Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Papillon

por Pedro Silva, em 26.08.13
Biografia, Crime (1973) - "Papillon"
Realizador: Franklin J. Schaffner
Elenco: Steve McQueen, Dustin Hoffman, Victor Jory

SinopseUm dos maiores clássicos do cinema de todos os tempos. A impressionante determinação de um homem em se libertar das grilhetas que o mantém preso por um crime que sempre declarou ser inocente. Steve McQueen é Henri Charriére, conhecido como Papillon. Acusado e condenado por homicídio tentou por várias vezes a sua sorte em arriscadas fugas, até finalmente conseguir. Dustin Hoffman é Dega, o seu parceiro de prisão. Um hino à coragem, determinação e disciplina e principalmente ao que um espírito verdadeiramente livre e indestrutível pode conseguir face a desafios terríveis.

Este foi um dos meus primeiros filmes. Vi o Papillon quando a Televisão em Portugal se resumia a dois canais (RTP 1 e RTP 2) e já na altura tinha ficado encantado com o filme. Resolvi revê-lo e não dei o meu tempo por perdido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00


Já não chega de Morcegos?

por Pedro Silva, em 25.08.13

Fãs não querem ver Ben Affleck com a máscara de Batman

 

Para mim o cerne da questão é outro bem diferente. Sempre gostei do Batman e confesso que de quase todas as personagens da Banda Desenha esta foi aquela que conseguiu ter uma excelente transição para os filmes “de carene e osso”. Só que como tudo na Vida o que é demais enjoa.

 

Se não me engano com este Batman que está para vir vamos entrar no quinto. O Cavaleiro das Trevas já lutou contra todos os vilões que conhecemos e já salvou a sua cidade de uma série de crises. Para mais o “Morcego” retirou-se no último filme tendo dado a entender que o seu trabalho seria continuado por um tal de Robin.

 

Perante isto faz sentido outro Batman? A meu ver não até porque Hollywood entrou em colapso e neste momento ideias para argumentos é coisa que não existe. Por isto façam o favor de não assassinar o Batman da mesma maneira terrível com que acabaram com o Indiana Jones.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00


Autárquicas à venda?

por Pedro Silva, em 24.08.13

Já estou a par da notícia. Não é coisa que me surpreenda porque tudo o que venha deste individuo nunca é bom.

 

O que me chateia é que o tipo não tem vergonha nenhuma naquela cara e vai na mesma apresentar-se as autárquicas no Porto como se nada fosse... Atitude típica da malta do Partido Social Democrata (PSD) como comprova as posições que os seus militantes têm tomado nos últimos tempos para mal de todos nós.

 

Não sei como é que ainda há gente que defenda e apoie esta personagem. Por muito menos um tal de Isaltino foi preso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Ao longo da sua História, Portugal teve sempre problemas políticos com a vizinha Espanha, e por isso sempre houve um especial cuidado com as regiões raianas. A foz do rio Guadiana divide o extremo sudeste Português do extremo sudoeste Espanhol, e durante muitos anos a única cidade Portuguesa que protegia o território nacional nessa zona era Castro Marim. Nessa medida, e porque esse período foi uma era de grandes mudanças no País, foi assinada a 30 de Dezembro de 1773 uma Carta Régia que dava conta da criação de uma cidade no extremo algarvio – nascia assim Vila Real de Santo António.

 

A cidade nasceria no local onde antes existia uma povoação de pescadores denominada Santo António da Arenilha. Sebastião José de Carvalho e Melo, mais conhecido como Marquês de Pombal, Ministro do Rei D. José I, foi o homem responsável pela criação da cidade.

 

A edificação da cidade foi bastante rápida; a 17 de Março de 1774 foi lançada a primeira pedra e no dia 6 de Agosto do mesmo ano já estavam terminadas as Casas da Câmara e da Alfândega, os quartéis e começava-se a construção da igreja. Os edifícios foram construídos da mesma forma que os da Baixa lisboeta, à base de peças pré-fabricadas que depois eram aplicadas no local, tornando a construção mais uniforme e célere. As obras ficaram concluídas a 13 de Maio de 1776. A cidade desenvolvia-se numa malha urbana ortogonal perfeita, centrada na Praça Marquês de Pombal. Uma grande marginal percorria as várias centenas de metros que separavam o aglomerado urbano do rio Guadiana.

 

No final do século XIX, e início do séc XX a cidade viveu prosperamente. O sector das pescas (principalmente sardinha e atum) dinamizaram a cidade, transformando-a num importante centro pesqueiro e conserveiro. Era também um importante porto para os barcos que transportavam minério desde as minas de São Domingos. A importância da cidade traduziu-se também na tecnologia; foi a primeira cidade algarvia a ter iluminação a gás, em 1886.

 

Actualmente a cidade e o município de Vila Real de Santo António vivem do turismo, a par da maior parte das zonas do litoral algarvio. Os extensos areais dão optímas praias que na época balnear se enchem de turistas nacionais e estrangeiros.

 

Fonte: wikipédia

 

Escusado será dizer que por estes lados a Crise ficou á porta da Cidade. Está tudo cheio desde Hotéis a Restaurantes apesar de elevado e abusivo preço que alguns destes estabelecimentos praticam em pleno mês de Agosto-

 

E assino por baixo o opimas praias. Apenas lamento que não tenha tempo para as poder apreciar como deve ser pois estar num Hotel é ainda pior que estar a trabalhar dado que os horários são muito apertados e exigentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00


Parental Advisory

por Pedro Silva, em 22.08.13

Penso que os Pais devem tentar levar a cabo uma Petição que obrigue a que se coloque um aviso parental nos discursos dos Políticos dado que a asneira é tanta que acaba por ser uma experiência traumatizante para as crianças e não só.

 

Vêm isto a respeito da peregrina ideia de Maques Mendes. Esta pequena personagem, que Belmiro de Azevedo não contrataria nem para porteiro da SONAE, acha legítimo que se pressione o Tribunal Constitucional para que este não chumbe as medidas Governamentais que ache que violam a Lei Fundamental do nosso País (Constituição da República Portuguesa). E este aproveita e lança uma ameaça: ou o TC fecha os olhos às inconstitucionalidades ou então aí vêm mais aumentos de impostos.

 

Infelizmente para o Marques Portugal não é o velho Faroeste e existem Leis que tem de ser cumpridos por todos. Até pelo Tribunal Constitucional. E uma destas Leis que tanto chateiam o Mendes, o Coelho e restante cambada do Partido Social Democrata obriga a que o Tribunal Constitucional seja imparcial nas suas decisões.

 

Estas mesmas Leis estabelecem também que qualquer forma de pressão sobre os Tribunais é um Crime com uma moldura penal bem pesada. Dito de outra forma, a corrupção activa ou passiva é um crime grave.

 

Quanto á ameaça do aumento dos impostos, o Executivo de Passos que vã tirando o cavalinho da chuva porque para o mal de todos nós este aumento vai ser uma realidade porque o Palacete do novo Vice-primeiro ministro não foi oferecido ao Governo de Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00



Mais sobre mim

foto do autor


gatices


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Futebol Clube do Porto


9 de Março de 1916

<<Por cada soldado, uma papoila

No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

Publicidade


Blog Rasurando

logo.jpg



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D