Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Das alternativas e da falta delas

por Pedro Silva, em 09.06.14
Li o texto de JJ do Blog CLUBE PENSADORES JOAQUIM JORGE que esteve em destaque no Portal SAPO e fiquei na retina com esta frase que resolvi recortar e destacar:
Podia ter comentado a dita no Blog em questão, mas iria contra o que o tema em análise e para mais no geral estou de acordo com o que o JJ escreveu.

 

O que pretendo trazer a lume é a questão das alternativas.

 

È certo e sabido que já estamos todos fartos dos actuais Políticos e dos seus Partidos. A saturação prende-se principalmente com os Partidos do dito “arco de governação” (PS e PSD e eventuais Coligações de Direita). O Povo está cansado mas que alternativas têm este à sua disposição? Ora vejamos:

 

O Partido Comunista Português não foi feito para alguma vez formar Governo numa Democracia. Na sua génese impera o tem de ser e o tens de fazer e ponto. Para mais a ideologia Comunista sofreu de tal forma tantas alterações e abalos que já nada tem a ver com aquilo que Marx idealizou. O PCP (aka CDU, Coligação PCP e Partido Os Verdes) apenas sobrevive em Portugal devido ao seu nobre e grandioso contributo na luta contra a Ditadura Salazarista. Não é portanto, a meu ver, uma alternativa séria, sólida e credível.

 

Temos depois o Bloco de Esquerda. Nascido da fusão de vários Partidos “pequenos” de Esquerda. O Bloco emergiu na cena política nacional como um Partido revolucionário, contestatário e com uma visão renovada do Socialismo. Esteve em crescendo até ter sido tomado de assalto por uma facção que eu chamo de “Esquerda Caviar” misturada com Anarquistas e outros utópicos fanáticos que atiraram com o Partido para um buraco de onde dificilmente sairá.

 

Restam os pequenos Partidos e os Independentes.

 

Para um Partido pequeno como o MPT (Movimento Partido da Terra) por exemplo ter uma pequena hipótese de vencer uma eleição tem de recorrer a um aram a muito perigosa que é o populismo. A eleição de Marinho Pinto para o Parlamento Europeu através deste Partido é um bom exemplo disto mesmo. De outra forma o MPT nunca teria conseguido que os Portugueses soubessem que existe.

 

Tempor por último os Independentes. Contudo estes de independentes têm muito pouco por força das circunstâncias. Senão vejamos; para se participar numa campanha eleitoral é preciso, entre muitas outras coisas, muito dinheiro e este por norma este é doado ao independente na expectativa de poder obter uma vantagem no futuro. Mas a recolha de fundos por norma não é suficiente pois é sempre necessária uma enorme máquina de propaganda para se vencer uma qualquer eleição e como tal o candidato independente tem de se apoiar num Partido qualquer como foi o caso de Rui Moreira. E se os resultados da eleição não redundarem numa Maioria Absoluta, eis que o independente tem de se coligar para poder governar.

 

Ora isto tudo para dizer que não existem claras e sérias alternativas a PS e PSD.

 

E tal irá ser fatalmente assim até que um dia o Zé Povinho deixe de olhar para o Partido A,B ou C como se fosse o seu Clube de Futebol, mas isto é tema para outras conversas…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:25


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D