Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mínimos

por Pedro Silva, em 31.07.15

Mínimos.jpg 

Animação, Comédia (2015) - "Minions"

Realizador:  Pierre Coffin, Kyle Balda

Elenco: Pierre Coffin, Chris Renaud, Sandra Bullock, Jon Hamm, Jennifer Saunders, Steve Carell

 

Sinopse: A história dos Mínimos começa nos primórdios dos tempos. A partir de organismos unicelulares amarelos, os Mínimos desenvolveram-se ao longo das eras, servindo sempre o mais maldisposto dos mestres. Sendo incapazes de manter os mestres – de T-Rex a Napoleão, os Mínimos encontram-se sem ninguém a quem servir e entram em profunda depressão. Mas um Mínimo chamado Kevin tem um plano e, juntamente com o rebelde Stuart e o adorável Bob, aventuram-se pelo mundo à procura de um novo e malvado chefe para seguirem. O trio embarca numa emocionante viagem que os conduz até à nova potencial líder, Scarlet Overkill, a primeira super-vilã do mundo...!

 

Critica: Começo pela nota que irá, com toda certeza, ditar o desfecho final desta minha crítica. Ora a nota que atribuo aos Mínimos de Pierre Coffin e Kyle Balda cifra-se num Satisfaz mais. Nem mais, nem menos.

 

Para ser sincero estava à espera de mais. De muito mais tendo em consideração a tremenda propaganda que se fez com este filme que assenta basicamente num conjunto de piadas e de troça á Monarquia Britânica. Um conceito de cinema algo ultrapassado para não dizer tremendamente desgastado e ultrapassado.

 

Já este ano goram lançados outros filmes de animação que arrasam com este Mínimos. Esta produção de Pierre Coffin e Kyle Balda tem muito pouco potencial dado que se fica pela “palhaçada” típica das personagens amarelas. Tem a sua graça, mas um argumento que assenta somente na piada fácil e no estereótipo cansa ao fim de alguns minutos de filme.

 

Efectivamente os Mínimos sem o Gru não são nada de especial. Uma aposta falhada esta de tentar fazer um solo somente com os pequenos trabalhadores de Gru o mal disposto porque tenho as minhas sinceras dúvidas de que os mais pequenos percebam metade das anedotas que os heróis do filme vão vivendo. Um tiro completamente ao lado.

 

Concluindo; recomendo o filme a quem gostar de ver os Mínimos e de dar umas quantas gargalhadas. Já para quem quer algo com mais conteúdo não recomendo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Publicidade


Futebol Clube do Porto

<<

Dios falleció (RIP 25/11/2020)

<<


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds