Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Banqueiro da Resistência

por Pedro Silva, em 18.11.18

41b56aaf6c3e86477cfbe9bfe3dfb11ff82d0beb.jpg

"Bankier van het Verzet"

DramaGuerra - (2018)

Realizador: Joram Lürsen

Elenco: Barry Atsma, Jacob Derwig, Pierre Bokma

 

Sinopse: Em Amesterdão, durante a ocupação nazi, os irmãos banqueiros Walraven (Barry Atsma) e Gijs van Hall (Jacob Derwig), insatisfeitos com a situação ditatorial do país, decidem realizar um plano ousado: fundar uma resistência holandesa e sabotar a invasão alemã através de um exército recrutado de maneira ilegal em plena Segunda Guerra Mundial.

 

Critica: Ora aqui está uma obra cinematográfica que não sendo algo de extraordinário me satisfez por completo. É claro que a base histórica me encheu o gosto e fez com que esta aposta numa produção holandesa tivesse sido um tremendo “tiro  na mouche”.

 

O argumento deste “Bankier van het Verzet” está simplesmente divinal. Uma “delícia” para quem - como eu - aprecia uma boa história “quase” verídica da 2.ª Guerra Mundial. Muito especialmente se estivermos a falar de uma história onde a violência tem um papel quase que residual. O tremendo “senão” do argumento elaborado e trabalhado pelo realizador deste filme reside, tão-simplesmente, no triste facto de a determinada altura termos de lidar com um corte no desenrolar da história. Tal não afecta gravemente o filme dado que a trama continua e a recta final do dito é super interessante, mas bem que o tal corte poderia não ter existido.

 

Sobre o elenco pouco há a dizer. Nada há a apontar ao seu normal (normalíssimo em certos momentos) desempenho. Souberam desempenhar os seus papéis e contribuíram, desta forma, para que este filme acabasse – na minha perspectiva - por ser bem-sucedido.

 

Por último uma palavra de enorme apreço para os cenários e banda sonora. Os primeiros estão superiormente bem filmados e muito bem enquadrados com a época em que tudo se desenrola. No campo dos cenários é notório o extenso trabalho da equipa do realizador. Muito boa esta, também, a banda sonora que nos acompanha desde o princípio ao fim deste filme.

 

Concluindo; “Bankier van het Verzet” pode não ser uma produção cinematográfica brilhante mas por tudo o que escrevi merece o meu profundo e sincero destaque pela positiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Publicidade


Futebol Clube do Porto

<<

Dios falleció (RIP 25/11/2020)

<<


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds