possível do calor. Verão é calor bem sei. Verão é sinónimo de estar de cu para o ar a tostar ao sol. Mas tenham lá santa pachorra porque nada disto é para mim. Eu sou mais dado ao frio e afins. Mas como tenho sempre a família por perto nesta época prometo que irei resmungar o menos possível. Não prometo é que seja eficaz no cabal cumprimento desta minha promessa. Adiante.

 

- Tentar sossegar. Já o disse. Calor não é para mim. E muito menos gosto de estar quieto no mesmo sítio horas a fio. Especialmente quando este sítio tem areia, vento e um sol tórrido a dar-me cabo da ”moleira”. Mas este ano vou tentar sossegar. Vai ser milésima vez que o tento. Quem sabe desta vez terei mais sorte.

 

- Tentar acabar as minhas leituras. Entre trabalho e as crises alérgicas para mim é sempre complicado ler um livro do princípio ao fim. Se eu conseguir cumprir à risca o ponto anterior, acredito que este Verão irei conseguir por a leitura em dia. E tenho mesmo muita coisa para recuperar!

 

- Abstrair-me dos putos mal-educados e barulhentos. Verão é – também – sinónimo de ter de aturar os putos mal-educados, mal habituados e mega barulhentos dos papás e mamãs que acham que por estarem de férias não tem de ter mão na sua prole. É mega irritante estar num determinado local a tentar relaxar e ter de levar com um puto que resolve andar em cima das mesas ou a brincar com as portas enquanto o pai e a mãe estão a esticar a perninha ao sol. Este ano vou ver se consigo mesmo não dar por estes “fabulásticos” fenómenos.

 

- Ignorar os “gordos” da praia. Coisa que mais me irrita é estar numa praia de grande vastidão, assentar o Guarda-Sol/Tapa-Vento e respectiva tralha de praia e passados uns minutos eis que tenho uma série de vizinhos que só não assentam arraiais em cima de mim porque é lata a mais.

 

- Ir a Espanha e trazer uma recordação (no verdadeiro sentido do termo!) do Real Madrid CF. Sempre que estou de férias aproveito para dar um “saltinho” a Espanha. O problema é que no sul do país dos «Nuestros Hermanos» ou és adepto dos dois clubes de Sevilha ou és banido. Fora que a família nem sempre tem muita paciência para ir comigo numa demanda em busca daquela sagrada loja que venda um qualquer artigo da equipa de Madrid. A ver se este ano tenho mais sorte.

 

- Quebrar a rotina. A malta cá de casa gosta muito de fazer sempre a mesma coisa nas férias. Vai ser tremendamente complicado, mas a ver se desta vez consigo acabar com este desespero de ir sempre ao mesmo sítio à mesma hora.

 

- Tentar não ter muitos problemas com a alergia. Para tal preciso – mesmo – de seguir à risca todos os pontos anteriores. Especialmente o ponto 1 e 2.

 

- Que mais dizer? Já nem sei… Gosto tanto do Verão que já nem sei que mais quero fazer nesta estação do ano. Talvez aproveitar melhor o dito… Mas já aqui falei nisto… Fico-me então por aqui. Quem não gostar que ponha na beira do prato (ora pois!).

 

Agora para terminar tenho de nomear mais dez desgraçados e desgraçadas para fazerem o mesmo que eu… Só trabalho!

 

Mas eu até sou boa pessoa e como tal só vou nomear uma única pessoa. A escolhida é… A Quarentona do blog mais vale uma boa quarentona! Agora não me deixes ficar mal!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32


“Contas à moda do Porto”

por Pedro Silva, em 12.09.16

cronica20160912.jpg 

Ponto prévio; é certo e sabido que na Invicta existe uma certa franja de personalidades que tem por hábito tudo fazer para colocar uma espécie de “mordaça” em torno de quem não concorda com alguns aspectos da gestão camararia do actual Presidente da Câmara Municipal do Porto. Salvo prova em contrário, na cidade do Porto ainda impera a Democracia/Liberdade de Pensamento/Expressão e, como tal, é perfeitamente natural que cada portuense tenha a sua opinião sobre os mais variados temas relacionados com a sua cidade.

 

Feito o esclarecimento, passemos aquilo que penso sobre o facto de recentemente a Câmara do Porto ter aprovado o alargamento de estacionamento pago a novas ruas.

 

Até que compreendo – e apoio – a ideia de a Câmara tentar colocar um pouco de ordem no estacionamento dado que em muitas das ruas da Invicta os peões tem de vir para a rua porque os carros estão em cima dos passeios. O mesmo digo relativamente a alguns automóveis cujos proprietários e proprietárias os param de qualquer forma, jeito e feitio porque vão tomar o seu “cafezinho” (ou fazer outra coisa qualquer) e voltam já. Mas não me parece que tal problemática se resolva com a colocação de mais parcómetros. Tal pode até fazer bem às contas da Câmara Municipal do Porto (CMP) dado que vai entrar mais algum dinheiro nos cofres, mas o problema vai-se manter. Ou melhor, o dito fenómeno do “estacionamento selvagem” vai-se agravar nas zonas onde não existirão dos ditos parcómetros e de pouco, e até mesmo nada, vai servir o suposto aumento do reforço de fiscalizadores porque estes não conseguem cobrir todas as zonas de estacionamento da cidade do Porto. Para além disto há sempre aquele condutor/a que não se importa de pagar as multas que tiver de pagar dado que não aprende nada com isto.

 

Por altura já sei que haverá quem discorde. Mas calma. Vou dar um exemplo que vos mostrará que isto do estacionamento pago é uma não solução.

 

Costumo ir de férias para uma cidade algarvia que todos os anos em Agosto sofre do dilema do “estacionamento selvagem”. Este ano o Presidente da Câmara da dita cidade resolveu colocar parcómetros nas ruas. E, obviamente, também houve um claro reforço da fiscalização. Qual foi o efeito prático de tal medida? O estacionamento melhorou e apareceu mais ordenado é verdade, mas por outro lado nos dias que antecederam o fim-de-semana e feriado até em cima dos passeios estacionavam! De nada servia o parcómetro que passava a ser, nestes dias, mais uma figura pitoresca das terras algarvias. Isto quando os cavalheiros e madames do volante não se lembravam de parar o carro quase em cima da praia ou nas ciclovias.

 

E a Policia nada fazia? Vontade não lhe faltava, mas em conversa com o Superintendente lá da terriola fiquei a saber que, pese embora o reforço de agentes e a colocação de parcómetros, o problema do “estacionamento selvagem” mantinha-se e, em certos casos, até piorou ou passou a existir onde dantes não existia.

 

Portanto, não me venham cá com esta de que os parcómetros são a solução ideal para se combater o “estacionamento selvagem”. O dito “estacionamento” na cidade Invicta (e em qualquer outra cidade) combate-se com outro tipo de medidas. Medidas que, pela sua natureza, não servem para depois se fazerem “Contas à moda do Porto”. E é aqui que reside o cerne da questão.

 

Artigo de opinião publicado no site Repórter Sombra (12/09/2016)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


Hoje não há texto (é a última vez)

por Pedro Silva, em 20.08.15

18711451_6sK6u.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46


Hoje não há texto (já falta pouco)

por Pedro Silva, em 16.08.15

18711451_6sK6u.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:45


Hoje não há texto (ainda de férias)

por Pedro Silva, em 14.08.15

18711451_6sK6u.jpeg 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D