Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Imagem Crónica Repórter Sombra (2).jpg 

1 - Em conversa com um amigo meu sobre o actual panorama político do nosso país eis que a certa altura este me sai com esta frase: “A Direita mais estúpida de todos os tempos”

 

Admito que este tem a sua razão não obstante a terminologia utilizada seja algo grosseira. E não é por mero acaso que acabo a concordar com tal conclusão. Senão vejamos; esta mesma Direita afirma publicamente que quer dialogar com todas as forças políticas impondo ao mesmo tempo a sua visão neo liberal de um Portugal onde o Estado Social seja uma miragem.

 

Ao longo de 40 anos de Democracia o Bloco Central governou tendo como pilar fundamental da sua existência o Estado Social. Nos últimos 4 anos Pedro Passos Coelho, com o apoio de Paulo Portas, destruiu quase por completo este elo e agora a Direita quer que tudo decorra como se nada se tivesse sucedido?

 

2 - Outra patetice que tem sido repetida pela Direita na sua vã tentativa de sobreviver á sua própria morte prende-se com a questão da economia/finanças do Estado.

 Diz esta que o nosso país não irá sobreviver à verdadeira repartição de sacrifícios que a Esquerda pretende implementar. Contudo se vamos pelo campo dos números temos de ”jogar com o baralho todo”. O mesmo é dizer que há que colocar em cima da mesa o facto de o défice Português ter disparado ao longo dos últimos 4 anos em que a Direita esteve no Poder. Assim como também não podemos deixar de notar que o que hoje na economia/finanças é verdade, amanhã pode muito bem vir a ser mentira.

 

Vou recorrer a um exemplo para se perceber onde quero chegar. Nas previsões económicas de outono, divulgadas a semana passada, Bruxelas antecipou um défice de 3% para Portugal. Um valor ligeiramente abaixo dos 3,1% previstos na primavera. Isto porque a Comissão espera que a receita dos impostos indirectos aumente ainda mais devido ao maior consumo, ao passo que a despesa com o desemprego deverá ser mais baixa do que o esperado, devido à melhoria do mercado de trabalho.

 

Agora imaginemos que o consumo não aumenta como a Comissão tinha previsto e que o desemprego volta a subir. Que vai acontecer? Um enorme rombo nas contas públicas! Mas a Direita tem andado nos últimos 15 dias a apregoar que somente com a Esquerda no Poder é que haverá cenários catastróficos para o nosso país…

 

3 - Ainda dentro da temática aproveito para trazer à colação a “ponta da lança” da Direita Portuguesa. A “cereja no topo do bolo” que tem estado a ser cozinhado em lume brando num forno de nome Comunicação Social.

 

Na semana passada noticiou o Semanário Expresso que existem "100 empresários preocupados com “incerteza política” e com Governo apoiado no BE e PCP".

 

100 votos (penso eu  que na PàF) que não querem que a Democracia siga o seu normal e legal rumo. Razão para tal? Não sei mas posso especular que seja pelo facto de a tal de "recuperação económica"  (se é que houve alguma) ter sido feita ao longo dos últimos 4 anos à custa de cortes no Estado Social, Função Pública, Pensões e patrocínio Estadual da precariedade no trabalho.

 

Para mais entre estes 100 Empresários estão aqueles que vivem e sobrevivem á custa dos “subsídios” e necessárias extravagâncias do Estado Português.

 

Mas o mais engraçado é que este manifesto critica um possível Governo de Esquerda sem sequer saber qual a sua base programática para a economia/finanças.

 

Realmente um Governo de Esquerda assusta muita gente. Talvez porque a estupidez tenha mesmo tomado conta da ala Direita da nossa Democracia.

 

4 - Uma última nota sobre o sucedido no Algarve. Primeiro acontece uma desgraça numa região do país que vive do Turismo e que acolhe milhares de Turistas ao longo do ano.

 

Agora ficamos todos a saber que na zona de Albufeira onde as cheias provocaram maiores estragos existe uma ribeira e que se construiu por cima desta.

 

E como se não bastasse ficamos também a saber que por debaixo desta construção existem comportas que não foram accionadas a tempo porque a Câmara Municipal de Albufeira diz não ter sido avisada pela Protecção Civil e pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera sobre o real índice de pluviosidade. Por seu turno a Protecção civil diz ter avisado o Município em causa a tempo e horas e ter agido a tempo e horas conforme todas as suas competências.

 

No meio de tudo isto temos o Ministério da Administração Interna a cumprir a penitência do silêncio total pela morte de um Apóstolo de Deus e o Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia a contar o quanto arrecadou com o imposto dos sacos de plásticos.

 

Temos ou não temos “A Direita mais estúpida de todos os tempos”?

 

Artigo publicado no Repórter Sombra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D