Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fim da Linha

por Pedro Silva, em 23.02.14

O Destino (maldito tirano que agoniza a Vida de muita gente) fez com que a equipa da Linha (GD Estoril Praia) determinasse o fim da linha para o Futebol Clube do Porto de Paulo Fonseca. E não o fez por aquilo que jogou, mas sim por aquilo que os Dragões não jogaram.

 

Jogo mau, péssimo de uma equipa cujos Jogadores parecem não saber o que é dar dois toques numa bola. Muda-se a defesa e os erros infantis mantêm-se, muda-se o meio campo mas os passes continuam a ser transviados, desvairados e tudo o mais, reforça-se o ataque os avançados falham golos de baliza aberta. Nada sai bem e até as jogadas ensaiadas parecem tudo menos ensaiadas.

 

Não sei realmente o que se anda a fazer nos treinos. A equipa está com a confiança de rastos e não se vê que Paulo Fonseca consiga dar a volta por cima porque é notório que o Plantel não está mais com o Mister.

 

Fala-se á boca pequena que as finanças do Clube Azul e Branco estão de rastos e que os ordenados não têm sido pagos, mas eu prefiro não alimentar especulações. O que interessa agora é pensar em soluções. E quanto a soluções (tal como resultou de uma tertúlia com um amigo meu), temos as seguintes:

 

- Despedir Paulo Fonseca de imediato e quem vier a seguir é simplesmente para “queimar” porque não vai fazer melhor que o seu antecessor dado que já estamos a mei0o da temporada;

 

- Manter Paulo Fonseca até ao próximo jogo e dar continuidade ao seu trabalho caso os Dragões passem à fase seguinte da Liga Europa ou dispensa-lo caso os Portistas não eliminem os Alemães;

 

- Paulo Fonseca ficar no Dragão até ao final da época, apalavrar e preparar agora em Março/Abril  a nova Temporada com o seu sucessor e no final despedir Paulo Fonseca aconteça o que acontecer.

 

A todos estes cenários é transversal que o Tetracampeonato é uma miragem. Até porque isto me parece ser o mais realista depois de ter visto o jogo que vi ante o Estoril Praia. Vamos a ver o que decide a SAD/Direcção Azul e Branca.

 

Duas notas finais:

 

- Uma para o comportamento deplorável, ridículo e caricato dos adeptos no Dragão. No dia em que andar à pancada no estádio, insultar o Treinador/Jogadores e restante comti9va do Clube resolver alguma coisa avisem-me pois é sinal de que o Futebol Clube do Porto vai começar a lutar para não descer de divisão;

 

- A outra é que vai ser um “fartote” ver, ler e ouvir os grandes entendidos no Futebol. As suas teorias vão todas entrar em campo e escusado será dizer que isto já estava tudo previsto. Ninguém os vai parar quando mandarem agora as suas “postas de pescada” nos Blogs, Televisões, Rádios e Redes Sociais. Já terem provas dadas no banco de suplentes é outra coisa que nem sabem o que é, mas os tipos sabem de tudo e mais alguma coisa. Como dizia a minha Avó “ide-vos catar”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44


Caixa de Música: Grândola, Vila Morena

por Pedro Silva, em 22.02.14

Banda: Zeca Afonso

Álbum: Cantigas do Maio

Ano: Dezembro de 1971

LetraGrândola, Vila Morena

 

p.s.: Alguém que tenha a amabilidade de colocar esta música a tocar a altos berros no Congresso do PSD. É que desta forma isto acontece e a Gerência agradece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20


O meu Anime (XXV)

por Pedro Silva, em 21.02.14

Nefertari Vivi (ネフェルタリ・ビビ) - Série One Piece

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16


Outra vez o Miró

por Pedro Silva, em 20.02.14

As obras do Catalão Juan Miró estão de volta ao debate público. Isto porque a leiloeira Christie's anunciou publicamente que estas vão voltar a leilão em Junho do corrente ano.

 

Sobre este assunto eu tenho ouvido e lido muito “ruído”.

 

Entre este “ruído” há um argumento a favor da venda dos quadros porque a actual geração de Portugueses pouco ou nada percebe de arte e como tal não vale a pena a sua exposição nos Museus nacionais. Dei ainda conta de outro que defende a venda das ditas obras porque a dívida que o “defunto” BPN tem para com a Caixa Geral de Depósitos tem de ser paga senão o Banco do Estado “vai ao charco” e como tal será preferível faze-lo com a venda destas obras de Miró do que com o dinheiro dos Contribuintes.

 

Se o primeiro argumento a favor da venda das pinturas e esculturas de Miró me parece no mínimo ridículo, para não dizer de uma estupidez militante, já o segundo me parece bem mais razoável. Contudo existe aqui um pequeno grande senão.

 

Pouca gente saberá (porque talvez não interesse falar muito nisto) que qualquer obra de arte que se encontre em solo Português, esteja ela na posse do Estado ou de um qualquer Privado, só pode sair do País com um parecer positivo da parte das Autoridades competentes (a saber Secretaria do Estado da Cultura/Ministério da Cultura). De outra forma a saída destas é estritamente ilegal uma vez que o contrabando à luz da nossa legislação Penal é um crime punível com pena de prisão.

 

Ora perante o exposto fica-se sem perceber porquê razão o Presidente do Conselho  de Administração da Parvalorem, Francisco Nogueira Leite, afirmou que seria marcado um novo leilão "assim que houver condições económicas  para o fazer".

 

E o resto Sr. Presidente? Fica pelo caminho ou será que acha uma piada tremenda a isto de andar com os quadros e esculturas “debaixo do braço” em plena fronteira a coberto da noite ao estilo dos contrabandistas?

p.s. Bem sei que hoje joga o Futebol Clube do Porto e que quando tal sucede eu faço sempre uma espécie de rescaldo sobre o jogo, mas como vou estar no Dragão a ver a partida não terei tempo de chegar a casa e de escrever sobre o jogo. As minhas desculpas mas lá para Domingo já terão direito a uma crónica “futeboleira”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54


Relatórios e relatórios

por Pedro Silva, em 19.02.14

O Jornal Expresso dá hoje a conhecer aquele que supostamente será o Relatório da 10.ª Avaliação do FMI. Escrevi aqui supostamente porque estes por norma são redigidos em Inglês e depois traduzidos para Português, e acontece que às vezes as traduções são feitas “em cima do joelho que dá mais jeito”.

 

Ora vejamos alguns excertos da notícia:

 

O FMI não toma partido sobre as alternativas. Refere, contudo, que "é necessário um consenso politico alargado para assegurar que os esforços de consolidação orçamental realizados nos últimos três anos são sustentáveis e são concluídos".

 

Pode ser impressão minha, mas já ontem, anteontem e antes de anteontem e por aí adiante que já venho ouvindo o Sr. Primeiro Ministro dizer que é necessário haver um consenso alargado com o Partido Socialista para se levarem a cabo Reformas. Será Pedro Passos Coelho o papagaio do FMI? Ou serão apenas coincidências que já duram há três longos anos?

 

"De forma a assegurar que a dívida pública continua numa trajetória descendente, as pressões para aumentar a despesa pública devem ser firmemente combatidas durante vários ciclos políticos, e, ao mesmo tempo, quaisquer medidas de reforma fiscal devem ser acomodadas no envelope orçamental geral".

 

Já a Reforma do IRC, a baixa do mesmo e outras benesses tais que foram dadas às Empresas grandes, médias e pequenas não aumentam a Despesa Pública. Que ideia! Até porque o Zé Povinho aguenta a carga porque o “Capital foge”.

 

Para o futuro, o documento insiste na necessidade de continuar a "racionalizar a administração pública", a melhorar as contas da Segurança Social ("atacar o ainda elevado hiato entre transferências e contribuições sociais") e, de uma forma geral, continuar a apertar o cinto durante mais anos uma vez que "não existe alternativa senão continuar a consolidação dada os níveis de dívida bastante elevados em Portugal"

 

Acabe-se com a Função Pública mas não se acabe de forma alguma com as mordomias da Assembleia da República/Ministérios/Secretarias de Estado mesmo que para tal tenha de haver Funcionários Públicos, Motoristas/Secretárias q.b. e Gestores Públicos bem remunerados porque isto de ganhar 3.000€ por mês é pouco para quem lida com tanta responsabilidade.

 

O FMI está preocupado, em primeiro lugar, com a dívida pública que ultrapassou a meta original de 2014 em cerca de 1 ponto percentual e que está próxima de 130%. Embora a análise de sustentabilidade que é sempre feita pelo Fundo continue a assegurar que Portugal irá conseguir pagar a dívida, até porque as projeções apontam para uma descida do rácio no PIB a partir deste ano, a verdade é que existem vários riscos.

 

E mudar este sistema perigoso e facilmente manipulável de financiamento que consiste na emissão de Títulos de Dívida Pública nos Mercados com taxas de juro a não sei quantos anos muito vantajosas para quem os adquire? Dá muito trabalho…

 

"A economia, contudo, continua a enfrentar desafios formidáveis" , lê-se no documento. Em causas estão por exemplo o elevado desemprego - "inaceitavelmente elevado acima de 15%" -, o endividamento das empresas e também a dívida externa que continua "preocupantemente alta".

 

Por acaso, mas só mesmo por mero acaso, aquando do início do programa de ajustamento o FMI afirmou que seria esperado um aumento do desemprego. Inclusive, salvo erro da minha parte, este achou na altura que a Taxa de Desemprego se cifraria nos 14% e que tal valor era aceitável. Só se engaram em um ponto percentual. É sinal de que sabem o que fazem.

 

Em relação ao défice de 4% para 2014, o FMI sublinha que o governo português se comprometeu em cumpri-lo e destaca a substituição, tal como acordado previamente com a troika, da convergência de pensões chumbada pelo Tribunal Constitucional.

 

Olha que isto de ter de lidar com uma Constituição da República e um Tribunal Constitucional é lixado à brava. Por isto bora lá insistir no erro. Pode ser que um dia a coisa até vá para a frente e Portugal se transforme numa qualquer República Democrática do Congo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:29



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D