Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Isto vai durar

por Pedro Silva, em 30.11.15

Imagem crónica Repórter Sombra.jpeg

1 - Os terríveis e cobardes ataques de que França, Mali e Camarões foram alvo colocaram a nu um sério problema. O Mundo é governado por um conjunto de idiotas que colocam à frente de tudo os seus próprios interesses. Poderia a Humanidade voltar a cair em desgraça? Se houvesse alguma vergonha na cara de certos dirigentes políticos mundiais talvez não, mas como não há eis que voltamos a fazer a triste figura que fizemos no Século XX com a diferença de que desta vez os campos de batalha são bem longe do Velho Continente.

 

Parece haver um evidente interesse em que o conflito com o Daesh se prolongue no tempo. Há uma clara preferência da parte de alguns Líderes mundiais para que esta Guerra nunca tenha fim. É que desta forma as Democracias Europeias mostrem a força dos seus exércitos diante dos seus cidadãos, restringindo liberdades (mesmo que por um determinado período de tempo) enquanto a sua aviação e marinha bombardeiam posições do tal Daesh.

 

Ainda se tal desse resultado eu era como outro e até que aceitava a história dos aviões a despejar bombas no meio do deserto, só que os combatentes do Daesh conhecem a história e sabem o que fizeram os Vietnamitas durante a Guerra do Vietname. È esconder no túnel, esperar que a “chuva” passe e voltar a reconstruir o que foi destruído.

 

Já aqui o disse e repito, vamos ter mais situações como a de Paris, Mali, Camarões e outras tais enquanto o Mundo não perceber que só existe uma solução: invasão militar do território Sírio e Iraquiano ou apoio de forças do terreno com capacidade e legitimidade para voltar a fazer da Síria um Estado. Só que quando alguém tenta fazer isto eis que vem a Turquia, abate-lhe o avião e depois vai a correr esconder-se atrás da NATO…

 

Isto do Daesh vai durar, durar e durar.

 

2 - Como se não bastasse os problemas internacionais causados pela estupidez de muitos, eis que cá pelo nosso Portugal temos outro problema. O da Direitola.

Sim. Direitola. Leu bem. È que a Direita em Portugal, tal como a conhecíamos – moderada, sensata e próxima do eleitorado do centro – despareceu nos últimos quatros anos. Agora temos um PSD e CDS onde os seus Líderes e demais elementos não respeitam a Lei. Eles são a Lei! O resto é letra morta.

 

Basicamente tais personagens comportam-se como o Ayatollah (daí o nome Direitola) e tudo indicia que não vão dar descanso ao nosso país nos próximos meses. Tudo isto porque venceram as últimas eleições legislativas com minoria relativa e não conseguiram negociar com as outras forças políticas com as quais gozaram, humilharam e insultaram durante os quatros longos anos em que estiveram à frente dos destinos de Portugal.

 

Pior que isto tudo é verificarmos que o Presidente da república faz parte da tal de Direitola. Um erro grave da parte de alguém que deveria, acima de tudo, ser imparcial e defender os interesses do País a que preside e não dos seus colegas de ideologia. Mas este é um problema que vai durar pouco dado que Cavaco Silva não vai estar muito mais tempo no Palácio de Belém. Só precisamos de ter alguma paciência pois Cavado “Direitola” Silva já deu a entender que quer ficar na história como o pior Presidente da República da história do nosso querido Portugal.

 

3 - Por último o que também vai durar (4 anos de certeza) é o XXI Governo Constitucional liderado por Antóbio Costa.

 

E a razão é muito simples. É que já não basta António Costa ter na sua posse três acordos que sustentam a sua governação e que lhe dão uma grande margem de negociação com os Partidos mais à Esquerda, eis que a tal Direitola vai insultar, difamar e tentar bloquear tudo o que não siga a sua linha de pensamento. Ora quando uma das partes extrema a sua posição a outra parte vai também extremar a sua posição. Ou seja: tudo o que o Governo de Costa crie vai ser aprovado na Assembleia da República com o apoio incondicional da Esquerda que está em maioria e repúdio incondicional da Direitola que está em minoria.

 

Artigo publicado no Repórter Sombra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:31


Maze Runner: Prova de Fogo

por Pedro Silva, em 29.11.15

Maze-Runner-Prova-de-Fogo.jpg

AcçãoFicção Científica, Suspense (2015) – “Maze Runner: The Scorch Trials”

Realizador: Wes Ball

Elenco:  Dylan O'Brien, Kaya Scodelario, Thomas Brodie-Sangster

 

Sinopse: Após escapar do labirinto, Thomas (Dylan O'Brien) e restantes companheiros que o acompanharam na sua fuga da Clareira vão agora lidar com uma realidade bem diferente: a superfície da Terra foi queimada pelo sol e eles vão ter de lidar com criaturas disformes chamadas Cranks, que querem devorá-los vivos.

 

Critica: para ser sincero gostei muito mais desta segunda parte do Maze Runner. Dou-lhe um satisfaz mas bem que lhe poderia ter dado uma satisfaz mais. Isto porque parece ter um claro esforço da parte de Wes Ball em criar algo que se percebesse e cativasse a nossa atenção.

 

Se há coisa que me despertou a atenção nesta segunda parte da saga é o argumento, Desconheço se este se aproximou mais do livro ou se o dito se distanciou um pouco, o que sei é que está interessante, elucidativo e, sobretudo, cativante. Tem acção q.b., drama em doses aceitáveis e diálogos perfeitamente adequados aos vários momentos em que a história se desenrola.

 

Relativamente ao elenco mantenho o que já tinha dito no primeiro Maze Runner. Nada de especial mas cumprem, com a eficácia desejada, os seus variados papéis. Não é pelo Actores que Maze Runner: Prova de Fogo não obteve um Bom da minha parte.

 

Já os cenários são, para mim, o Calcanhar de Aquiles deste Maze Runner. Isto porque as partes nocturnas são escuras demais, obrigando a que muitas vezes o espectador tenha de batalhar um pouco para poder perceber o que se está realmente a passar. De resto o cenário apocalíptico em que tudo se desenrola está bem trabalhado e acompanhado de uma banda sonora que nos “puxa! pela nossa atenção.

 

Em suma; trata-se de um filme que recomendo. Espero é que a última parte da história seja tão esclarecida como a deste Maze Runner: Prova de Fogo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03


Não aprendeu nada

por Pedro Silva, em 28.11.15

imgS620I165476T20151128224605.jpg 

imagem de zerozero

 

Assisti à vitória do Futebol Clube do Porto sobre O Clube Desportivo Tondela, partida que se realizou no Estádio Municipal de Aveiro e a ilação que retirei é que não se aprendeu absolutamente nada com a derrota caseira a contar para a Liga dos Campeões, Mau, péssimo, terrível. Não tenho adjectivos para classificar este jogo dos Azuis e Brancos ante o adversário mais fraco da nossa Liga.

 

Mais uma vez os problemas de sempre vieram ao de cima. È impressionante que os Dragões não consigam apresentar melhoras no seu futebol. E estamos a chegar a Dezembro, altura em que as equipas de futebol começam a maturar o seu futebol pois a frase decisiva da época está a aproximar-se a passos largos. Até digo mais, tenho a sensação de que o futebol praticado pelo FC Porto piora à medida que nos aproximamos do final de 2015.

 

Julen Lopetegui disse na conferência de imprensa que prefere que as críticas lhe sejam dirigidas e não aos jogadores. Julen já há muito que venho chamando á atenção para o facto de o Futebol Clube do Porto não conseguir apresentar um único fio de jogo! E tens á tua disposição um plantéis com opções de grande qualidade! E nem galo aqui na inexistência de aproveitamento dos lances de bola parada porque já não vale a pena.

 

Enfim… Não bato mais no ceguinho. Contudo gostaria que a massa adepta do FC Porto não se refugiasse no velho e gasto argumento da arbitragem. È verdade que a Grande Penalidade a favor do CD Tondela parece ter sido algo “forçada”, mas o Futebol Clube do Porto jogou tão mal, tão mal, tão mal, tão mal quê se tivessem empatado hoje não seria por culpa do árbitro.

 

Chave do Jogo: Apareceu tarde mas fez com que a vitória pendesse, em definitivo, para o lado do Dragão. Retiro-me à Grande Penalidade defendida por Iker Casillas. Até esta altura o jogo foi equilibrado (por mais incrível que possa parecer) e um empate teria sido o coroar do bom trabalho da equipa de Rui Bento.

 

Positivo: De positivo há o bom trabalho da equipa Tondelense. Mais um Treinador que já sabe o que fazer para travar as ideias de Julen Lopetegui (a lista está a ficar cada vez mais extensa) e tivesse Rui bento um plantel com maior qualidade e de certeza que não estaria a treinar o último classificado da nossa Liga.

 

Negativo: mais uma vez Julen Lopetegui. Para além de não deixar que os seus Jogadores joguem aquilo que sabem, de não apresentar uma equipa com um fio de jogo, de não conseguir retirar aproveitamento algum dos lances de bola parada eis que agora lhe deu para inventar nas substituições. Tira um central, adapta um médio a central para depois voltar a colocar um central tirando do campo um extremo. Há coisas que não se entendem e esta é uma delas e assim se desperdiça a hipótese de se colocar um fim a um jogo que estava a ser complicado para as hostes Azuis e Brancas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Hora Garfield (13)

por Pedro Silva, em 27.11.15

ga860522.png 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28


O meu Animé (CXIX)

por Pedro Silva, em 26.11.15

Mr._5.jpg

Mr. 5 - One Piece

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:56

Pág. 1/6



Mais sobre mim

foto do autor


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Mandela 1918 - 2013


Triste direit(ol)a


Frase do Ano


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

CR7 (Bola de Ouro 2016)


Publicidade



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D