Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Síndrome da Ilha

por Pedro Silva, em 22.08.15

imgS620I160255T20150822224307.jpg 

É oficial, o Futebol Clube do Porto padece da síndrome da Ilha e não consegue sair da Madeira com os três pontos da vitória. Mais uma vez os Azuis e Brancos mostram que jogar na Ilha não é com eles pois deixam sempre o seu futebol na cidade Invicta e quando entram em campo apresentam um futebol medonhamente lento e pouco racional.

 

Disparates à parte, que até existiram e deram origem ao golo Maritimista, depois do que todos vimos no jogo inaugural realizado no Dragão exigia-se mais, muito mais, da equipa de Julen Lopetegui que mais uma vez deixou que a sua equipa entrasse no chato e nada eficaz tiki taka. O próprio Treinador Portista admite tal facto pois disse publicamente que a sua equipa não jogou absolutamente nada na segunda parte da partida.

 

Espero que o raio do “toca para trás, para os lados, para trás e para os lados” não se volte a repetir. É muito bonito ter a posse da bola mas se não houver dinâmica ofensiva de nada serve tal proeza. Exigia-se para esta partida o FC Porto que defrontou o Vitória Sport Clube na primeira jornada. Este FC Porto apresentou um jogo atacante onde as ideias eram mais do que muitas e onde a bola chegou a Aboubakar para que este finalizasse. Mas como já aqui disse, os Dragões levaram para a Ilha da Madeira tudo menos o que deviam para poderem sair de lá com os três pontos…

 

Concluindo; o empate não é satisfatório (só a vitória interessa para o FC Porto) mas não é justificação para se ir ao mercado à pressa contratar tudo e mais alguma coisa como ouvi um certo Comentador Radiofónico defender. O GV Porto tem neste momento um plantel equilibrado que precisa de perceber que os jogos não se ganham com programação excessiva pois o futebol tem muito de imprevisível.

 

Chave do jogo: O golo do CS Marítimo. O dito “nasce” de um tremendo disparate de toda a defesa Portista (não foi só Cissokho que esteve mal pois o extremo Maritimista nunca deveria ter tido espaço para cruzar) e foi a partir deste momento que a partida se definiu com o Futebol Clube do Porto a entrar definitivamente em campo e com os Insulares a quererem defender o seu “pontinho”. Este Dragão tem de mostrar e fazer muito mais se quiser ser Campeão!

 

Positivo: A tentativa de Lopetegui em querer ganhar o jogo ao ter feito entrar André André e Tello para os lugares de Herrera e Varela. Positiva foi também a lucidez do Técnico Basco que criticou publicamente a sua equipa no final do encontro.

 

Negativo: Herrera. O Mexicano mostrou, mais uma vez, uma lentidão irritante em todos os momentos do jogo e isto teve influência no processo ofensivo da equipa Portista que durante muito tempo foi demasiado previsível, e isto contra uma equipa que estava mais interessada em defender do que em atacar foi “a morte do artista”. André André não fez muito melhor, mas aquando da sua entrada para o lugar de Herrera já o “caldo estava entornado” e foi o mesmo que "remar contra a maré”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:36


Assim sim Lopetegui

por Pedro Silva, em 02.08.15

imgS620I159271T20150802181939.jpg 

Os jogos de preparação valem o que valem é um facto. Assim como também é um facto que há quem se aproveite de tudo e mais alguma coisa para desvalorizar o que de bom se faz na pré temporada. O contrário também é válido, contudo como falamos aqui do Futebol Clube do Porto é normal que tudo e mais alguma sirvam para desvalorizar uma vitória que mostrou que Julen parece estar no caminho certo. A ver vamos se não sai dele, mas isto é assunto para outras conversas futuras se assim tiver de ser.

 

É com agrado que vejo o FC Porto a jogar futebol e não “Andebol com os pés”. Ante os Ingleses do Stoke City os Dragões votaram a apresentar um futebol diversificado, dinâmico, imaginativo, veloz e com posse q.b. Se ante o Valencia os golos não apareceram mas o futebol praticado foi agradável, ante o Stoke juntou-se o útil ao agradável e eis que temos um Dragão a mostrar que aprendeu a lição da época passada, Foi difícil mas julen chegou lá!

 

Que dizer de uma partida onde tudo correu quase tudo na perfeição? Que há que manter esta toada custe o que custar! Sim, manter esta forma de jogar pois nos primórdios da temporada anterior os Portistas também apresentaram o mesmo tipo de futebol até se terem perdido na excessiva rotação do plantel, exageros na posse de bola e outros extravios causados pelos maus resultados. Mais importante do que construir um sistema de jogo que dê garantias de vitórias é construir uma equipa que seja à prova de pressões externas e que as “maluqueiras de Julen” não se lembrem de surgir.

 

Ainda sobre este jogo ante os Ingleses há que dizer que urge corrigir um aspecto na defesa Portista. Não se pode dar espaço entre o lateral e o central da defesa. Qualquer nesga de espaço neste sector de uma equipa que pressiona, muito e bem, o adversário pode vir a ser a morte do artista e já toda a gente sabe como o Futebol Clube do Porto tem ainda alguma dificuldade em dar a volta a um resultado negativo.

 

Para terminar queria deixar aqui duas notas:

 

- Uma delas está relacionada com Imbula. O moço foi caro mas é um Jogador que mostra ter uma qualidade fora de série. É verdade que o Francês “puxa” o jogo Portista recorrendo à força física, mas ele e Danilo Pereira no meio campo Azul e Branco vão “arrebentar” com qualquer adversário que defronte o FC Porto. Não estou com isto a dizer que não se deva contratar mais um médio (um criativo), mas se este não vier a coisa não fica nada mal assim como está;

 

- A minha outra nota prende-se com a vontade, entrega e querer de Bueno. É isto que diferencia um bom Jogador de uma Vedeta. Bueno é um bom Jogador que está disposto a jogar em qualquer posição para poder ajudar o Clube que representa. Ádrian López é uma Vedeta que ou joga na posição que quer ou então não joga absolutamente nada. Acho que Ádrian deveria aprender alguma coisa com Bueno que esteve muito bem no papel de médio criativo do meio campo apesar de a sua posição natural ser a de avançado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


Lopeteguice (voltaram na pior altura)

por Pedro Silva, em 21.03.15

11080984_959605787391887_369499372461457763_n.jpg 

Este empate na Madeira ante o CD Nacional é a demonstração viva e clara de como se deita ao caixote do lixo uma possibilidade de aproximação ao primeiro lugar e de colocar muita pressão sobre o SL Benfica. Lopetegui foi o principal responsável por esta triste situação porque não soube mexer na equipa quando esta mais precisou dele. Vamos por partes.

 

Manuel Machado procurou que a sua equipa apresentasse um meio campo que pressionasse e a sua equipa estava a fazer tal tarefa muito bem. Como tal era vital manter a ligação entre todos os sectores Azuis e Brancos, Era vital que Óliver ou Rúben Neves tivessem entrado em campo, mas o Basco deu-lhe para brincar num jogo tão sério como o de hoje e colocou Evandro em campo (nem se deu pelo Jogador) e quando se apanhou a ganhar retirou Casemiro de campo e entregou o meio campo ao CD Nacional…

 

E como um mal nunca vem só eis que Lopetegui resolve responder ao empate com a entrada de Quintero. De génio! Fazer entrar em campo um Jogador que tem estado completamente em baixo em todos os jogos que realizou até à data para dar a volta a um amargo empate é brilhante. Nem Mourinho se lembraria de tal coisa.

 

Depois destas fabulosas trocas à Lopetegui foi natural ver o Nacional a colocar em xeque a defesa Portista vezes sem conta com as suas transições rápidas. O FC Porto só não perdeu hoje por mero acaso e tremenda aselhice dos avançados dos Alvi Negros.

 

De resto gostaria de fazer realçar o facto de que Herrera fez um péssimo jogo e que Brahimi tem estado muito em baixo. Já vai sendo mais do que hora de colocar certos Jogadores no banco de suplentes e acredito que esta terapia é capaz de fazer bem ao Argelino. Para mais Ricardo Quaresma mostrou hoje muito mais serviço do que Brahimi.

 

Julen Lopetegui parece ter ficado muito satisfeito com o empate. Ganhou um ponto ao SL Benfica e diz que os Dragões só dependem deles próprios para vencer o Campeonato...

 

Não é por nada, mas se porventura FC Porto e SL Benfica vencerem todos os jogos até ao confronto da Luz os Portistas têm de vencer em Lisboa por três bolas a zero para passarem para a liderança da Liga NOS… Alguém que faça o favor de explicar isto ao Basco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


Faltou sorte e algum Porto

por Pedro Silva, em 13.02.15

Este jogo ante o Vitória de Guimarães (aka Vitória Sport Clube) é daqueles em que é complicado apontar o dedo ao Treinador. Isto porque tivemos dois FC Porto nas duas partes que compõem o jogo.

 

Na primeira parte os Dragões dominaram por completo a partida e fizeram a pressão que se exige a uma equipa que luta pelo Título de Campeão nacional. Já na segunda os Dragões entraram no modo gestão de resultado mesmo sabendo que isto de se gerir um resultado favorável de um a zero ser de um risco tremendo… Mas mesmo o Futebol Clube do Porto mais folgado da segunda parte conseguiu ser muito superior ao Guimarães e só não marcou mais golos por falta de sorte na hora de finalizar. Daí o título deste texto ser “Faltou sorte e algum Porto”.

 

Como tal sou da opinião de que não se pode de forma alguma apontar o dedo a Lopetegui. Para mais sou da opinião de que o Basco até que “mexeu” bem na equipa quando os Vimaranenses se aproveitaram do Porto “gestor” da segunda parte para tentar o empate. Coisa que nem sequer é habitual em Julen Lopetegui. Agora se Tello entrou em campo para nada fazer (já não surpreende ninguém) e se Rúben Neves ajudou e muito a equipa (também é outra coisa que não é novidade para ninguém) a conversa é outra.

 

Quanto à arbitragem, bem não gosto mesmo nada de opinar sobre tal coisa mas o que vi no Dragão rocou a estupidez. A equipa de arbitragem não pode de forma alguma ser acusada de “caseira” pois em quase todas as suas decisões prejudicou clara e evidentemente o Futebol Clube do Porto e inclusive até perdoou uma expulsão ao Jogador Vitoriano que quase partiu a perna a Casemiro. Já toda agente percebeu qual o objectivo disto, mas será que o SL Benfica precisa mesmo deste tipo de ajudas? Depois queixam-se que os Portistas são radicais.

 

Resumindo e concluindo, o Futebol Clube do Porto parece estar a melhorar, Lopetegui parece estar também a melhorar dado que já percebeu o que tem de fazer no futebol Português apesar de ainda achar, erradamente a meu ver, que o contra ataque é coisa do Demo e como tal não se deve utilizar nunca e a continuar assim tudo pode correr bem no futuro não obstante o FC Porto depender de resultados alheios para ser campeão esta temporada (se Julen tivesse olhado para o campeonato Português de uma forma humilde isto não seria assim).

 

Venha o Basileia!

imgS620I150570T20150213215100.jpg 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


O autocarro de Jesus

por Pedro Silva, em 31.08.14

Estive no Dragão a seguir em directo o FC Porto 3 x Moreirense FC 0. E como quem não quer a coisa à medida que o jogo se ia desenrolando lembrei-me de um Porto vs Moreirense de outros tempos. Dos tempos em que no banco dos Dragões estava José Mourinho e no dos Cónegos estava nada mais nada menos que Jorge Jesus.

 

E porque tive tal recordação? É que o jogo que os Portistas venceram hoje desenrolou-se mais ou menos da mesma forma.

 

Ou seja, o Moreirense a dar uma de cagão (desculpem o termo) com a equipa toda fechada na defesa e muito interessada em perder tempo para poder sair do Dragão com um ponto e o Dragão a carregar o jogo todo em busca do tento da vitória. O golo acabou por surgir após uma grande jogada de Brahimi (mais uma deste fabuloso Atleta) que foi finalizada por Óliver Torres. Curiosamente quem resolveu o jogo no tempo de Mourinho também foi um Jogador jovem de nome Carlos Alberto.

 

Com o autocarro finalmente “tombado”, o Dragão acabou por chegar aos números finais de uma partida com uma exibição mais convincente na segunda parte. Julen Lopetegui soube adaptar-se ao que foi sendo exigido. Só os estúpidos dos Quaresma Lovers é que não viram tal coisa (e perceba-se que eles próprios é que se apelidam de estúpidos).

 

E por falar em Quaresma, o moço até que deu tudo o que tinha na partida ante os Minhotos. Trabalhou bem, trocou bem a bola, defendeu e atacou quando tinha de o fazer. Assim dá gosto ver o Ciganito a trabalhar. Bolinha baixa e muito esforço. Parabéns Lopetegui por teres metido tino na cabeça do moço. Que seja para durar. E já agora, a Imprensa que invente mais filmes que a malta gosta.

 

E já que falamos em tino, quem me pareceu que está a precisar de ir para a bancada por uns bons tempos é Quintero. Tirar a bola do colega que ia marcar a Grande Penalidade é um gesto ridículo que pode criar mau ambiente num balneário que se quer unido e, acima de tudo, profissional. Para mais a brincadeira do “minino” culminou num tremendo e vergonhoso falhanço… Por acaso o Futebol Clube do Porto já vencia por duas bolas a zero, mas estivesse a partida empatada a zero e o Artista tinha arranjado ali um belo sarilho. Cresce e aparece rapaz, porque talento que é algo quem tens muito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D