Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Houve "Manita" no Dragão

por Pedro Silva, em 30.11.14

TELLO1LUSA.jpg 

Estive no Dragão a ver a goleada (goleada no verdadeiro sentido do termo e não aquelas vitórias de 3 a 0 que são transformadas em goleadas quando dá jeito) e confesso que foi melhor o resultado do que a exibição. Contudo ressalvo desde já que o que importa no futebol são os resultados. As exibições estão num patamar secundário.

 

Este jogo ante o Rio Ave teve duas partes muito distintas. Uma primeira em que os Vila-condenses estavam com força e conseguiram “empenar" (mais uma vez) o futebol de posse radical de Julen Lopetegui e uma segunda parte onde sofreram um golo e se foram abaixo animica e fisicamente. Daí a goleada de 5 a favor dos Dragões.

 

Ao que parece já toda a gente percebeu o que tem de fazer para travar o Futebol Clube do porto. É certo e sabido que a posse pela posse vai marcar sempre presença, então a solução passa por fazer pressão no meio campo para forçar os Atletas Azuis e Brancos a passar a bola para trás e para os lados sem progressão... Como se fosse uma máquina de lavar roupa. Com isto enerva-se a equipa, o Treinador e o Público ao ponto de se ir ganhando confiança à medida que o tempo passa e o Clube Azul e Branco não marca. Depois é aproveitar os nervos à flor da pele para tentar o golo e foi isto que aconteceu na primeira parte deste jogo onde no intervalo os comandados de Pedro Martins quase que chegavam ao golo.

 

Depois veio a segunda parte e voltamos a ter o cliché do costume. Lopetegui manda “desligar a máquina de lavar roupa” (a tal de posse pela posse) e os Jogadores começam a ter mais liberdade para as transições rápidas. Foi, portanto, com alguma naturalidade que o primeiro golo Portista surgiu. Os restantes foram fruto do cansaço da equipa de Vila do Conde que pagou um preço elevado pela pressão que fez no primeiro tempo.

 

Não se retira aqui mérito algum à equipa Portista nesta sua vitória gorda, só que já chateia ter de esperar u8ma parte inteira para ver a equipa jogar tão bem como sabe.

 

Venha a Académica em Coimbra. È um jogo que antecede o Clássico com o SL Benfica pelo que vai ser de uma importância extrema vir de Coimbra com os três pontos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Dentro da Tempestade

por Pedro Silva, em 29.11.14

216282_pt.jpg 

Acção, Thriller (2014) - Into the Storm

Realizador: Steven Quale

Elenco: Richard Armitage, Sarah Wayne Callies, Matt Walsh, Max Deacon

 

Sinopse: Num único dia, a cidade de Silverton é devastada por um violentíssimo ataque de tornados sem precedentes, com os especialistas a preverem que o pior ainda está para vir. Enquanto a maioria das pessoas procura abrigo, os caçadores de tempestades correm em direção ao vórtice do tornado à procura da oportunidade de uma vida. Visto através dos olhos e lentes de caçadores de tempestades profissionais, audaciosos amadores em busca de emoção e corajosos habitantes da cidade, "Dentro da Tempestade" coloca-nos diretamente no centro do furacão para experimentar a Mãe Natureza no seu extremo.

 

Critica: Satisfaz sem ser sublime.

 

É o que me apraz dizer sobre este filme. Mas atenção, o dito está muito bem trabalhado, os efeitos especiais são muito bons e os Actores levam a cabo um excelente trabalho. Para o tipo de filme que é está muito bem produzido e é impossível não ser ver o filme até ao fim.

 

Contudo existem falhas que retiram algum brilho a esta produção de Steven Quale.

 

Para começar é demasiado curto. È verdade que o fenómeno meteorológico de que a curta-metragem trata é rápido a surgir e a desaparecer, mas nada na vida real é assim tão rápido e é de todo impossível ver-se uma cidade ser completamente devastada sem que o resto do País reaja.

 

A outra falha prende-se com o enredo. A história não pode somente centrar-se num individuo ganancioso que depois tem problemas de consciência no final. Pouco, muito pouco, o que é uma pena pois com Actores tão bons e efeitos especiais tão elaborados e perfeitos este filme tinha tudo para ser uma grande produção.

 

Concluindo; recomendo o dito sem no entanto o ter achado algo de especial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Que tipo de Bicicleta é a ideal para se pedalar numa cidade? Para quem não sabe existem dois tipos de bicicletas; as de Montanha e as Citadinas. Tanto uma como a outra servem para circular na cidade. Para além do design, a diferença está no preço e nas componentes. Vamos por partes.

-Bicicleta-de-montanha-PRO-CB430-da-fibra-do-.jpg

A Bicicleta de Montanha foi feita para ser prática e de simples uso. É uma Bicicleta “virada” mais para o passeio. Facilmente se encontra este tipo de Bicicleta por um preço a rondar os 80€, mas também temos as que custam mais de 1.000€ que por norma são utilizadas pelos amantes dos circuitos BTT de montanha. È um facto que podemos transformar uma Bicicleta de Montanha numa Bicicleta de Cidade bastando para isto que se coloque um cesto na sua traseira por exemplo, mas esta nunca deixará de ser aquilo que é: uma Bicicleta de passeio/desporto.

dsc_4689.jpg

Já a Bicicleta Citadina é a ideal para quem mora numa Cidade e serve da dita para fazer as habituais viagens casa, trabalho e vice-versa. Isto porque esta Bicicleta vem já com equipamentos que permitem o transporte de uma pasta por exemplo. O facto de terem um cesto na frente e um porta-bagagem atrás facilita imenso o transporte de tudo aquilo que necessitamos para o nosso dia de trabalho. Para além disto estas Bicicletas estão preparadas para a chuva dado que estão equipadas com para lamas e em quase todas  a pedaleira está coberta, o que evita os sempre incómodos salpicos de água para o fato/vestido.

 

Pessoalmente, como Ciclista Urbano que sou, prefiro de longe a Bicicleta Citadina.

 

É mais cara, mas compensa o investimento e tem uma utilidade maior. Se estão á procura de uma “Bicla” para circular na cidade, não pensem duas vezes e optem por uma Citadina. Já se querem uma coisa só para passeio e dar umas voltas no Verão, então optem por uma de Montanha das mais baratas.

 

Mas o mais importante acima de tudo é que o Ciclista se sinta confortável na sua Bicicleta, seja eka de que tipo for.

 

No próximo tópico escreverei sobre os complentes de segurança que não podem faltar a uma Bicicleta. Até lá boas pedaladas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43


O meu Animé (LXVIII)

por Pedro Silva, em 27.11.14

Soldado_de_Cólera_Estruendosa.png

Kyros - Série One Piece

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:37


3 pontos e o 1-º lugar

por Pedro Silva, em 26.11.14

BATE-FCPorto1-LC-25nov.jpg 

O prometido é devido. Cá estou para analisar a vitória Azul e Branca na gélida Bielorrússia.

 

Primeiro que tudo há que felicitar Julen Lopetegui e o Plantel pelo apuramento para a fase seguinte da Prova no primeiro lugar do Grupo H (o Shakhtar Donetsk, segundo classificado do Grupo, perdeu em casa).

 

É um facto que muitas vezes isto de passar em primeiro não garante grande coisa a não ser que a primeira mão dos oitavos de final será fora de portas, mas na Liga dos Campeões quem se apura em primeiro lugar ganha muito mais dinheiro do que quem passa em segundo e é sempre muito mais prestigiante dizer que se ganhou o grupo.

 

Quanto ao jogo em si, penso que era escusado o Futebol Clube do Porto ter dado uma parte de avanço ao Futbolniy Klub Borisov Works of Automobile and Tractor Electronic Equipment (BATE Borisov). Mas esta é uma malata que o Treinador Basco dos Portistas teima em colocar um devido e mais que exigido fim.

 

O Clube Bielorusso tinha acabado de conquistar o seu 9 Título de Campeão consecutivo, pelo que a moral da equipa estava em alta, o relvado estava impraticável e duro devido ao frio e neve que caiu nos últimos dias em Minsk e tal foi notório com a bola sempre aos saltinhos o que dificultava imenso os eu domínio e para além disto o BATE conta com um conjunto de Atletas “raçudos” que correm que se farta e cumprem com o que o Mister lhes exige em termos de posicionamento. Como tal porquê carga de água Lopetegui me vai insistir no raio do tiki taka??? Daí eu ter dito que os Dragões deram uma primeira parte de avanço aos Bielorussos…

 

Felizmente Julen sabia da importância da partida e o quão ridículo era não estar a vencer ao intervalo uma equipa que tem sido das piores, senão a pior, desta edição da Champions pelo que mandou “arrumar as chuteiras” do tiki taka“ e colocar as do futebol simples e prático. Resultado: Três golos sendo que um deles foi uma autêntica obra de arte do Mexicano Herrera!

 

Ganhou é verdade, mas era escusado ter-se dado tempo e motivação à equipa adversária. Para mais sabendo de antemão que estamos a falar de uma equipa muito acessível. Já vai sendo hora de o Espanhol Lopetegui começar a fazer análises às equipas que vai defrontar para se preparar da melhor maneira possível, até porque isto ante o BATE funcionou mas fosse uma equipa mais forte e isto de dar uma parte de avanço ao adversário poderia ter sido fatal.

 

Venha o Rio Ave e sem falhas. O Campeonato não está para aí virado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39

Pág. 1/6



Mais sobre mim

foto do autor


gatos no telhado


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Mandela 1918 - 2013


Triste direit(ol)a


Frase do Ano


Portugal é uma Democracia

13769388_930276537084514_2206584325834026150_n

CR7 (Bola de Ouro 2016)


Publicidade



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D