Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Daqueles jogos…

por Pedro Silva, em 14.12.14

234751_galeria_fc_porto_v_benfica_primeira_liga_j1 

Se há jogos que me custa ver no Dragão são estes em que o Futebol Clube do Porto joga, faz tudo para ganhar e perde ante um adversário que nada fez para vencer. Basicamente foi isto que sucedeu neste FC Porto x SL Benfica. Uma derrota destas custa a encaixar

 

Não vou criticar a postura de Julen Lopetegui neste jogo. Critico antes o que este fez nos jogos anteriores. Ou melhor o que não fez! Tirando o jogo ante o Vitória de Guimarães todos os pontos perdidos no Campeonato nacional foram por pura aselhice. Insistiu-se na rotação pela rotação. Ainda recentemente se levou a cabo este estratagema com os resultados que vimos neste jogo contra os Lisboetas. E volto a insistir neste ponto; porquê razão os Atletas do FC Porto tem sempre, mas sempre, de sair a jogar em posse estejam a ganhar ou a perder? E há que dizer que os Dragões não têm Jogadores com qualidade para isto.

 

Mas nesta partida não houveram só azares da parte dos Dragões. A meu ver houve duas personagens que ficaram muito mal na fotografia nos golos dos Encarnados.

 

Marcano deveria ter impedido o golo caricato de Lima se estivesse no seu devido lugar em vez de andar a passear na área Portista. Ainda estou para perceber porquê razão Lopetegui insiste tanto neste Jogador. E Fabiano nunca deveria ter defendido para a frente a bola que foi rematada por Talisca. Qualquer Guarda-redes sabe bem que este gesto é a morte do artista.

 

E já agora, dando uma de Treinador de Bancada; porquê razão Julen não colocou em campo dois extremos velozes para atacar os flancos do SL Benfica? Isto porque Maxi é aquele tipo de Atleta que perde em velocidade e recorre vezes sem conta à falta e André Almeida não é, nem nunca foi, um defesa esquerdo.

 

Pouco mais há a dizer. Apenas volto a repetir que o Benfica de Jesus pouco ou nada fez para ganhar esta partida, mas teve aquela “estrelinha de Campeão” do seu lado e por vezes isto basta para se ganhar jogos e Campeonatos.

 

Foi um fraco Benfica este que venceu no Dragão. Vamos a ver como irá a equipa de JJ reagir a lesões, à saída mais que certa de alguns Jogadores em Janeiro e alguns maus resultados. É aqui que reside a pequena esperança dos Portistas de se conquistar o Campeonato, mas bem que era desnecessário ter de viver com o mal dos outros… E isto partindo do princípio de que Lopetegui não se mete a “rodar”, se perde a mania da posse pela posse e se ganham os jogos todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Mission Accomplished

por Pedro Silva, em 26.08.14

Não pude ver o jogo por completo. Apenas segui a segunda parte do FC Porto 2 x LOSC Lille 0, mas do que li e vi confesso que fiquei satisfeito mas com ideia de que há que melhorar ainda mais.

 

Isto porque o Dragão ainda vive muito dos rasgos individuais dos Jogadores. Brahimi foi o motor de uma máquina que estava com dificuldades para arrancar ante um adversário bem mais preparado fisicamente ou não estivesse o campeonato Francês numa fase bem mais adiantada que o Português.

 

Mas volto a repetir que, ao contrário de certos Quaresmas fanáticos/assobiadores profissionais/supra sumos do futebol Portista, a coisa está bem encaminhada. Não está perfeito, mas os jogos têm sido ganhos e isto contribui para o desenvolvimento fundamental dinâmica de vitória que faz da equipa uma equipa no verdadeiro sentido do termo. Tudo o resto é ruído e letra de malta que gosta de chatear e nada mais.

 

Ah e já dá gosto ver a defesa do Clube Azul e Branco. Aos poucos os disparates infantis da época passada estão a desparecer. E ainda há quem critique Lopetegui… Até o Danilo, que tantas vezes o critiquei, começa a mostrar a sua qualidade como defesa lateral direito (um milagre!).

 

Uma palavra final para o Argelino Brahimi. Este é daqueles Jogadores que não engana e desde o Mundial do Brasil que o tinha debaixo de olho. Espero que as suas grandes exibições tenham, vindo para ficar e que o Atleta se mantenha imune á estapafúrdia exigência dos Treinadores de Bancada (aka comentadores de treta). A jogar assim não me parece que Brahimi vá ficar por muito tempo no reino do Dragão, o que é o mesmo que dizer que vêm aí um negócio de muitos milhões… Mais um de excelência como é hábito.

 

Para já assunto Champions arrumado. Venha o Moreirense!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32


Importante é vencer

por Pedro Silva, em 23.08.14

Mais uma vitória Azul e Branca. Três jogos oficiais, três vitórias. É este o saldo do Futebol Clube do Porto do Basco Lopetegui. Estas três vitórias têm em comum terem sido todas sem execpção de um bocejo tremendo.

 

Já aqui o tinha dito e repito: o tiki taka demora a ser implementado e durante o seu processo de implementação muito serão os jogos onde o aborrecimento será muito grande. O que vai valendo é que o FC Porto vai ganhando os seus jogos e isto é que realmente interessa.

 

Curiosamente ante o Paços de Ferreira os Dragões chegaram ao golo da vitória num lance de transição rápida e não na base do chato do tiki taka, mas este é somente um pequeno importante pormenor que deverá dever-se ao facto de ainda estarmos numa fase muito inicial da época onde os “mandamentos” de Lopetegui não foram ainda devidamente assimilados.

 

Apesar de tudo não concordo e repudio os imensos elogios que têm sido feitos ao Treinador Espanhol. E o mesmo faço às estapafúrdias criticam que já li e ouvi. O Homem chegou há pouco ao Clube e está ainda a implementar as suas ideias. Um FC Porto à Lopetegui só surgirá lá para meados de Dezembro. Por isto não peçam impossíveis ao Treinador e não comecemos com a calimerices típicas dos trengos de Alvalade.

 

Relativamente à questão de Ricardo Quaresma, meus caros e minhas caras por alguma razão eu digo muitas vezes que o Jornalismo Desportivo é um monte de lixo. Bastou o Jogador não ter sido titular ante o Lille e lá começou a novela para vender papel…

 

Venha o Lille e o carimbo definitivo para a Champions. E já agora que seja mais uma partida em que não se convença mas que se vença!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:39


Definindo “Triplete”

por Pedro Silva, em 19.05.14

Bem sei que sou um chato de primeira, mas penso que sou boa pessoa e como tal sinto uma extrema necessidade de ajudar quem mais precisa. E sendo este o caso cabe-me dar mais uma ajuda á nossa Comunicação Social que com tanta euforia se esquece de consultar um Dicionário ou de fazer uma pesquisa antes de escrever asneiras.

 

Vêm isto a respeito do tal de “Triplete” do SL Benfica. Ora vejamos o que nos diz a Wikipédia sobre tal coisinha (peço desculpa pelo “Brasileiro”):

 

A Tríplice Coroa, em esportes, é um título não oficial dado a uma equipe ou esportista que conquista três importantes títulos, geralmente em sequência ou em uma mesma temporada.

 

Mais adiante temos o seguinte:

 

Diferentes entidades esportivas consideram pelo menos três diferentes conceitos de "Tríplice Coroa" no futebol. A "Tríplice Coroa Internacional" refere-se apenas a títulos reconhecidos pelas confederações continentais. A "Tríplice Coroa Europeia" leva em consideração competições nacionais e a Copa Européia dos Campeões. A "Tríplice Coroa Brasileira" envolve duas competições nacionais e uma regional. E há ainda as "Tríplices Coroas Genéricas", que registram a conquista de três títulos quaisquer numa mesma temporada.

 

E para terminar eis que temos ainda:

 

Na imprensa esportiva europeia, o conceito de "Tríplice Coroa" (em geral chamada "Treble", mas também "Triple Crown") é mais frequentemente aplicado para os clubes que conquistam três títulos em competições de temporada - excluindo-se, portanto, o Mundial de Clubes e competições de um único confronto, como as Recopas e Supercopas.

 

Na Europa, chama-se "Double" ("Dobradinha") à conquista, em uma mesma temporada, do Campeonato e da Copa de um país - feito raríssimo no futebol da Itália ou da Inglaterra, mas realizado 21 vezes pelo Linfield na Irlanda do Norte  No caso, a "Tríplice Coroa" ("Continental Treble") é conferida ao clube que, além de conquistar o "Double" no seu país, na mesma temporada vence também a "Liga dos Campeões".

 

Portanto das duas, uma; ou o SL Benfica conquistou o Campeonato/Taça de Portugal/Liga Europa e ninguém deu por ela ou então este conquistou o Campeonato/Taça de Portugal fazendo aquilo que se chama de “Dobradinha”.

 

É que “Triplete” no verdadeiro sentido do termo, que eu saiba, só um Clube em Portugal o conseguiu. Foi o FC Porto, tendo o últimno sido no tempo de André Villas-Boas quando os Dragões ganharam o Campeonato, Taça de Portugal e Liga Europa.

 

E com isto fiz a minha boa acção de hoje. Espero ter sido útil para os analfabetos da nossa Comunicação Social.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13


Depois é que se lembram de correr

por Pedro Silva, em 30.03.14

Quando fiz a antevisão do Futebol Clube do Porto x CD Nacional escrevi o seguinte:

 

As equipas de Manuel Machado são complicadas de se defrontar. São sempre muito bem organizadas, trabalhadoras e valem sempre pelo colectivo. O CD Nacional joga assim e quando defronta um dos ditos “Grandes” do nosso Futebol então opta por uma perigosa postura defensiva.

 

Se quiserem vencer hoje os Portistas não devem de forma alguma iludir-se com acedência de terreno que os Nacionalistas vão fazer. O contra ataque da equipa da Pérola do Atlântico é muito venenoso e para mais os Azuis e Brancos vão ser forçados a entrar em campo com uma nova dupla de centrais, o que dificultará ainda mais a tarefa defensiva dos Dragões.

 

E também disse o seguinte:

 

(…) os avançados Mário Rondón e Candeias não são da melhor dupla de ataque do Campeonato mas se lhes derem espaço estes não perdem a oportunidade de marcar golo.

 

Eu que sou um “analfabeto futebolístico” sabia o que valia este Nacional. O Professor Luís Castro também. Já os Jogadores demoram a perceber o recado… Demoram 45 minutos a perceber o que tem de fazer em campo e insistem em fazer asneiras atrás de asneiras que depois custam caro aos Dragões.

 

Agora podem tapar o sol com a peneira, atirar com as culpas para o Árbitro e “atirar pedras” uns aos outros, mas a evidência está à vista de todos: o mal do actual FC Porto não é o Treinador mas sim certos elementos do Plantel que não querem estar na Invicta.

 

Eram dispensáveis as cenas ridículas de Ricardo Quaresma no final do jogo. Falha uma Grande Penalidade e no final ainda prejudica os Portistas com este tipo de atitude que lhe pode custar uma suspensão nos próximos jogos.

 

Uma nota final para pedir a renovação do contrato de Luís Castro. O Homem tem discurso, tem coragem e tem sabedoria táctica.

 

Venha o Sevilha e já agora com empenho total da parte dos Atletas Azuis e Brancos desde o primeiro minuto e não só na segunda parte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

A Oeste nada de novo


Dia do Defensor da Pátria


US War Crimes


Catalunya lliure!


Calendário

Fevereiro 2023

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D