Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Normal. Tudo normal.

por Pedro Silva, em 01.10.16

imgS620I182011T20161001221055.jpg 

imagem retirada de zerozero

 

Começo por dizer que não há muito para dizer sobre a vitória do Futebol Clube do Porto na Choupana. Os Dragões venceram com naturalidade um Clube Desportivo Nacional que está longe - mesmo muito longe - daquele Nacional que lutava por um lugar “uefeiro”. Não estou com isto a tirar mérito ao FC Porto que venceu hoje por 4 bolas a zero num campo tradicionalmente difícil, mas há que ser honesto e a verdade seja dita este Nacional de Manuel Machado é dos piores dos últimos anos em todos os aspectos do jogo. Obviamente que os comandados de Nuno Espírito Santo (NES) fizeram “letra morta” de tal evidência e realizaram o seu trabalho, se bem que poderiam ter evitado aqui e acolá um ou outro disparate.

 

Manuel Machado optou pela estratégia do costume sempre que defronta o FC Porto na Madeira. Ou seja; “tudo cá atrás, bola para a frente e Salvador Agra” que resolva. A ideia era de ir aguentado as ofensivas dos Azuis e Brancos até ao intervalo para depois aproveitar o nervosismo dos Portistas. Contudo a coisa correu mal ao Professor. Primeiro porque se quer realizar este tipo de futebol tem de ter uma equipa que lhe segurança defensiva (o CD Nacional é a pior defesa da Liga NOS), e segundo o FC Porto marcou cedo no jogo e ganhou moral e tal “deitou abaixo” toda a estratégia dos Alvi Negros.

 

Em suma; o jogo acabou pro correr bem para NES que apostou numa frente de ataque muito móvel que foi apoiada por um meio campo onde Óliver Torres e Héctor Herrera (pelos visto ir ao banco um jogos faz bem ao mexicano) acabaram por estar bem na distribuição de jogo. Danilo Pereira esteve imperial na recuperação de bola/1.ª fase de construção e a defesa portou-se relativamente pois teve um ou outro lance onde “disparatou” e tivesse sido tal diante de uma equipa mais forte do que este Nacional e teria sido a “morte do artista”.

 

Duas notas finais:

 

- Um para aqui pedir para que os comentadores e adeptos do Futebol Clube do Porto (especialmente estes últimos) não façam do Diogo Jota a grande invenção após a roda. O jogo correu bem ao internacional português mas foi somente um jogo. Há que continuar a apostar num jogador jovem cuja formação não está ainda completa. Se porventura o moço não estiver bem no próximo jogo, não comecem já a “crucifica-lo” como é habitual;

 

- Acho uma certa piada aos nossos Jornalistas… O Sporting CP empatou em Guimarães depois de ter estado a vencer pro 3 bolas a zero. O SL Benfica vai ainda medir forças amanhã com o Feirense na Luz. Mas para esta malta toda o grande beneficiado da ronda é, precisamente, o SL Benfica! Patético.

 

Chave do Jogo: Apareceu ao minuto 11´ para resolver – em definitivo - a contenda a favor do Futebol Clube do Porto. É nesta altura que Diogo Jota marca o tento inaugural dos Dragões e “arrasa por completo” com toda a táctica que o CD Nacional tinha delineado para este jogo.

 

Arbitragem: Bom. Rui Costa a sua equipa de arbitragem levaram a cabo um bom trabalho no que à arbitragem diz respeito. Erraram num ou noutro fora de jogo do ataque Portista mas no cômputo geral realizaram um bom trabalho. Rui Costa ajuizou bem o lance que determinou a expulsão de Tobias Figueiredo por duplo amarelo.

 

Positivo: Otávio. Está visto que o “miúdo” não sabe o que é jogar mal. Otávio joga, faz jogar e sabe “enervar” o adversário. Um excelente reforço proveniente da formação Azul e Branca.

 

Negativo: Defesa Portista. Mais uma vez tenho de colocar a defesa no “vermelho”. Esteve bem nos momentos críticos, mas complicou em alguns lances simples.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Mais do mesmo (não se deixem enganar)

por Pedro Silva, em 14.12.15

imgS620I166411T20151214131923.jpg 

Ianmgem de zerozero

 

Num jogo que começou ontem (Domingo) e só terminou hoje (Segunda) por causa do famoso nevoeiro da Choupana, o Futebol Clube do Porto confirmou aquilo que eu já sabia: está a piorar a cada jogo que realiza! Ao contrário de outras equipas que vão melhorando o seu jogo á medida que se aproxima a fase decisiva da época (meados de Janeiro/Fevereiro).

 

Já sei que haverá por aí muito crente que vai aproveitar esta “tristonha” (para não dizer medrosa) vitória ante o CD Nacional para dizer que afinal Lopetegui até sabe o que faz. E efectivamente sabe… Sabe como colocar um dos “Grandes” do nosso futebol a “jogar à equipa pequena”. Isto de após o intervalo se meter a defender o 2 a 1 é de génio. Não haja dúvida de tal! Julen está mesmo muito à frente do seu tempo. Nós, simplórios adeptos e Treinadores adversários, é que não o entendemos.

 

Os Azuis e Brancos marcaram um golo de canto. Coisa rara! Eu não tenho jeito nenhum para jogar Basquetebol mas às vezes tenho a sorte de conseguir marcar um triplo á moda da NBA! Lopetegui que não melhore este aspecto que não é preciso… E que continue a teimar na sua “posse pela posse” que vai longe. Nada de pressionar o portador da bola quando não se tem a posse da bola, transições rápidas nem pensar e velocidade de execução sempre no devagar, devagarinho que é assim é que é bom.

 

Mas vá, o mais importante ficou feito. O Porto venceu e a luta pelo Título continua. Mas parece-me que a jogar assim o Dragão vai acabar por entregar o Título em Alvalade já no princípio de 2016.

 

Ainda sobre o CD Nacional 1 x FC Porto 2 gostaria de fazer nota de um lance polémico na grande área Azul e Branca. Ao que parece no meio do nevoeiro e com uma câmara por detrás da baliza de Casillas os comentadores ad SPORTTV conseguiram descortinar o dito lance… Só é pena que não façam o mesmo esforço quando os visados são SL Benfica e Sporting CP. Adiante que isto de empurrar Jogadores da barreira e de os impedir de se mexer é uma coisa perfeitamente normal!

 

Chave do Jogo: A dita surgiu ao intervalo e poderia ter ajudado a equipa de Manuel Machado. Isto porque durante a primeira parte da partida os Dragões revelaram algumas dificuldades em controlar o meio campo dos Alvi Negros devido à lesão de Danilo e Julen Lopetegui em vez de ao intervalo ter procurado reforçar o meio campo (Rúben Neves não é, nem nunca será, um trinco) resolve retirar do campo Layún - que estava a realizar um bom jogo - para colocar em campo Maicon, passando desta forma a jogar com 3 centrais em campo (com Indi no lugar de Layún). Foi a partir deste momento que o Nacional se tornou mais perigoso e causou muitos problemas ao FC Porto que se preocupou sempre mais em gerir um 2 a 1 a seu favor do quem resolver a partida de uma vez.

 

Positivo: Herrera. São raras, muito raras mesmo, as ocasiões em que o Mexicano mostra serviço e a razão pela qual a SAD Portista apostou tanto nele e diante do Nacional vimos o melhor que Herrera pode fazer pelo Clube Azul e Branco. Uma opçãop a manter no onze inicial caso o Mexicano volte a mostrar a alma e garra que mostrou nesta partida.

 

Negativo: A escassez/excesso do actual plantel do Futebol Clube do Porto. Já há muito que venho ouvindo um comentador da Atena 1 dizer que os Azuis e Brancos têm excesso de opções para determinadas posições e escassez noutras e esta partida da Madeira mostrou-nos isto mesmo. Efectivamente não existe um suplente de Danilo tendo muitas vezes Julen Lopetegui de recorrer à adaptação de Rúben Neves e/ou Imbula á posição de trinco e depois a equipa acaba por sentir a adaptação perdendo imensa qualidade no seu meio campo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:03


A verdadeira maldição da Ilha

por Pedro Silva, em 13.12.15

O encontro entre o FC Porto e o Nacional foi adiado, este domingo, devido ao forte nevoeiro na Choupana. As duas equipas ainda conseguiram jogar 75 minutos, com três interrupções pelo meio, mas a equipa a arbitragem falou com as duas partes envolvidas e o jogo acabou mesmo por ser adiado para esta segunda-feira, às 12h30, para o reatamento dos restantes 15 minutos.

 

O treinador dos azuis e brancos, Julen Lopetegui, decidiu fazer duas alterações no onze inicial face à equipa que apresentou no encontro com o Chelsea em Stamford Bridge Rúben Neves e Aboubakar regressaram à equipa, saindo Maicon e Imbula.

 

Os primeiros 14 minutos foram frenéticos na ilha da Madeira, uma vez que foi neste curto espaço de tempo que foram apontados os três golos da partida. Marcano abriu o marcador logo aos seis minutos de jogo, Willyan restabeleceu (8') o empate para a equipa da casa, mas Brahimi voltou a colocar os Dragões em vantagem aos 14 minutos.

 

O árbitro Jorge Sousa decidiu suspender o encontro já depois de ter ordenado outras duas paragens, a primeira de cerca de cinco minutos, entre os 66 e 71, e a segunda, mais curta, entre os 78 e os 80.

 

Perante as reduzidas condições de visibilidade, o árbitro da associação do Porto ordenou uma terceira paragem e as duas equipas recolheram aos balneários ao minuto 84.

 

Esta época, o jogo União da Madeira-Benfica, da sétima jornada, foi adiado também devido ao nevoeiro que se abateu sobre o mesmo estádio. O jogo que acerta o calendário está marcado para terça-feira.

 

Sem condições para seguir, a equipa de arbitragem decidiu suspender o encontro da 13.ª jornada depois de ter estado parado por mais de uma hora. Esta segunda-feira, jogam-se os restantes 15 minutos.

 

In SAPO Desporto

 

No Universo Portista há quem nos últimos  tempos se refira às deslocações do Futebol Clube do Porto à Madeira como "a maldição da ilha" (fruto dos maus resultados Azuis e Brancos sempre que joga na Pérola do Atlântico) mas para mim a verdadeira maldição da ilha é o facto de os três Clubes da Madeira não se entenderem por forma a jogarem todos no mesmo Estádio. Obrigando a que desta forma as equipas visitantes tenham de passar pelo calvário do Estádio da Madeira...

nevoeirobenfica.jpg 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:39


Vencer sem nada mudar

por Pedro Silva, em 02.12.15

imgS620I165739T20151202214200.jpg 

Imagem de zerozero

 

Acreditem ou não mas jogos a meio da semana são um tremendo desafio para mim. Perdi quase uma primeira parte inteira deste CF União da Madeira 0 x FC Porto 4. Para mais os três golos azuis e Brancos foram marcados na primeira parte deste jogo que permitiu aos Portistas reduzir a distância pontual para o Sporting CP para 2 pontos.

 

Mas pelo que fui lendo nas crónicas do jogo, opiniões radiofónicas e do que vi na segunda parte retiro a conclusão que serve de título a este texto: Vencer sem nada mudar. A única grande diferença foi que os Portistas marcaram o primeiro golo aos 12m e aos 22m da partida já est6avam a vencer por 3 a 0. Ou seja; o Futebol Clube do Porto de Julen Lopetegui marcou nos primeiros 20 minutos de jogo, altura em que a equipa Azul e Branca pressiona o seu adversário antes de entrar na “morronice” habitual do passe para os lados e para trás até entrar em desespero total porque o golo não surge.

 

Em suma, a eficácia esteve hoje do lado dos Portistas e acabou por esconder um pouco o sempre problemático FC Porto da posse pela posse até que alguém tenha um lance de génio e resolva a partida.

 

Espero sinceramente que Julen não vá nesta cantiga e exija à sua equipa que jogue os 90 e poucos minutos de uma partida de futebol da mesma forma pressionante e dominadora como joga nos 20m da primeira parte dos jogos. Assim como também espero que Lopetegui não volte a dizer mal das arbitragens quando perde e/ou empata e passe ao lado das ditas quando ganha.

 

Chave do Jogo: Penso que é claro para todos que a partir do minuto 22 o jogo já estava mais do que decidido para os Azuis e Brancos. A partir daí, com a Chave do Jogo na sua mão, os Dragões necessitaram somente de ir gerindo a partida ante uma equipa muito organizada e que lutou muito até ao fim.

 

Positivo: Obviamente que tenho de destacar pela positiva a eficácia Portista que deu os três pontos aos Dragões e permitiu uma grande aproximação ao líder ad Liga NOS. Positiva foi também a postura dos Madeirenses que “lutaram” até ao fim não obstante terem sofrido uma pesada derrota.

 

Negativo: A expulsão de Pablo Osvaldo. O Italo-argentino não pode ter aquele tipo de atitudes em campo e para mais o árbitro da partida era Bruno Paixão (o tal que tem um problema crónico sempre que tem pela frente uma camisola Azul e Branca) o que torna ainda mais incompreensível o comportamento de Osvaldo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:47


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D