Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já chega não?

por Pedro Silva, em 05.10.14

Como vem sendo hábito quando o Futebol Clube do Porto joga no Estádio do Dragão, marquei presença e assisti à partida ante o Sporting Clube de Braga.

 

O ambiente nas bancadas era tenso, muito tenso pois, como já aqui o disse, até o adepto mais pacato começa a perder a paciência com esta equipa. E não é para menos. Não há jogo nenhum em que a equipa Azul e Branca não troque a bola diante da sua grande área. Lopetegui parece exigir que na construção de uma jogada a bola tenha de passar pelos pés de todos os defesas que compõem a linha defensiva do FC Porto. E tal sucede quer se esteja a ganhar, a empatar ou a perder. Ora um Treinador mais atento, como foi o caso do Mister que orienta o Shakhtar e o que treina o SC Braga, rapidamente se apercebe que isto é uma tremenda falha que bem pressionada dá frutos para a sua equipa.

 

Basicamente foi isto que aconteceu no jogo ante o Sporting de Braga. O FC Porto marcou o seu golo e depois o tiki taka extremista do Basco deu o golo do empate aos Bracarenses. E só não deu mais porque em certas ocasiões o talento da defesa Azul e Branca e a sorte vieram ao de cima. Não admira, portanto, que no Dragão os nervos tenham estado à flor da pele. E estiveram de tal forma que o árbitro da partida era assobiado tomasse que decisão tomasse, se bem que Pedro Proença também fez muito para ser o protagonista (pela negativa obviamente) da partida.

 

Efectivamente isto assim não pode ser. O futebol do toca para trás e para os lados não nos leva a lado algum. E pior fica quando este tipo de futebol é levado ao extremo na defesa. Uma defesa que se preze “despacha” a bola para o meio campo de forma a não poder vir a ser pressionada pelo adversário.

 

Para além disto, este modelo radical de posse cansa imenso os Atletas, daí que seja necessário recorrer-se à tal rotatividade que muito boa gente critica. Julen Lopetegui que veja uns jogos do Real Madrid CF para ver o quão estapafúrdio é o seu tiki taka.

 

Mas pronto, mesmo com o radicalismo do Treinador Basco e os disparates da equipa de Arbitragem os Dragões venceram os Guerreiros do Minho e mantêm-se desta forma na perseguição ao SL Benfica.

 

Seria de uma importância extrema que na próxima semana o Futebol Clube do Porto jogasse outra vez para reforçar a moral que neste momento está “meio tremida”, mas vêm aí os compromissos da Selecção Nacional e há que respeitar e lidar com o calendário. Que corra tudo bem para que daqui por duas semanas se possa enfrentar o Sporting CP de olhos nos olhos num jogo de tudo ou nada. E já agora, se for possível o Dragão jogar sem o raio do tiki taka a malta agradece.

 

p.s. O FC Porto x SC Braga era considerado pela generalidade da Imprensa Desportiva, e não só, como sendo o jogo grande da Jornada 7 da nossa Liga, mas as rádios dedicaram quase 80% do seus relatos ao SL Benfica x Arouca… Depois os profissionais da Comunicação Social Portuguesa querem que os tratemos com respeito e dignidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:59


2 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Silva a 06.10.2014 às 16:56

A defesa do FC Porto continua a oferecer golos porque Lopetegui bate incansavelmente na tecla de que a bola tem de passar pelos pés de Danilo/Maicon/Indi/Alex até chegar ao meio-campo, bastando que haja um passe mal feito (como foi o caso de Brahimi no golo do SC Braga) para que ande tudo aos papéis.

Efectivamente isto já nem é tiki taka. É panca! A defesa tem de jogar simples. Veja-se o Real Madrid CF por exemplo; quando Casillas e Ramos não inventam, a bola chega ao ataque em três, quatro toques. E com os resultados que temos visto nos últimos tempos. Não é preciso adornar as jogadas todas. Para além de que isto enerva os Jogadores, enerva o Treinador e enerva o Público.

Como agravante temos o facto, tal como é feita referência no seu comentário, de Fabiano não ser muito bom com a bola nos pés (aqui aproveito para me retratar dado que já afirmei o contrário em outro Blog). Mais uma razão para que a defesa jogue simples e directo sem a complicação do toca para o lado e para trás.

Quanto a Danilo; eu sempre disse, desde o seu primeiro dia no Dragão, que este era um médio e nunca um defesa lateral. Mas a verdade seja dita que o moço não se esforça muito em campo. Só o vejo a correr e dar tudo quando sente que tem concorrência no banco.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D