Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quando o Treinador resolve aparecer

por Pedro Silva, em 15.04.15

imgS620I153576T20150415211725.jpg 

Um importante ponto prévio para que não se retirem conclusões idiotas; tenho por hábito elogiar Julen Lopetegui quando acho que este merece tal e critico-o quando tenho de o criticar. Que isto fique bem patente na mente de quem vai iniciar a leitura desta minha opinião. Passemos para a opinião propiamente dita.

 

Se há jogos onde tenho de tirar o chapéu a Lopetegui é este ante o Bayern. O Basco deu aquilo que no mundo da bola se chama de “banhada táctica” a um dos melhores Treinadores do Mundo! Desta vez Julen soube o que tinha de fazer, como fazer e, mais importante que tudo, quando o fazer.

 

Gostei de ver e perceber que este Futebol Clube do Porto colocou de lado uma teimosia que já lhe custou tantos pontos no nosso Campeonato e optou por um jogo prático, feio e simples quando tinha de o fazer e optou pela sua posse pela posse quando o jogo exigia tal postura. É natural que se diga que os Azuis e Brancos tiveram alguma sorte nesta sua grandiosa vitória ante um crónico candidato à vitória final na Champions, mas como tudo na Vida a sorte procura-se e se há coisa que esta equipa fez foi por ter sorte e vencer de forma categórica um colosso Europeu.

 

Quanto às “mexidas” acho que Lopetegui esteve muito bem. O ponto alto da sua intervenção na partida notou-se no intervalo dado que conseguiu acalmar e colocar novamente nos eixos a equipa que parecia estar a acusar a vantagem de dois golos que tinha alcançado numa fase prematura da partida. Só me pergunto porquê razão Julen não consegue ser este Líder em certos jogos do nosso Campeonato, pois se o tivesse sido em certos momentos chave de certeza que Jorge Jesus não estaria neste momento a gozar com o nome do Basco.

 

Relativamente ao golo sofrido pelo FC Porto nada a dizer e fazer. É daqueles golos onde é complicado apontar o dedo a alguém porque houve talento e muito trabalho da parte do adversário. Se bem que acho que se recomenda mais alguma atenção à defesa Portista em certos momentos do jogo. Um problema antigo (digo eu)…

 

Duas notas finais para encerrar:

 

- Nunca vi uma equipa de Pep Guardiola a dar tanta pancada em campo. Mais uma prova de que Julen Lopetegui deu um autêntico “banho de táctica” ao Catalão;

 

- Esta vitória Portista é inteiramente dedicada aos que andaram a pintar um desfecho negro para o FC Porto. Com ou sem 6 lesionados o Bayern é uma equipa de peso e acabou derrotada pelo Dragão. A esta malta que agora vai banalizar esta vitória Azul e Branca que batam com a cabeça na parede vezes sem conta para aliviar as dores de cotovelo.

 

Venha a Académica!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15


Daqueles jogos

por Pedro Silva, em 18.02.15

230538_med_.jpg.jpg 

O Futebol Clube do Porto acabou de empatar na Suíça ante o Basileia de Paulo Sousa. Abre um fraquíssimo Basileia de Paulo Sousa que parece ter mais jeito para dar uma de valentão nas conferências de imprensa/entrevistas do que a orientar a sua equipa em campo.

 

Mas este foi daqueles jogos em que os Dragões mostraram ter muto mais qualidade que o seu adversário tendo pecado no aspecto defensivo (julgava que isto já tinha acabado). Penso que houve aqui muito azar do FC Porto porque o Basel foi uma vez à baliza de Fabiano e facturou, enquanto os Portistas criaram varias oportunidades de golo sem sucesso. Só após uma Grande Penalidade, bem assinalada na minha opinião, é que o FC Porto empatou a partida e colocou alguma justiça no marcador.

 

E já agora diga-se desde já que o golo de Casemiro foi bem anulado, pois Maicon impede o Guarda-redes da equipa de Paulo Sousa de chegar à bola e é certo e sabido que na pequena área o Guardião é Rei e Senhor.

 

Depois de ter visto este FC Basel x FC Porto tenho de dizer que gostei do tal de tiki taka. Isto porque houve pressão e a posse era feita de forma a que a equipa avançasse no campo em vez de andar para trás e para os lados como sucedeu em muitos jogos anteriores dos Azuis e Brancos.

 

Não percebi muito bem as substituições que Julen Lopetegui levou a cabo nesta partida dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Tirar Brahimi para fazer entrar Ricardo Quaresma foi uma boa jogada dado que o Argelino estava em dia não. Seguiu-se depois a saída forçada de Óliver Torres por lesão tendo entrado Rúben Neves que, para não variar, esteve muito bem. Já retirar Tello para colocar em campo Quintero é que não lembra ao Diabo porquê com um meio campo reforçado e com o Basel a ter imensas dificuldades em explanar o seu jogo seria muito interessante o FC Porto ter tido em campo dois extremos rápidos como Tello e Quaresma.

 

As coisas parecem estar a melhorar, mas ainda há muito para trabalhar principalmente a nível defensivo dado que os disparates infantis ainda fazem parte desta equipa que tem potencial para jogar um bom futebol.

 

Vá, um empate fora de portas numa eliminatória a duas mãos até que é um bom resultado. Se o Futebol Clube do Porto jogar como jogou, e não voltar a cometer erros disparatados na defesa, é mais do que certo que os Dragões estarão na fase seguinte da prova Milionária da UEFA.

 

Venha o Boavista!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13


Empate… Pois…

por Pedro Silva, em 10.12.14

download.jpg 

Execpecionalmente estive no Dragão a ver o último jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

 

Com as duas equipas já apuradas e com os seus lugares mais do que definidos não estava á espera de grande coisa. Para mais Julen Lopetegui deu a entender que ia voltar á sua “maluqueira” habitual de mudar tudo e mais alguma coisa, pelo que esta minha ida ao Dragão foi somente porque o bilhete me foi oferecido e porque já há muito que não levava a minha Mãe a ver in loco o Futebol Clube do Porto.

 

E vejam só que surpresa. O jogo foi uma seca daquelas e a primeira parte dos Dragões foi para ver se sabiam o que estavam a fazer em campo. O habitual sempre que o Basco tem a fabulosa ideia de mudar o meio campo por completo. Podia ter feito descansar um ou outro centro campista mas não, a mudar tem de ser tudo senão não tem graça nenhuma. Depois se a coisa correr mal, como correu, “gastam-se” as três substituições com os “remendos”, e quando surge um Atleta que necessite de ser retirado de campo porque está lesionado é aguentar até ao fim e ponto. Tal como sucedeu com Ricardo Quaresma que após o "Mestre da Rotação" ter tentado “limpar a burrice” ao intervalo teve de aguentar em campo apesar de ter deixado a entender por mais que uma vez que estava "tocado". .

 

Engraçado, ou não, foi que o que aconteceu neste jogo com o FC Shakhtar Donetsk foi quase o mesmo que sucedeu no jogo da Ucrânia. Ou seja; tivemos um FC Porto a carregar e o Shakhtar vai à frente uma única vez e marca o golo. Depois lá apareceu o golo do empate após uma série de minutos a “bater na mesma tecla”. Sinceramente, Lopetegui estuda os adversários e analisa os jogos que os Dragões fizeram? Não me parece!

 

Do mal, o menos e um empate sempre é melhor do que nada.

 

Para terminar deixo aqui somente mais duas notas sobre o jogo.

 

Adrián López continua a ser aquele flop. Não defende, não ataca, não constrói jogo, não apoia, não faz absolutamente nada e até ajuda os adversários a marcar golos … Para quê insistir neste Jogador quando está mais do que visto que o moço não tem estaleca para estar no FC Porto nem para jogar no Covilhã?

 

Ricardo levou a cabo uma exibição tremenda como defesa lateral direito. Para alguém que no passado era um extremo esteve muitíssimo bem a defender e a atacar. Excelente exibição do Português e está aí uma séria alternativa ao marreta do Danilo.

 

Venham as cenas do próximo capítulo. Cenas estas que podem ser caricatas caso os Portistas não vençam os Encarnados. Tudo isto porque lá com esta letra da rotação total o FC Porto tem de vencer o Clássico no Domingo e não se pode desculpar com o cansaço das Competições Europeias.

 

p.s. Confirma-se a “maldição”. Pelo terceiro ano consecutivo sempre que vou ao Dragão assistir a um jogo europeu o FC Porto empata. Raios lá para a “malapata”!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Deu para tudo

por Pedro Silva, em 06.12.14

img_757x426$2014_12_06_22_06_05_422323.jpg 

O título deste texto é por demais elucidativo sobre o Académica 0 x FC Porto 3. A Associação Académica de Coimbra é uma equipa fraca, muito fraquinha mesmo, e para mais é orientada por um Treinador que não percebe absolutamente nada daquilo que faz.

 

Mas atenção; nada disto retira mérito ao Futebol Clube do Porto de Lopetegui que soube aproveitar as debilidades da equipa dos Estudantes. Quando o Espanhol não inventa e faz apenas uma ou outra troca de Jogadores de jogo para jogo a coisa funciona como deve ser. Ultimamente a rotação tem sido levada a cabo entre Marcano e Maicon com bons resultados, deixando que o meio campo possa ir crescendo com normalidade. E já agora; acho que o meio campo Portista funciona muito melhor com Rúben Neves como médio defensivo do que com Casemiro.

 

Outro factor positivo foi o facto de a equipa Azul e Branca ter deixado de jogar em posse pela posse. Agora os Atletas têm liberdade para jogar a bola pelo ar quando é necessário. Foi preciso o Dragão ter sido eliminado em casa pelo Sporting CP para que Julen começasse a perceber que não está a orientar uma equipa da Segunda Divisão B de Espanha e que o Campeonato Português não é tão fácil como ele e outros pensavam.

 

E finalmente a equipa do Basco Lopetegui a marcar golos na primeira parte de um jogo!

 

Pela negativa destaco a lesão de Danilo. Um problema grande tendo em consideração que o Ganês Opare, suplente natural do Brasileiro, nunca mais recuperou da lesão que teve no Mundial do Brasil e não há notícias do Atleta no Reino do Dragão. Espero que a lesão não seja grave porque no próximo Domingo há jogo importante no Dragão ante o SL Benfica.

 

E já que falamos aqui no rival da Capital; foi engraçado ver que um tal de “acordo verbal” impossibilitou que os dois melhores Jogadores do CF Os Belenenses pudessem jogar contra o Benfica. Mas mais engraçado ainda é ver o silêncio dos Comentadores da Verdade Desportiva. Tivesse sido o FC Porto a fazer tal coisa e seria o fim do mundo, mas já sabemos como funcionam as coisas cá pelo burgo de nome Portugal.

 

Venha agora o Shakhtar Donetsk na partida da última jornada da Champions. O jogo não irá decidir absolutamente nada, mas vai estar em cima da mesa muito dinheiro em jogo e é sabido como este faz muita falta na altura de profunda crise em que estamos por obra e graça dos nossos Políticos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:39


3 pontos e o 1-º lugar

por Pedro Silva, em 26.11.14

BATE-FCPorto1-LC-25nov.jpg 

O prometido é devido. Cá estou para analisar a vitória Azul e Branca na gélida Bielorrússia.

 

Primeiro que tudo há que felicitar Julen Lopetegui e o Plantel pelo apuramento para a fase seguinte da Prova no primeiro lugar do Grupo H (o Shakhtar Donetsk, segundo classificado do Grupo, perdeu em casa).

 

É um facto que muitas vezes isto de passar em primeiro não garante grande coisa a não ser que a primeira mão dos oitavos de final será fora de portas, mas na Liga dos Campeões quem se apura em primeiro lugar ganha muito mais dinheiro do que quem passa em segundo e é sempre muito mais prestigiante dizer que se ganhou o grupo.

 

Quanto ao jogo em si, penso que era escusado o Futebol Clube do Porto ter dado uma parte de avanço ao Futbolniy Klub Borisov Works of Automobile and Tractor Electronic Equipment (BATE Borisov). Mas esta é uma malata que o Treinador Basco dos Portistas teima em colocar um devido e mais que exigido fim.

 

O Clube Bielorusso tinha acabado de conquistar o seu 9 Título de Campeão consecutivo, pelo que a moral da equipa estava em alta, o relvado estava impraticável e duro devido ao frio e neve que caiu nos últimos dias em Minsk e tal foi notório com a bola sempre aos saltinhos o que dificultava imenso os eu domínio e para além disto o BATE conta com um conjunto de Atletas “raçudos” que correm que se farta e cumprem com o que o Mister lhes exige em termos de posicionamento. Como tal porquê carga de água Lopetegui me vai insistir no raio do tiki taka??? Daí eu ter dito que os Dragões deram uma primeira parte de avanço aos Bielorussos…

 

Felizmente Julen sabia da importância da partida e o quão ridículo era não estar a vencer ao intervalo uma equipa que tem sido das piores, senão a pior, desta edição da Champions pelo que mandou “arrumar as chuteiras” do tiki taka“ e colocar as do futebol simples e prático. Resultado: Três golos sendo que um deles foi uma autêntica obra de arte do Mexicano Herrera!

 

Ganhou é verdade, mas era escusado ter-se dado tempo e motivação à equipa adversária. Para mais sabendo de antemão que estamos a falar de uma equipa muito acessível. Já vai sendo hora de o Espanhol Lopetegui começar a fazer análises às equipas que vai defrontar para se preparar da melhor maneira possível, até porque isto ante o BATE funcionou mas fosse uma equipa mais forte e isto de dar uma parte de avanço ao adversário poderia ter sido fatal.

 

Venha o Rio Ave e sem falhas. O Campeonato não está para aí virado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39


Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D