Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Grande, grande Clássico

por Pedro Silva, em 26.09.14

Este Sporting CP x FC Porto foi dos melhores que vi até à data. Ambas as equipas deram tudo por tudo para ganhar o jogo e durante os 90 e poucos minutos os Atletas deliciaram-nos com pormenores extraordinários. Tivemos bolas na barra, grandes defesas e muita magia com a bola nos pés.

 

Jogos deste calibre precisam-se e lamenta-se profundamente que os Dirigentes do Futebol transformem tal em batalhas campais como tem feito tristemente o Presidente do Clube Leonino nos últimos tempos, mas isto é tema para outras crónicas.

 

Quanto ao Futebol Clube do Porto, que é isto que me interessa analisar, penso que perdeu dois pontos por culpa própria. Nunca gostei do tiki taka mesmo quando este era aplicado na perfeição pelo FC Barcelona de Guardiola, pelo que também não aprecio este modelo de jogo no Dragão. Isto de ter muita posse de bola mas andar com ela para os lados e para trás não nos leva a lado algum. O empate foi alcançado através de uma transição rápida e acho que os Azuis e Brancos têm muito mais a ganhar se começarem a aplicar um pouco de mais profundidade ao seu futebol.

 

Mas atenção, esta profundidade exige que o meio campo Portista consiga fazer a ligação defesa/ataque com e sem Óliver. E foi isto que deu uma parte de avanço aos Viscondes, para além de que os extremos dos Portistas devem ser rápidos e eficazes, coisa que Ricardo Quaresma não foi durante o tempo em que esteve em campo e se calhar por aí vemos a razão pela qual se tem sentado muitas vezes no banco de suplentes.

 

Duas notas finais:

 

- Marcano faz lembrar Pedro Emanuel. Corta a bola para onde está virado e passes longos em condições não é com ele. Não comprometeu, mas poderia ter feito melhor;

 

- Rui Patrício voltou a mostrar que é um “monstro” entre os postes. O Guardião Português “enche por completo” a sua baliza e foi muito por culpa disto que Jackson ficou em branco esta jornada, mas continua a pecar nos lances aéreos. Tal poderia ter sido aproveitado pelo FC Porto, mas o raio do tiki taka que Julen pretende teimosamente implementar não contempla este tipo de lance no seu programa.

 

E pronto, quanto a Campeonato nada está perdido mas devia ter-se feito mais, muito mais, mas isto ainda está no início e muita água vai correr por debaixo da ponte. Venha o FC Shakhtar Donetsk!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15


Contra tudo e contra todos

por Pedro Silva, em 21.09.14

Se há coisa que mais detesto é falar de arbitragens. Os árbitros erram, são Humanos e nunca serão perfeitos por muito que lhes exijamos tal. Contudo quando o erro tende sempre para o mesmo lado com protagonistas diferentes a apitar não há paciência que aguente. Não dá e lamento ter de chegar a este ponto.

 

Se em Guimarães eu ainda fui como o outro e fiz de mercador quanto às queixas, pelos vistos válidas, dos Azuis e Brancos sobre o Homem do Apito, já nesta partida em casa ante o Boavista sou obrigado a ter de pensar e reagir de forma diferente.

 

Maicon é mal expulso e houve uma enorme dualidade de critérios uma vez que os Atletas do Boavista FC fartaram-se de fazer igual cena com a sanção a cifrar-se sempre num simples cartão amarelo. E pior é o cenário quando a expulsão do Brasileiro do FC Porto se dá quase no início da partida ante uma equipa do Bessa que não fez nada mais senão anti jogo.

 

É uma pena e uma tristeza que cá pelo Porto tenhamos de voltar ao velho lema do contra tudo e contra todos. Fica mal ao Futebol Luso este tipo de comportamento, mas quando da parte de quem tem o poder de decisão surgem cenas como estas em benefício claro de terceiros é natural que o radicalismo venha ao de cima. Quem fica a perder com tal é o Futebol Português que parece ter entrado numa lógica de que só pode ganhar quem melhor servir os interesses da Nação.

 

Quanto ao jogo em si, aquilo que deveria realmente interessar, resultado mais que injusto ante um Boavista que sempre esteve mais interessado em distribuir pancadaria do que em jogar futebol.

 

Nada tenho a apontar ao Treinador Basco dos Dragões que mesmo com dez conseguiu manter o equilíbrio da equipa. Só não soube lidar com o estado em que o relvado se encontrava, mas é preciso relembrar os mais esquecidos de que uma vez o Futebol Clube do Porto foi obrigado a ter de jogar na piscina da Associação Académica de Coimbra, mas estas são obras típicas do Futebol Português com as quais há que saber lidar e dar a devida resposta já na jornada seguinte em Alvalade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


A mudança

por Pedro Silva, em 09.03.14

Primeiro jogo pós era Paulo Fonseca. Segui o jogo via TV dado que não tive oportunidade de ir ao Dragão e afirmo que, não obstante a “gorda” vitória”, ainda há muito para melhorar.

 

Dando uma de treinador de bancada digo-vos que gostei de ver o Futebol Clube do Porto jogar novamente no 4x3x3 com o qual se identifica. Foi também interessante ver que este FC Porto de Luís Castro tenta jogar com as suas linhas mais próximas e bem subidas, o que faz com que os Jogadores consigam criar mais passes e possam aproveitar os ressaltos das sobras que surgem dos cortes das defesas contrárias.

 

Mas este bom momento do Dragão durou somente 20 minutos. Daí para a frente voltamos a ter em campo uma equipa Azul e Branca trapalhona, insegura, com passes falhados e a cometer muitas asneiras na defesa. O golo do Arouca foi uma naturalidade e foi penoso ver a Nação Azul e Branca com o credo na boca até ter surgido o terceiro golo.

 

Temos por tanto que ainda há muito para melhorar.

 

Sempre disse, e mantenho, que não há treinadores com varinhas de condão que mudem tudo de um momento para o outro. O Professor Luís Castro tem a seu favor o facto de não lhe ser exigido nada mais senão o possível, mas sabendo eu como funciona a massa adepta em Portugal é natural que mais jogo, menos jogo os “Opinadores” e os “Gurus” da bola vão estar a exigir a cabeça do Homem.

 

Uma nota final para as duas Grandes Penalidades a favor dos Portistas. Não sei se foram bem marcadas ou não e nem quero saber. O que eu sei é que em Setúbal o Sporting CP foi beneficiado e prejudicado pelo Árbitro do jogo. Mas como para a semana o Dragão vai a Alvalade é natural que os Viscondes andem com aquela comichão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:42


Digam lá outra vez?

por Pedro Silva, em 30.12.13

Vai para aí uma histeria no Mundo Leonino que dificilmente se percebe dado que estamos a falar do suposto “terceiro grande” do Futebol Português.

 

Tanta festa depois de um empate em casa com o FC Porto faz-me lembrar o “defunto” Campomaiorense quando este obteve o mesmo resultado ante o mesmo adversário na altura em que o Clube Alentejano militava na divisão principal do nosso futebol.

 

Pergunto-me se os adeptos Sportinguistas se aperceberam que os Portistas não quiseram saber deste jogo da Taça da Liga para nada. Vejam lá que no FC Porto até jogaram Atletas que vieram directamente do seu local de férias para o jogo como foi o caso de Jackson e Quintero.

 

Mas não quero estragar a festa à malta de Alvalade.

 

Concluo apenas com uma frase que escrevi no mural do facebook de uma pessoa amiga que é Sportinguista:

 

Bastou o GR da Equipa B do FC Porto para travar este super, hiper, mega Sporting

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:55


Notas do último Clássico

por Pedro Silva, em 29.12.13

O último Clássico de 2013 terminou empatado a zero. Estas são algumas notas que retirei desta partida:

 

- O Sporting CP é tão híper, super, mega forte que não consegue derrotar um FC Porto que jogou com dez (Carlos Eduardo foi expulso). E diga-se que os Dragões não estavam muito interessados em ganhar o jogo;  

 

- Tem a sua piada ouvir Leonardo Jardim a celebrar mais uma vitória moral. Já deu para perceber que palhaçada vai fazer o Presidente do Sporting;

 

. E também tem a sua piada ouvir a Comunicação Social a levar aos píncaros este empate do Sporting. Quem os ouve até pensa que os Leões ganharam alguma coisa;

 

- Já vem sendo hora de se acabar de vez com as expulsões estúpidas. Carlos Eduardo tem de perceber que está em campo para jogar futebol e não para forçar expulsões;

 

- Nabíl Ghilas jogou e mostrou que está gordo como tudo. A sua moral está muito em baixo e agora se percebe por que razão Paulo Fonseca prefere apostar num Jackson perdulário e trapalhão que no Argelino;

 

- Danilo anda a “meter nojo aos cantos”. Provocador e desconcentrado criou situações de perigo à defesa do FC Porto sem necessidade. Foi preciso que Carlos Eduardo tivesse visto o cartão amarelo para que Danilo acordasse para a realidade;

 

- Herrera é um desastre natural. Todo o passe que não seja para trás e para os lados é um desafio para o Mexicano. Por causa dele muito do jogo do FC Porto “empanou” por completo. Não o vejo a melhorar e a continuar assim penso que vai sendo hora de Paulo Fonseca começar a pensar seriamente em colocar Herrera a fazer companhia a Quintero na Equipa B.

 

Venha então 2014 com jogos bem mais importantes que este. E já agora espero que os próximos adversários do Sporting CP tenham percebido o quão banal é esta equipa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:09


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D