Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma vitória é sempre uma vitória, mas…

por Pedro Silva, em 19.12.14

quaresmasetubal1LUSA.JPG 

Sexta-feira gélida na Cidade Invicta e Estádio do Dragão com pouca gente nas bancadas. Os desaires desportivos têm o condão de mostrar a verdadeira face dos adeptos, daí a pobreza franciscana de que falei atrás. Mas quem lá estava esperava que os Dragões dessem uma resposta em condições ante um Vitória de Setúbal fraquíssimo para que as feridas deixadas pela derrota ante o SL Benfica sarem mais rapidamente.

 

E a coisa até que começou bem. Devagar, devagarinho os Dragões lá iam tomando conta da partida. Julen Lopetegui apresentou alterações na equipa por força da suspensão de Casemiro e porque quis fazer descansar Brahimi uma vez que o Argelino não tem estado no seu melhor nos últimos jogos. Os golos da primeira parte surgiram com naturalidade uma vez que o Setúbal de Domingos não fazia absolutamente nada em campo. Fabiano era um mero espectador.

 

O problema foi a segunda parte. Um tremendo sacrifício para os pobres desgraçados que estavam nas bancadas. Para além de termos de “levar” com um Setúbal que não jogava absolutamente nada, tivemos também de “gramar” um Futebol Clube do Porto que já estava mais preocupado com as rabanadas do que em trabalhar e aproveitar a tremenda fragilidade do seu adversário. Nesta altura eu quase que adormecia por várias vezes no meu Lugar Anual! Lopetegui bem que tentou dar a volta á situação, mas mais uma vez não conseguiu. Ou melhor, conseguiu quando colocou Brahimi em campo uma vez que o Argelino, mesmo tendo entrado quase em cima dos descontos, conseguiu marcar um golo e “arrancar” uma Grande Penalidade que Danilo converteu.

 

Não se percebe este “apagão” dos Azuis e Brancos após terem marcado os dois primeiros golos. A equipa Portista não tem assim tantos jogos disputados e ainda estamos a meio do campeonato. Se isto é assim nesta altura, então quando chegarmos a Fevereiro vai ser o descalabro total.

 

Ah, vai ser "giro" quando Brahimi se ausentar em Janeiro/Fevereiro para disputar a Taça das Nações Africanas (CAN) pela sua Selecção. E vamos a ver como virá o Jogador da Competição porque o futebol Africano é exageradamente físico…

 

Mas apesar de tudo uma vitória é sempre uma vitória. Não me venham é dizer que foi categórica e que o FC Porto jogou bem. Isto está complicado e nesta altura do ano existe a obrigação de fazer bem melhor, mas também quem andou a brincar às rotações e ao tiki taka no início da temporada não pode esperar chegar a esta altura e apresentar uma equipa com um modelo e estilo de jogo devidamente definido.

 

Vamos lá ver se o Gil faz uma surpresa na Luz. Seria uma prenda de Natal interessante para Lopetegui “y sus muchachos”, mas não me acredito muito nisto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


O Deco ressuscitado?

por Pedro Silva, em 20.12.13

Já no jogo de Vila do Conde que tinha dito para mim mesmo que este Carlos Eduardo me fazia lembrar o Deco. Não aquele Deco dos tempos de Fernando Santos e Octávio Machado mas sim o de Mourinho que era o cérebro da equipa e pelo qual passava todo o jogo da equipa Portista.

 

Carlos Eduardo é neste momento o Deco ressuscitado e por ele passa todo o jogo do Futebol Clube do Porto de Paulo Fonseca (com excelentes resultados). Depois de uma sempre complicada vitória ante o Rio Ave, eis que surgiu agora uma goleada ante o fraco Olhanense graças a um futebol que foi sempre muito fluido por obra e graça de Carlos Eduardo.

 

E não me canso de repetir: porquê carga de água Paulo Fonseca só agora descobriu este novo Deco. Foi preciso quase meia temporada para tal!

 

Ainda vai a tempo mas bem que se poderia ter evitado tanta inquietação. Bastava que Quintero tivesse sido relegado de imediato para a equipa B para aprender como se joga futebol (porque só atacar não serve) e se tivesse apostado forte no Brasileiro.

 

Vamos agora a ver se as boas exibições não “sobem à cabeça” do Carlos Eduardo. Ainda tem muito para mostrar e para melhorar.

 

Lá com isto os anti Paulo Fonseca metem mais uma vez a viola ao saco. Afinal o Homem não é assim tão tosco como diziam e isto de mandar postas de pescada da bancada contra o treinador acaba sempre muito mal.

 

E diziam os anti PF que era contratar já o André Villas-Boas e mandar o Fonseca para a rua. Até houve Portistas que queriam que o FC Porto tivesse perdido em Vila do Conde para que AVB regressasse ao Dragão. Não fossem estes mesmos Portistas meus amigos e podem ter a certeza de que os apelidaria de ridículos. Kompensan recomenda-se! E já agora juízo também!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D