Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Lopeteguices dão nisto

por Pedro Silva, em 21.04.15

7p5fqk.jpg 

Não há muito a dizer senão que o Futebol Clube do Porto teve na Alemanha o resultado que o seu Treinador mereceu. Quando fiz a antevisão do Bayern x Porto já tinha alertado para o facto de que ser fundamental Lopetegui não ter um “ataque de Treinador à Portuguesa”, mas pelo vistos o Espanhol não me deu ouvidos e preferiu ir atrás da cisma da muita malta da Nação Azul e Branca para com Ricardo Pereira.

 

Apostar em quatro centrais para a linha defensiva, sendo que só dois deles (Martins Indi e Maicon) tinham alguma rotatividade nas faixas laterais da defesa é estúpido. Já apostar em Diego Reyes, jogador que sempre que jogou tem sido uma tremenda nulidade, para defesa lateral direito, deixar a Quaresma a tarefa de defender e atacar por todo o flano direito e fazer entrar o único defesa lateral direito disponível (Ricardo Pereira) após estar a perder por três boas, a zero na primeira parte do jogo nem suicídio é… É bem pior do que isto. É uma Lopeteguice!

 

Nem vale a pena dizer mais nada. Só peço para que não retirem desta pesada e histórica derrota (desde 1978 que os Dragões não sofriam uma derrota tão pesada na Europa) coisas positivas.

 

Apontem antes o dedo a toda a trapalhada que o Treinador e equipa do FC Porto fizeram numa eliminatória que esteve na mão dos Azuis e Brancos pois no próximo Domingo é toda uma Época que vai estar em jogo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

imgS620I153753T20150418195843.jpg 

Estive no Dragão a acompanhar a vitória do Futebol Clube do Porto por uma bola a zero sobre a Associação Académica de Coimbra e, não obstante a vitória, este é daqueles tipo de jogos em que me arrepia por causa da gestão aventureira de Julen Lopetegui. Vamos por partes.

 

Sou dos primeiros a dizer que acima das exibições está a vitória. De pouco me serve uma excelente exibição da minha equipa se esta chega ao final da partida e não ganha. E penso que esta minha visão se torna ainda mais acertada se juntarmos a tal o facto de Porto e Benfica estarem a disputar o Campeonato taco a taco. Contudo tal não justifica de forma alguma uma prestação tão medonha da parte dos Dragões ante a Briosa. O que se viu no Dragão foi mau demais para adeptos, treinador, dirigentes e jogadores Azuis e Brancos. Ter no jovem Hernâni o único ponto de esforço de uma equipa que quer lutar até ao fim pela conquista do Título de Campeão nacional é pouco, manifestamente pouco para um Clube habituado a ganhar e a dignificar a sua histórica camisola… Em certos momentos do jogo quase que adormecia em cima da cadeira (isto quando não levava as mãos á cabeça no momento em que os Estudantes quase marcavam o golo do empate).

 

Mas o que aqui escrevi até agora leva-nos ao outro ponto que queria aqui expor. Compreendo e aceito que Julen Lopetegui sinta a extrema necessidade de gerir o seu plantel para que o Clube Azul e Branco possa continuar a sua demanda na Champions e Campeonato, mas ainda está para vir gestão de esforço á moda do Football Manager que funcione com eficácia! Nem no dito simulador a coisa nos corre bem quando levamos a cabo nada mais, nada menos do que 9 alterações no onze inicial relativamente ao jogo anterior! E muito menos se retira algo de positivo ao se colocar um defesa lateral esquerdo na posição de central (Alex Sandro jogou a central)!

 

Pergunto-me se Julen terá mesmo aprendido alguma coisa com o famoso empate caseiro a zero bolas com o Boavista FC… Pelos vistos não! Bem sei que era necessário gerir o esforço para se estar pronto para o grande desafio de Munique, mas era dispensável esta maluqueira que não correu mal porque não calhou! Para além disto se na Alemanha nada correr de feição ao FC Porto Julen & Companhia não poderão vir com a desculpa do cansaço… Mais uma acha para a fogueira da pressão… Admira-me que ainda haja quem entenda que não se pode apontar o dedo ao Basco quando este faz disparates que não lembram ao Diabo…

 

Mas pronto, o FC Porto venceu e tem no próximo dia 26 de Abril uma oportunidade de ouro de ultrapassar o Benfica na tabela classificativa. Para mais os Benfiquistas já andam a fazer a festa antes do tempo (não aprendem com os erros do passado) e tal poderá facilitar, e muito, a tarefa do Dragão na Luz. Mas para já venha o Bayern do arrogante Guardiola e dos aziados Alemães!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:25


Caiu a máscara de Pep Guardiola

por Pedro Silva, em 17.04.15

 

Pessoalmente nunca me deixei enganar por este artista de nome Pep Guardiola.

 

Cavalheiro? Respeitador? Um exemplo de Profissional? Pois, pois. O Mourinho é que é uma besta e o Pep um santo.

 

p.s. É nestas coisas que se vê a pequenez de uma equipa que se diz grande. E depois querem que eu guarde respeito aos Alemães. Deixem-se estar que em Munique levam o resto do recado. Não perdem pela demora!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28


Quando o Treinador resolve aparecer

por Pedro Silva, em 15.04.15

imgS620I153576T20150415211725.jpg 

Um importante ponto prévio para que não se retirem conclusões idiotas; tenho por hábito elogiar Julen Lopetegui quando acho que este merece tal e critico-o quando tenho de o criticar. Que isto fique bem patente na mente de quem vai iniciar a leitura desta minha opinião. Passemos para a opinião propiamente dita.

 

Se há jogos onde tenho de tirar o chapéu a Lopetegui é este ante o Bayern. O Basco deu aquilo que no mundo da bola se chama de “banhada táctica” a um dos melhores Treinadores do Mundo! Desta vez Julen soube o que tinha de fazer, como fazer e, mais importante que tudo, quando o fazer.

 

Gostei de ver e perceber que este Futebol Clube do Porto colocou de lado uma teimosia que já lhe custou tantos pontos no nosso Campeonato e optou por um jogo prático, feio e simples quando tinha de o fazer e optou pela sua posse pela posse quando o jogo exigia tal postura. É natural que se diga que os Azuis e Brancos tiveram alguma sorte nesta sua grandiosa vitória ante um crónico candidato à vitória final na Champions, mas como tudo na Vida a sorte procura-se e se há coisa que esta equipa fez foi por ter sorte e vencer de forma categórica um colosso Europeu.

 

Quanto às “mexidas” acho que Lopetegui esteve muito bem. O ponto alto da sua intervenção na partida notou-se no intervalo dado que conseguiu acalmar e colocar novamente nos eixos a equipa que parecia estar a acusar a vantagem de dois golos que tinha alcançado numa fase prematura da partida. Só me pergunto porquê razão Julen não consegue ser este Líder em certos jogos do nosso Campeonato, pois se o tivesse sido em certos momentos chave de certeza que Jorge Jesus não estaria neste momento a gozar com o nome do Basco.

 

Relativamente ao golo sofrido pelo FC Porto nada a dizer e fazer. É daqueles golos onde é complicado apontar o dedo a alguém porque houve talento e muito trabalho da parte do adversário. Se bem que acho que se recomenda mais alguma atenção à defesa Portista em certos momentos do jogo. Um problema antigo (digo eu)…

 

Duas notas finais para encerrar:

 

- Nunca vi uma equipa de Pep Guardiola a dar tanta pancada em campo. Mais uma prova de que Julen Lopetegui deu um autêntico “banho de táctica” ao Catalão;

 

- Esta vitória Portista é inteiramente dedicada aos que andaram a pintar um desfecho negro para o FC Porto. Com ou sem 6 lesionados o Bayern é uma equipa de peso e acabou derrotada pelo Dragão. A esta malta que agora vai banalizar esta vitória Azul e Branca que batam com a cabeça na parede vezes sem conta para aliviar as dores de cotovelo.

 

Venha a Académica!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15


Deixem-se de tretas!

por Pedro Silva, em 20.03.15

Os dragões vão medir forças com o atual campeão alemão, naquela que é uma reedição da final da Taça dos Campeões de 1987 - vencida pelos portugueses com golos de Madjer e Juary.

Na realidade, esse foi o único triunfo conseguido pelos portistas frente aos bávaros: o registo histórico contempla mais quatro duelos, com dois empates e duas vitórias da equipa de Munique. 

 

Em termos globais, o saldo dos azuis e brancos contra alemães é ligeiramente mais animador: em 29 confrontos – dois deles relativos à Taça das Cidades com Feira, que a UEFA não contabiliza como oficiais -, a formação da Invicta venceu 12, concedeu sete igualdades e perdeu por dez vezes.

 

Já que no diz que respeito às contas do oponente, o Bayern defrontou clubes portugueses em 22 ocasiões: saiu vitorioso em 13, empatou oito e perdeu apenas uma.

 

In: zerozero

vist.jpg

Primeiro que tudo há que dizer que sorteio é sorteio! Quem está entre os melhores 8 Clubes da Europa não pode ter receios seja de quem for.

 

Segundo, que eu saiba o Futebol Clube do Porto não alcançou os oitavos-de-final da Liga dos Campeões por convite da UEFA. Se os Portistas estão numa fase adiantada da prova milionária é porque fizeram para tal.

 

Terceiro, esta época os Dragões tem tido um registo impecável na Liga dos Campeões onde apenas somaram dois empates e venceram o seu Grupo. Tal registo fala por si e tal desempenho de uma equipa que entrou na prova por via de um play-off impõe respeito a qualquer um.

 

Quarto, e último ponto, os Dragões não são estreantes nestas coisas da Liga dos Campeões. Já venceram a prova por duas vezes e numa delas derrotaram o Bayern de Munique que na altura era o favorito à vitória final.

 

Por isto deixem-se de palermices e de tragédias.

 

O futebol está longe de ser uma ciência exacta e lógica. É verdade que o Bayern de Guardiola é uma equipa forte que merece todo o respeito, mas esta mesma equipa está longe de ser imbatível e ainda na época anterior foi completamente banalizada pelo Real Madrid CF em Munique e em Madrid.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14


Mais sobre mim

foto do autor


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Mandela 1918 - 2013


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Frase do Ano


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

CR7 (Bola de Ouro 2016)


Publicidade



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D