Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como perder pontos de uma forma ridícula

por Pedro Silva, em 14.09.16

imgS620I181029T20160914214152.jpg 

imagem de zerozero

 

Primeira e importante ilação a retirar deste empate diante do FC Copenhaga. O Futebol Clube do Porto perdeu dois pontos de uma forma perfeitamente ridícula. E não foi – mais uma vez – por manifesta falta de aviso, pois quando fiz a antevisão desta partida chamei à atenção para a necessidade de haver compensações e que os dinamarqueses não iriam desaproveitar uma oportunidade para marcar golo se porventura os Dragões lhes “fizessem o jeito”.

 

Segunda ilação; é impossível a um defesa lateral conseguir “tapar” espaços quando tem pela frente uma série de adversários. Miguel Layún é um excelente jogador mas está longe, muito longe, de ser um “Super-homem” e como tal necessita de que os seus companheiros o ajudem sempre que este sobe pela sua faixa. A tarefa de o ajudar cabia a Jesús Corona e a Héctor Herrera. Ao primeiro ainda podemos desculpar alguma falta de apoio ao Miguel dado que este tinha ordens para atacar e apoiar André silva na fase atacante da equipa, já o segundo foi – mais uma vez – uma tremenda aberração que não joga e não deixa jogar. Não é, portanto, para admirar que o Copenhaga tenha usado e abusado do flanco direito da defesa dos Azuis e Brancos para empatar um jogo que tinha começado a perder.

 

Terceira ilação; já se sabia que o FC Copenhaga ia apostar nos lances de bola área (está no seu ADN futebolístico). Era, então, estritamente necessário que a defesa Portista estivesse concentrada em todos estes lances. O que aconteceu no golo da equipa nórdica? Estavam todos a dormir na forma com Iker Casillas a mostrar (outra vez!) que bolas pelo ar não é com ele. Será preciso um desastre ainda maior do que aquele que vimos hoje para que José Sá seja o titular da baliza do FC Porto?

 

Quarta e última ilação; nada está perdido mas tendo em consideração que na jornada seguinte os Dragões vão a Inglaterra medir forças com o Leicester é caso para se dizer que hoje o Futebol Clube do Porto “meteu uma argolada” daquelas.

 

Chave do Jogo: Apareceu no minuto 51´, altura em que os dinamarqueses chegaram ao golo do empate. A partir daí o jogo ficou praticamente na mão do FC Copenhaga que se limitou a gerir o esforço diante de um Dragão que “perdeu a cabeça”.

 

Arbitragem: Matej Jug e a sua equipa de arbitragem levaram a cabo uma arbitragem pouco satisfatória. Não se deu muito pelo árbitro é um facto, mas parece ter ficado uma Grande Penalidade por marcar a favor do Futebol Clube do Porto por falta na área após carga sobre Jesús Corona.

 

Positivo: Óliver Torres e Otávio. O espanhol voltou a mostrar todo o seu perfume em campo e Otávio foi o atleta mais inconformado do ataque portista. Ambos mereciam mais do que um simples empate diante do FC Copenhaga.

 

Negativo: Héctor Herrera e Iker Casillas. O mexicano foi uma tremenda nulidade em campo e Casillas esteve igual a si mesmo em mais um lance aéreo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.09.2016 às 23:05

Quando vi o Herrera a titular pensei cá para mim "pronto começamos a jogar com menos 1". A ousadia do NES durou 1 jogo, elogiei contra o Guimarães, cagão contra o Copenhaga. O Deproite deveria ter jogado de início. O André Silva já deu para perceber que é outro Helder Postiga ou seja, corre corre corre corre corre produção é preciso ao lado dele outro, o mesmo não é refinado matreiro e subtil. Quanto à defesa MANTEIGA, MANTEIGA, MANTEIGA. Quanto ao NES parece que temos outro filosófico pseudo Rotategui
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.09.2016 às 11:05

porrada neles... casilhas nem na B. eu nem vi o jogo do porto, porque já estava á espera disto.....  nem quero saber dos jogos do porto 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.09.2016 às 12:05

Mal começou o jogo vi logo que íamos ter um jogo à Lopetegui: chato e com um previsível empate, o adversário não chegava a mais. Fui vendo o Sporting, que nem parecia da nossa liga, que jogaço. O Nuno ES tem tentado recuperar o Porto, mas falta muita qualidade ao plantel do FCP: nem um ponta de lança de qualidade, um guarda-redes que pode fazer excelentes defesas, mas que no futebol aéreo é pior que qualquer júnior de uma equipa de top. Os extremos são de uma irregularidade confrangedora, o Herrera, promovido a capitão, é um jogador medíocre: falha passes a cinco metros, perde bolas em locais proibidos... E a administração continua ligada às máquinas, precisávamos de um central de categoria e contratámos o Boly, que se tinha recusado a assinar por não concordar com o salário, parecia um Messi, mas a jogar é mais um pés de chumbo. Daqui a dois anos, Portugal só terá duas equipas na Champions, sabem quem será terceiro em Portugal?...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.09.2016 às 13:22

   Boa tarde.
   Peço desde já desculpa pela minha colherada.
Somente para dizer que o Bolly e bem capaz de ser o melhor defesa centra que o FC Porto tem. Ainda não jogou um minuto na equipe, mas quando jogar...
   Escrevam o  que digo.
   Cumprimentos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Mandela 1918 - 2013


No a l'opressió d'Espanya!


Catalunya lliure!


Frase do Ano


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

CR7 (Bola de Ouro 2016)


Publicidade




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D