Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Para o Coentrão com amor

por Pedro Silva, em 10.12.17

imgS620I210441T20171210212956.jpg 

imagem retirada de zerozero

 

Após a vitória do Sporting Clube de Portugal no Estádio do Bessa, Fábio Coentrão, atleta do Real Madrid CF que está emprestado ao Sporting, veio para a Praça Pública dar uma de vidente- Ora segundo o Vidente Coentrão o Futebol Clube do Porto ia perder em Setúbal diante ad equipa local. Era um felling, dizia o entendido nestas coisas da adivinhação. Ora como sucede com qualquer outro vidente, Coentrão enganou-se no seu desej… (perdão) na sua previsão. Isto porque os Dragões ganharam em Setúbal e até que foram capazes de produzi um resultado tal que coloca o Sporting CP numa posição na tabela classificativa que nem deveria ser o seu dado que têm sido muitos e manifestos os “empurrõezinhos” para a frente que “amigos do apito” tem dado aos leões. Mas eu se fosse ao Coentrão voltava a tentar adivinhar o resultado final dos próximos jogos do FC Porto dado que tal façanha “coentriana” parece dar ênfase e força a este Futebol Clube do Porto.

 

Colocando de lado as patetices “coentrianas”, vamos então ao jogo do Bonfim.

 

Foi uma partida que se realizou em condições atmosféricas terríveis e num relvado que até que se aguentou razoavelmente bem não obstante a enorme quantidade de chuva e vento que se fez sentir durante os 90 e poucos minutos. Estes goram dois males que, à partida, deveriam ter prejudicado ambas as equipas. Contudo o Vitória FC (ou Vitória de Setúbal, como é mais conhecido) parece ter-se ressentido das más condições climatéricas e da ridícula estratégia que José Couceiro escolheu para este jogo. Couceiro já deveria saber que isto de se jogar com um autocarro na defesa/bola para a frente e Edinho que resolva funciona quando os minutos passam e a equipa adversária não marca. E tal também não funciona quando tudo se desmorona após o primeiro golo sofrido… O José que pense bem nisto em vez de vir para a Comunicação Social queixar-se de uma falta que mais ninguém viu (a não ser os “isentos” comendadores da SportTv e a cambada do “Benfiquistão”). Salvo alguma “prova” em contrário, o primeiro golo de Aboubakar é (perdoem-me a expressão) “limpinho, limpinho”. O resto é música.

 

E realmente o resto do jogo é mesmo música. Após o primeiro golo o Futebol Clube do Porto consegue assentar o seu jogo e o Vitória simplesmente desaparece. Mérito dos portistas que souberam aproveitar um lance de boal parada para se colocar em vantagem, mas era perfeitamente escusado terem passado por dificuldade até este tal golo. E também não percebo porquê razão se deixou de rematar de longe à baliza dos sadinos. Espacialmente depois de ter visto Danilo Pereira a fazer tal coisa com uma eficácia quase sublime (faltou ter entrado na baliza).

 

E mais não há para dizer de uma partida que Sérgio Conceição aproveitou – e bem - para gerir o esforço dos seus jogadores dado que na próxima Quinta-feira há que medir forças com o outro Vitória (este de Guimarães) em mais uma eliminatória da Taça de Portugal.

 

MVP (Most Valuable Player): Vincent Aboubakar e Moussa Marega. Dois “tanques” que espalharam o “terror” na defesa sadina. Nem as condições climatéricas adversas os conseguiram parar. Os 5 golos que marcaram foram o corolário de uma excelente exibição a todos os níveis.

 
Chave do Jogo: O golo inaugural do FC Porto marcado no minuto 31. Este golo acabou por ser o factor determinante de tudo o que viria a suceder até ao fim do jogo. Tal como no jogo anterior diante do AS Mónaco.

 

Arbitragem: Tiago Martins apareceu muitas vezes na partida, e isso não costuma ser um bom sinal. No lance do penálti portista, errou ao não expulsar Vasco Fernandes quando o próprio pensava que a partida para si já tinha acabado, mesmo depois de ver as imagens. Até admira o VAR ter funcionado num jogo do Futebol Clube do Porto. A ver se tal volta a suceder mas em situações bem mais complicadas do que esta.

 

Positivo: A vontade de vencer. Não sei se hoje o FC Porto entrou “picado” pelas declarações de Fábio Coentrão ou se este sabia que tinha de vencer para voltar a liderar isolado a Liga NOS, mas confesso que gostei de ver esta vontade de vencer.

 

Negativo: Tremedeira inicial (outra vez). Já aqui falei nisto e volto a tocar no assunto pois no futuro tal não pode (nem deve) acontecer numa equipa como o FC Porto. Tanto passe falhado no início da primeira parte diante de um adversário que pouco pressionava é incompreensível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Prático e simples (finalmente)

por Pedro Silva, em 29.03.15

imgS620I152743T20150329212615.jpg 

Foi preciso a nossa Selecção ter ido buscar um Treinador que de tão habituado que estava de fazer da Selecção Helénica algo de jeito para que a nossa Selecção deixasse de ser a “menina bonita” das qualificações para passar a ser o prático mas vitorioso “patinho feio”.

 

Basicamente ante a Sérvia, uma equipa que tem também muita técnica e que trata a bola por tu, era preciso um Portugal prático e sem rodeios. Uma equipa que fosse à frente duas ou três vezes, marcasse o seu golo e depois passasse a maior parte do tempo a controlar a partida. E foi precisamente isto que sucedeu. Não é um jogo bonito de se ver, causa sonolência mas a jogar assim a equipa de todos nós lidera o seu Grupo de qualificação para o EURO 2016 e com jeitinho lá para Junho já terá carimbado o passaporte para a Competição.

 

Para além disto gosto bastante da ideia de Portugal apresentar um 4x4x2 em detrimento do 4x3x3. Quando não se tem Jogadores em forma e capazes para se jogar com um tridente ofensivo e um meio campo de três deve-se procurar soluções que garantam os três pontos da vitória e foi isto que Fernando Santos fez nesta partida da Luz. A solução não é nova dado que Rui Jorge já há muito que vem fazendo tal coisa nos Sub. 21, mas é com agrado que vejo que finalmente se deixou de lado certas teimosias e se aposta agora na melhor solução para cada momento da época. Espero que esta liberdade de pensamento e de trabalho se mantenha durante muitos e bons anos porque acima de tudo somos um País pequeno com muita qualidade mas pouca matéria-prima.

 

Uma palavra de apreço para Cristiano Ronaldo que foi um mouro de trabalhos nesta partida tendo vindo muitas vezes buscar a bola ao meio campo (tal é exigido pelo tal sistema de 4x4x2). Procurou orientar a equipa em campo corrigindo posições e “puxando” os seus colegas para a frente. Fábio Coentrão mostrou a Carlo Ancelotti que pode contar com ele para outar posição que não a de defesa esquerdo e tanto Tiago como João Moutinho realizaram um jogo fabuloso no miolo Luso.

 

Este foi mais um jogo onde Paulo Bento, anterior Seleccionador de Portugal, foi alvo de mais uma série de enormes bofetadas de luva branca. Ricardo carvalho marcou o golo inaugural e hoje ficou mais uma vez demonstrado que um Seleccionador deve ter sempre um espirito aberto e dar oportunidade de jogar pela Selecção quem estiver em melhor forma no momento em detrimento da “Clubite” e birras pessoais… A falta que Ricardo Carvalho e Tiago fizeram no último Mundial de Futebol…

 

Para terminar queria somente dizer que não gostei muito da exibição de Eliseu. O Açoriano esteve mal a defender e atacar e foi inclusive de uma falha clamorosa da sua parte que surgiu o golo do empate dos Sérvios. Eliseu já há muito que enerva Jorge Jesus e hoje ficou demonstrado o porquê de tal coisa…

 

Venha Cabo Verde para vermos o que realmente vale a segunda linha da nossa Selecção!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:34


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D