Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A ganhar na primeira parte

por Pedro Silva, em 26.03.14

Bom jogo de futebol, respeito mútuo, Jorge Jesus e o SL Benfica pagaram o habitual preço da sua fanfarronice. Os Dragões estão em vantagem na primeira parte das meias-finais da Taça de Portugal e estão muito perto da Final no buraco do Jamor.

 

Desta partida há que destacar o bom jogo que os Dragões apresentaram na primeira parte. Revelaram alguma segurança, os passes já foram sendo mais certeiros que o habitual e viu-se esforço da parte de certos Jogadores que dantes andavam a arrastar-se em campo. Fernando em grande nível, Jackson idem, Danilo certinho a defender, Fabiano seguro e Quaresma foi aquele mágico enquanto teve pernas para isto.

 

Mas ainda há que melhorar. A queda que se viu na segunda parte foi intencional, mas poderia ter custado caro dado que o Benfica teve algumas boas oportunidades para marcar o seu golo e se as Águias marcassem seria complicado para os Dragões porque a psicologia também resolve muitos jogos.

 

Uma nota final para o alívio que senti depois do final desta partida. Com esta vitória o Professor Luís Castro conseguiu “domar o bicho” de uma vez por todas e conquistou o respeito de todos. É notório que o Plantel lhe guarda respeito e vê nele o líder que o anterior Treinador nunca conseguiu ser.

 

Está visto que quando um Plantel não se enquadra com o seu Mister muito dificilmente se chega a lado algum, o que nos levanta algumas questões sobre o profissionalismo de certos Atletas do Clube Portista, mas isto é tema para outros debates.

 

Venha o Nacional. E se possível com as melhoras que esta importantíssima vitória trouxe a todos os Portistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12


Patrulha Sem Nome

por Pedro Silva, em 25.03.14

Drama, Guerra (1992) - "A Midnight Clear"

Realizador: Keith Gordon

Elenco: Peter Berg, Kevin Dillon, Arye Gross, Ethan Hawke

 

Sinopse: Dezembro de 1944, um pequeno pelotão da inteligência do exército é enviado a uma missão perigosa no território alemão. O medo e a tensão dos recrutas vêm ao de cima enquanto procuram o inimigo. Mas quando finalmente descobrem um campo de concentração nazi, encontram um pequeno grupo de soldados assustados tanto quanto eles. Uma trégua provisória é feita. Os dois pelotões superaram seus medos e celebram o Natal juntos. Mas, logo as mudanças da guerra fazem com que a paz seja quebrada e os dois grupos entram em um conflito de terrível violência.

 

Critica: Ao que parece nos últimos tempos “ando com fraca pontaria” para os filmes porque tenho assistido a obras com muito potencial mas que tropeçam a torto em qualquer coisa que lhe retira o brilho e interesse.

 

Ao Patrulha Sem Nome falta-lhe um elenco em condições e um realizador que perceba da coisa já que a história é excelente e mostra o outro lado de uma batalha que aconteceu mesmo.

 

Sem ser excelente é um filme que vale a pena ver para percebermos o que acontece muitas vezes nos campos de batalha da Vida real. Mas recomendo uma certa paciência e tolerância no visionamento do mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:55


Assim não Zé (II)

por Pedro Silva, em 24.03.14

Não quero ser mais um a ter pena de José Sócrates. Não o quero fazer porque o Comentador Político da RTP sabe muito bem defender-se sozinho dos ataques cerrados que lhe vão fazendo.

 

Contudo como Cidadão que obrigatoriamente contribui para o Canal Público de Televisão não posso ficar calado perante o Julgamento na Praça Pública que foi promovido pelo Jornalista José Rodrigues dos Santos.

 

Tenho para mim que a Classe Jornalística em Portugal deve seguir um tal de Código Deontológico. E penso que neste mesmo Código existem artigos que obrigam a que o Profissional da Comunicação Social seja isento e imparcial.

 

Ora talvez por ser um dos “pesos pesados” da nossa Praça, José Rodrigues dos Santos deixou o Código Deontológico nas urtigas que se encontram à porta da Sede da RTP e, seguindo claras instruções do seu Patrão, eis que no habitual espaço de comentário do antigo Ministro José Sócrates resolve fazer o papel de Advogado do Diabo.

 

Houve quem tivesse achado piada ao assunto o que é natural dado que em Portugal as vistas ainda são curtas e os Partidos são Clubes de Futebol, contudo eu não alinho nestas atitudes de circo só para cativar mais audiência.

 

Diga-se desde já que isto das audiências foi a justificação dada pelo Director de Programa que perante o desempenho de José Rodrigues dos Santos sentiu a urgente necessidade de vir defender publicamente a actuação do mesmo.

 

Deve ter sido porque o Escritor de Romances esteve mesmo muito bem e não fez nada que merecesse uma forte e justificada crítica da parte de toda a gente.

 

Ora tal leva-me a concluir que a opinião de Sócrates, por muito absurda que por vezes possa ser, incomoda fortemente a Direita Portuguesa. Direita esta que insiste em braquear a não governação do actual Executivo de Passos/Portas… Tal diz muito do caracter da tal mudança que a maioria dos Portugueses quis colocar no Poder há uns três anos atrás. Mas isto é tema para outras reflexões.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:23


A tal de dinâmica

por Pedro Silva, em 23.03.14

Mais um jogo paupérrimo do Futebol Clube do Porto. Um tremendo castigo para quem esteve no Dragão a ver o jogo em vez de ter ficado em casa a assistir um fabuloso El Clássico que, infelizmente, acabou mal para o Real Madrid CF (sobre isto opinarei no seu devido lugar).

 

Decididamente existem Jogadores do actual Plantel do Dragão que estão a pedir para sair. O Treinador, tanto o anterior como o actual, serão os menos culpados por termos um FC Porto que joga a passo contra o último classificado da Liga Zon Sagres durante 45 minutos.

 

Só na segunda parte é que o Dragão “desperta” e anda com o coração nas mãos em busca do golo tranquilizador.

 

Para mais o Belenenses esteve o jogo quase todo a jogar com…dez!

 

Por mero acaso Quintero entrou em campo numa partida que era a ideal para ele e marcou o golo numa boa jogada. É a tal de dinâmica de vitória que tantas vezes teimou em não aparecer no passado.

 

Vamos a ver se esta mesma dinâmica se mantêm para que a confiança aumente não obstante existirem no Clube Azul e Branco Jogadores que andam “simplesmente a meter nojo”.

 

E vamos também a ver se porventura a coisa correr mal na Quarta ante o SL Benfica os “iluminados” como o Manuel Serrão, Miguel Guedes, Miguel Sousa Tavares e outros da mesma fraca ladainha não se “atiram” ao Professor Luís Castro como fazem sempre que as coisas não correm bem contra os Benfiquistas.

 

A verdade seja dita o Homem está a fazer o que pode, e quem dá o que pode a mais não é obrigado. Já chegou o triste fado que fizeram com o Treinador anterior, com Vítor Pereira, com André Villas-Boas e com todos os outros que passaram pelo comando Técnico do Dragão.

 

p.s. Eu disse que este tinha sido o jogo ideal de Quintero porque a equipa da Cruz de Cristo não atacava nem nunca teve intenção alguma de atacar. E quando a equipa adversária não ataca o Colombiano não tem de vir atrás defender e mostra o seu valor. Este miúdo ainda tem muito que aprender e vamos a ver se este golo não “lhe sobe á cabeça”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:01


Caixa de Música: Eleanor Rigby

por Pedro Silva, em 22.03.14

Banda: The Beatles

ÁlbumRevolver

Ano: 5 de Agosto de 1966

LetraEleanor Rigby

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:21



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D