Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Duelo

por Pedro Silva, em 03.07.16

The_Duel_(2016_film).jpg

DramaWestern - (2016) "The Duel"

Realizador: Kieran Darcy-Smith 

Elenco: Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Alice Braga, Emory Cohen

 

Sinopse:  Um Texas Ranger, membro da força policial do estado do Texas, investiga uma sucessão de mortes inexplicáveis em uma cidade chamada Helena.

 

Critica: Ora aqui está mais uma aposta ganha. Um bom western da nova geração de westerns. Muito bom o trabalho de Kieran Darcy-Smith  neste seu “O Duelo”. Só não é perfeito porque ao longo do filme damos de caras com algumas falhas técnicas. Mas não deixa de ser um bom e muito cativante western.

 

“O Duelo” presenteia-nos com um argumento extraordinário. Uma história com princípio, meio e fim carregada de drama, acção, thriller, aventura e trama. É de todo impossível não se gostar do argumento deste filme que fica ainda mais rico quando sabemos que se baseia em factos verídicos da história dos Estados Unidos da América. Uma tremenda lição para quem produz muita da “porcaria” que vem de Hollywood e arredores.

 

Quanto ao elenco tenho de tirar o meu chapéu e fazer uma enorme vénia a Woody Harrelson. O actor esteve simplesmente genial e é ele, quer se queira ou não, a alma desta produção de Kieran Darcy-Smith. Um “papelaço” para se ver e rever. Liam Hemsworth também não esteve nada mal sem no entanto ter sido brilhante. Já Alice Braga e Emory Cohen estiveram muito razoáveis se bem que a actriz Alice Braga levou a cabo um trabalho – a meu ver – muito mediano.

 

Quanto aos cenários e banda sonora, na minha modesta opinião, os primeiros bem que poderiam e – deveriam - estar bem mais trabalhados e filmados dado que em muitos momentos parecem algo repetidos, vagos e escuros. Já a banda sonora bem que poderia ter sido estendida a todo o filme dada a sua excelência.

 

Concluindo; trata-se de uma produção cinematográfica que tem o meu selo de recomendação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:07


Eu sou a Lenda

por Pedro Silva, em 16.10.15

eu_sou_a_lenda.jpg 

Drama, Ficção Científica, Suspense (2007) - “I Am Legend”

Realizador: Francis Lawrence

Elenco:  Will Smith, Alice Braga, Charlie Tahan

 

Sinopse: Robert Neville é um brilhante cientista, mas nem mesmo ele foi capaz de conter o terrível vírus criado pelo homem. Por algum motivo imune ao vírus, Neville é agora provavelmente o último ser humano sobrevivente na cidade de Nova Iorque e, talvez até, no mundo. Durante três anos, diária e incessantemente, Neville enviou mensagens via rádio, desesperado à procura de outros sobreviventes que como ele pudessem ter resistido... Mas Neville não está sozinho. Mutantes, vítimas da praga – Os Infectados – espreitam na sombra, observando cada movimento seu, à espera que cometa um erro fatal. Última esperança da humanidade, Neville é impelido por uma única derradeira missão: descobrir um modo de inverter os efeitos do vírus, utilizando o seu próprio sangue imune. Mas o seu tempo esgota-se rapidamente.

 

Critica: Antes de mais há que dizer que já conhecia este filme só que ainda não o tinha visto com “olhos de ver”, daí que o impacto do mesmo não tenha sido muito grande contudo, tendo em conta uma série de variáveis, atribuo-lhe um satisfaz +. Não creio que mereça muito mais do que isto e mais à frente irei explicar porquê.

 

Francis Lawrence mostra-nos que é possível criar cinema de qualidade e interessante sem recorrer em massa a elencos de luxo e com cenários pouco variados. Basta que se junte a esta fórmula um argumento com “cabeça, tronco e membros” e temos aí um excelente filme,

 

Contudo este “Eu sou a Lenda” peca numa parte vital do seu argumento. O dos “membros” dado que o seu final é um tudo ou nada tristinho, previsível e enfadonho… Uma espécie de cliché, um Déjà vu que retira muita da carga emocional que este filme nos transmite. Sei que existe um final alternativo para o fito e faço votos de que seja um tudo ou nada melhor pois o grandioso trabalho de Will Smith merecia um final de história ao seu nível de excelência do actor.

 

Relativamente ao elenco já disse o que tinha a dizer. Will Smith leva a cabo um trabalho exepcional e é ele a razão desta produção de Francis Lawrence. O resto é paisagem e ponto final.

 

Relativamente ao cenário e banda sonora, também já aqui o disse. “Eu sou a Lenda” foi exemplarmente trabalhado no que á questão dos cenários diz respeito mostrando que não é preciso muito par se fazer um bom filme e a banda sonora não aquece nem arrefece (o outro ponto negativo deste trabalho de Francis Lawrence.

 

Em suma, trata-se de um filme que entretêm mas que não deixa de ser mais um na vasta galeria dos filmes apocalípticos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19


Elysium

por Pedro Silva, em 16.09.13

Ficção Cientifica, Acção, Thriller (2013) - "Elysium"

Realizador:  Neill Blomkamp 

Elenco:  Matt Damon, Jodie Foster, Sharlto Copley, Alice Braga, Diego Luna, Wagner Moura, William Fichtner

 

Sinopse: Em 2159, o Mundo está dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, pobre, vive na Terra, repleta de pessoas e em grande decadência. Por um lado, a Secretária do Governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de Elysium, por outro, um pobre cidadão da Terra (Matt Damon) tenta um plano ousado para trazer de volta a igualdade entre as pessoas. E a estreia, no cinema internacional, do nosso Wagner Moura, no papel de Spider.

 

Está engraçado. A história é original e parte de uma base diferente. Apenas se lamenta que o desenrolar do filme se centre sempre no mesmo, ou seja, existe um vilão que é muito mau e um bonzinho que tem a consciência pesada. Mas apesar de tudo até que é um bom filme e dá para passar bem o tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D