Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O fim do Porto de Lopetegui?

por Pedro Silva, em 30.01.16

imgS620I169126T20160130201739.jpg 

Imagem de zerozero

 

Porto a dar a volta a um resultado ainda na primeira parte? Peseiro já fez mais que Lopetegui em ano e meio.lol.”

 

A frase que lemos em cima é da autoria de um amigo meu. E tem muita razão para afirmar tal coisa não obstante o mesmo ter sido feito num claro tm de brincadeira pois ainda há muito terreno para Peseiro “palminhar”.

 

Contudo do que fui vendo agradou-me. Agradou-me porque, finalmente, o Futebol Clube do Porto começou a jogar futebol. Algo completamente diferente da porcaria alucinada que Julen Lopetegui queria implementar no Dragão. Bem sei que ainda é cedo, muito cedo mesmo, mas hoje vi um FC Porto que jogava em posse quando tinha de o fazer, em contra ataque quando o jogo assim o exigia e feio sempre que era necessário. O Porto de Lopetegui parece estar a caminhar para o seu final e espero que esta tendência seja para manter. Maior bofetada que esta o Basco não poderia ter levado!

 

Confesso que me agradou o facto de os contra ataques já serem trabalhados. Foram várias as vezes em que os Atletas dos Azuis e Brancos recebiam a bola e tinham a quem passar dado que surgiam sempre dois ou três colegas a quem passar a bola. Agradável foi também verificar que a pressão sobre o jogador adversário voltou a ser uma realidade. Nãos e percebe porquê razão Julen Lopetegui não deixava que se fizesse o mesmo…

 

Mas nem tudo são boas notícias. AS defesa Portista “abana por todos os lados” sempre que é pressionada, Marcano continua a ser capaz do melhor e do pior de um lance para o outro, Casslllas continuara ser um zero à esquerda sempre que um cruzamento passa pela sua pequena área e o Futebol Clube do Porto não consegue defender em bloco obrigando a que a defesa tenha de ir recuando no terreno sem saber muito bem o que fazer. Não é pro mero acaso que digo, e repito, que ainda há muito trabalho para que este Porto volteb a ser o Futebol Clube do Porto.

 

Chave do Jogo: 18´ Vincent Aboubakar marca o seu 9º golo na prova e o Dragão desperta para a realidade. A partir deste momento só deu Porto. Os Azuis e Brancos passaram a dominar quase por completo a partida e acabou a gerir um resultado que ampliou, quando e como quis, na segunda parte.

 

Positivo: Miguel Layún. O Jogador Mexicano joga e faz jogar não obstante ser um defesa lateral esquerdo. Foi dos pés dele que nasceu o primeiro golo Portista e foi através dele que o Dragão recuperou a confiança. Um negócio à Porto que mostra a inutilidade de se contratar Imbulas e afins.

 

Negativo: Brahimi e Corona. Um jogo de futebol não é feito somente de ataque. Para mais sendo o futebol um desporto colectivo todos devem saber defender e atacar. Brahimi e Corona não estiveram para aí virados e foi muito por sua culpa que o Estoril conseguiu colocar-se em vantagem muito cedo na partida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:31



Mais sobre mim

foto do autor


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Mandela 1918 - 2013


Triste direit(ol)a


Frase do Ano


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

CR7 (Bola de Ouro 2016)


Publicidade




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D