Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ainda a Europa dos nossos dias

por Pedro Silva, em 12.07.15

Temos Juncker, presidente da Comissão Europeia, que enquanto primeiro-ministro do Luxemburgo assinou acordos secretos de fuga fiscal com todas as multinacionais. Temos a senhora Lagarde, que em França perdoou as dívidas fiscais a Bernard Tapie, talvez o maior trânsfuga a norte dos Pirenéus. Temos o ministro Schäuble, cabecilha do mega-escândalo do financiamento ilegal da CDU alemã. Temos o espanhol Rajoy, que durante anos recebeu todos os meses milhares de euros numa caixa de sapatos. Temos o Coelho Imperfeito, em Portugal, que optava deliberadamente por não pagar a Segurança Social porque “não sabia”. E agora temos um Jeroen Dijsselbloem (em linguagem fonética, lê-se Jeroen Dijsselbloem...) que inventou um mestrado em Economia e Negócios na Universidade de Cork na Irlanda quando afinal só lá andou uns meses a estudar a Indústria dos Lacticínios e não terminou nada, nem sequer há mestrado sobre esse assunto, ai que o leite já se entornou.

 

Bem-vindo ao clube dos cumpridores das regras europeias, senhor Jeroen Dijsselbloem (lerJeroen Dijsselbloem)!

 

Uma das características mais notáveis do senhor é pertencer nominalmente ao grupo socialista europeu e, ao mesmo tempo, achar que os mercados e os governos não têm nada de ideológico quando optam pela destruição do Estado social, pelo esmagamento dos mais pobres e pela privatização total de sectores estratégicos. O sistema da União Europeia, no fundo, limita-se a admitir que nada pode mudar na economia e que os governos só têm de cumprir o que pedem os mercados. Nem que implique afundar povos na miséria e no desemprego para pagar dívidas impagáveis (mais tarde ou mais cedo se reconhecerá a verdade, mas o mais tarde possível, chiu até lá). Jurar que uma opção destas não é ideológica é revelar-se a si próprio um empedernido ideólogo.

 

Pergunta Varoufakis no seu livro: “Angela Merkel tem um botão vermelho e outro amarelo. Um termina a crise. Em qual dos dois carrega?” Responde Varoufakis: “Mesmo que a chanceler quisesse optar pelo botão vermelho, ficaria aterrorizada com a reacção do eleitorado alemão caso o fizesse.”

 

Excertos da Crónica de Rui Cardoso Martins publicada hoje no site do Jornal Público que ajuda a perceber o porquê de a nossa Europa estar no estado em que está.

europanot.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:04

Este discurso do Sr. Guy Verhofstadt, Eurodeputado Belga, foi dirigido a Alexis Tsipras, Primeiro-ministro Grego, e teve como pano de fundo a crise Grega que todos conhecemos.

 

O dito discurso (ou intervenção) tem sido altamente divulgado nas redes sociais e blogosfera pelos anti Syriza e pelos que acham que a Grécia é o problema e não parte deste. Não vou aqui opinar sobre esta questão pois esta será alvo da minha devida dissertação no Repórter Sombra na próxima Segunda-feira às 11H.

 

Agora o que eu pretendo aqui fazer é perguntar onde estava o Sr. Guy Verhofstadt, e demais entusiastas do seu pensamento, quando a França disse publicamente que não ia cumprir com os requisitos do Tratado Orçamental.

 

E também gostava mesmo muito de saber o que pensa o nosso amigo Belga e seus apoiantes do facto de a Itália ter já dito que rejeita receber “lições” sobre o seu orçamento.

 

Já dizia Gandhi:frase-o-fraco-nunca-perdoa-o-perdao-e-a-caracteris

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:17


Eis que regressa a União Soviética

por Pedro Silva, em 06.07.15

110674559_euccp.jpg 

Presumo que o Leitor mais distraído ainda não tenha percebido que União Soviética é esta de que estou aqui a falar. Eu explico. Refiro-me à Zona Euro da União Europeia cujo Modus Operandi (MO) é uma cópia quase fiel ao da URSS. A única diferença é que a União Soviética do Século XXI, e da qual Portugal faz parte, não utiliza Tanques e Tropas para impor a sua vontade. Recorre antes a algo bem mais eficaz: o €.

 

Leia o artigo completo no Repórter Sombra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:33

Reaccão da União Europeia ao Referendo Grego:

 

10h42 - Em declarações à rádio alemã Deutschlandfunk, o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, disse que se o 'Não' sair vencedor, a Grécia terá de introduzir uma nova moeda "porque o euro deixa de estar disponível como meio de pagamento". "No momento em que alguém introduz uma nova moeda, sai da zona euro. São esses dados que me dão alguma esperança que as pessoas votem 'Não' hoje. Numa outra entrevista ao Die Welt am Sonntag, deixou no entanto a porta aberta a um eventual crédito adicional de emergência a Atenas para garantir o funcionamento de serviços públicos.

 

Reacção do Banco Central Europeu (BCE) ao Referendo Grego:

 

10h30 - O membro do comité executivo do BCE, Benoît Coeure, garantiu esta manhã à Reuters que o BCE está pronto a tomar medidas adicionais em relação à Grécia, se necessário. No final da semana passada o BCE deixou inalterado o tecto máximo da linha de liquidez de emergência para os bancos gregos, que encerraram na segunda-feira passada e deverão reabrir nesta terça.

 

Reacção do Eurogrupo ao Referendo Grego:

 

08h30 - Alexis Tsipras vota numa escola pública de Atenas, rodeado de apoiantes do 'Não'. À saída, disse aos jornalistas que "hoje a democracia vence o medo" e que a decisão de questionar os planos dos credores abre o caminho para que outros estados-membros façam o mesmo.

 

10h24 - Em declarações ao jornal Dimanche, o presidente francês François Hollande diz que o lugar da Grécia é no euro, independentemente do resultado do referendo. O primeiro-ministro Matteo Renzi já fez questão de salientar o mesmo: "Quando vemos um reformado a chorar em frente a um banco e filas para as caixas automáticas, percebe-se que um país tão importante para o mundo e para a cultura não pode continuar assim", disse ao jornal Il Messaggero. 

 

11h26 - O ministro da Economia francês, Emmanuel Macron, alertou para a necessidade de os parceiros europeus não ostracizarem Atenas seja qual for o resultado do referendo, para evitar uma situação semelhante à que aconteceu com a Alemanha depois da I Guerra Mundial."Qualquer que seja o resultado da votação, temos de reiniciar os contactos políticos amanhã [segunda-feira]. (...) Não vamos repetir o Tratado de Versalhes", disse, citado pela Reuters.

 

11h40 -  Também o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, já votou. Aos jornalistas disse que "o povo grego não tem culpa dos enormes fracassos do eurogrupo" e que o povo se pronuncia "perante o último ultimato" do eurogrupo e dos credores. "É um momento sagrado, um momento de esperança para a Europa", afirmou.

 

12h33 - Mariano Rajoy no twitter: "A Europa foi e continuará a ser solidária com a Grécia, mas não pode haver solidariedade sem a responsabilidade de todos". O primeiro-ministro falava num evento da fundação FAES, ligada ao Partido Popular. "Queremos o melhor para o povo grego. Esperemos que acertem e se mantenham no euro", acrescentou.

 

Reaccão da Direita Europeia ao Referendo Grego:

 

10h27 - "Hoje os gregos decidem o destino do nosso país. Votamos 'Sim' à Grécia, 'Sim' à Europa", disse o antecessor de Alexis Tsipras no governo de Atenas, Antoni Samaras, depois de votar.

 

Excertos retirados do site do Jornal Diário Económico

 

Resumindo e concluindo;

 

- Se retirarmos os Talibans do Eurogrupo a solução para o problema Grego já teria sido encontrada há muito tempo sem necessidade de tanto barulho e confusão;

 

- A Democracia está para a actual União Europeia como as casas de Alterne para os seus Clientes;

 

- Por último, tem a sua piada ver a Direita Europeia a insistir na sua fórmula de governação autoritária e austera mesmo quando os resultados se mostram desastrosos.

B8NeTawCEAA1JF-.jpg 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24


OXI

por Pedro Silva, em 04.07.15

blog_tsipras_oxi.jpg 

Por isto e muito mais sou inteiramente a favor do Não (OXI em Grego) no Referendo Grego que se realiza amanhã (Domingo).

 

Está na hora de voltarmos a ter uma União Europeia no verdadeiro sentido do termo onde todos assumem as suas responsabilidades.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D