Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



catalunya-espanya2.jpg

Antes de mais deixo aqui um pequeno, mas muito importante, ponto prévio: não sou Unionista nem Separatista. Sou da opinião de que qualquer problema, seja ele qual for, deve ser analisado no seu todo e não somente na parte que dá mais jeito como faz muito boa gente cá pelo burgo Lusitano. Posto isto, entremos então na questão de facto.

 

Na Região Administrativa Espanhola de nome Catalunha realizou-se uma sondagem que questionou os locais se querem ou não que a sua Região se torne Independente. Segundo notícias e dados fornecidos por quem levou a cabo a dita sondagem, o sim terá vencido com uma larga margem.

 

Ora, sem querer entrar na questão jurídica da coisa porque a ilegalidade do caso é por demais evidente, deixo aqui a pergunta: Por acaso os Separatistas Portugueses que simpatizam com a Independência da Catalunha e que “soltaram foguetes” de contentamento com a dita sondagem sabem o que é a Catalunha?

 

A meu ver não! Estes acham que a Catalunha é somente a Região Administrativa Espanhola que tem este nome e nada mais. Desconhecem qual a verdadeira bandeira da Catalunha e confundem-na facilmente com a Estelada (diga-se desde já que existem muitas variantes da Estelada, o que aumenta ainda mais a confusão).

 

A Catalunha no verdadeiro sentido do termo, segundo a sua história, não começa e acaba na Região Espanhola que tem este nome. A Catalunha é composta por território das Regiões Espanholas da Catalunha, Valência, Aragão, Ilhas Baleares, Regiões Administrativas da França, Itália e o Micro Estado Andorra.

 

Agora pergunto: As populações da Regiões/Micro Estado que citei atrás foram escrutinadas nesta tal de sondagem para se poder falar em Catalunha Independente? Não, obviamente que não!

 

Então porquê carga de água os Independentistas, e quem simpatiza com a sua causa em Portugal, berram a plenos pulmões por vitória na sondagem de 9 de Novembro de 2014? Como se pode falar de independência da Catalunha se apenas uma parte do seu vasto território foi ouvido sobre este tema?

 

Isto tudo tem um nome: Politiquice. Basta ver as reacções que os Partidos e Instituições Politicas tiveram na Região Administrativa Espanhola Catalunha para que facilmente se perceba que o que está em cima da mesa não é a Independência mas sim uma corrida desenfreada áquilo que popularmente se designa por “tacho”.

 

Quanto aos que cá por Portugal defendem tal coisa, estes só podem padecer de um grave e sério problema: desonestidade intelectual.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:18


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.11.2014 às 13:46

ste é um daqueles graves problemas sociais que insistem em agitar-se diante dos olhos de uma Espanha obstinada, cega de fúria, incapaz de ver que, mesmo agitado com força, não vai desaparecer.
Com a guerra político-judiciária que abala o país vizinho neste momento, já não se trata mais de defendermos se a Catalunha deve ou pode ser um estado independente, mas sim se os cidadãos catalães podem ou não dizer o que querem para o seu futuro.
Depois da posição exemplar da Grã-Bretanha, que permitiu o referendo e - mais importante - promoveu um debate popular alargado sobre a posição da Escócia no Reino Unido, fica muito mal para outra das auto denominada novas democracias da Europa escudar-se numa constituição com vestígios fascistas para impedir a simples (e soberana) manifestação da vontade popular. Faz-nos pensar que o medo da resposta do povo é maior do que a responsabilidade de ouvir e ter em conta a opinião expressa pela população. É uma vergonha, que se alastra e cobre-nos a todos os que pactuamos com ela, com o nosso silêncio, com a passividade do nosso assentimento calado.
Um problema como o catalão não se pode resolver fingindo que não existe. Isso já o tentou o Franquismo, sem resultados, através da repressão, da tortura, da morte. A solução está justamente na discussão, no debate, na frontalidade. Isso, sim, fazia da Espanha um país moderno, grande e uno, em vez de uma monarquia com aspecto medieval, absolutista, absurda e extemporânea...  
Visca Catalunya lliure. Livre para para pensar, dizer e escolher!
Imagem de perfil

De Pedro Silva a 10.11.2014 às 15:28

Anónimo pergunto se porventura percebeu alguma coisa daquilo que aqui escrevi sobre a questão da Catalunha. É que não me parece. 


Critica a Espanha (não digo que com ou sem razão), mas deixa de fora a França, Itália e Andorra. Porquê?


Depois como se pode falar de uma Catalunha independente quando só é pública tal vontade da parte dos Catalães de Espanha? E mesmo daí só os da Catalunha reclamam tal direito. Que tem os Catalães da Catalunha Espanhola a mais que os outros Catalães para poderem denominar-se como a voz da Catalunha quando são somente uma fracção de um "Estado" fragmentado por 4 Estados?

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D